Fatos importantes sobre as vacinas

· 16 de janeiro de 2017

Como pai ou mãe você é responsável pelo bem-estar de seus filhos. Isso inclui a saúde e, mais especificamente, as vacinas. Alguns pais, em especial os de primeira viagem, temem os efeitos que as vacinas podem causar nos pequenos. Por isso, queremos pontuar alguns fatos importantes que devem ser lembrados sobre as vacinas.

Vacinar seus filhos é uma forma de manter os pequenos a salvo de várias doenças que podem se tornar mais graves. Você sempre deve se lembrar que elas são fáceis de aplicar. Além disso, são criadas a partir de estudos padronizados e são grátis.

O que é uma vacina?

A primeira coisa que você deve se lembrar sobre as vacinas é que elas são produzidas com uma amostra enfraquecida ou morta dos germes os quais combate. Isso fortalece o sistema imunológico do seu filho e evita que as doenças entrem no corpo dele.

Os germes injetados funcionam de duas maneiras:

  • Atuam como anticorpos.
  • Criam uma memória imunológica no corpo.

Esses dois fatores deixam a maioria das crianças completamente protegida. Isso já permitiu erradicar várias doenças que antes eram mortais. Caso seu filho tenha um sistema imunológico enfraquecido é possível que ele apresente algumas reações às vacinas.

Como as vacinas são aplicadas?

vacinas

A segunda coisa que você deve se lembrar sobre as vacinas é sua aplicação. Elas são aplicadas por meio de uma injeção no ombro ou na perna. Somente algumas poucas vacinas são administradas por via oral ou nasal.

Se você for uma mãe de primeira viagem talvez se sinta um pouco em dúvida ao ver a seringa de aplicação. Mas deve saber que isso é algo completamente natural. Pense que em troca de uma pequena dor seu filho estará protegido pelo resto da vida contra possíveis doenças.

Além disso, administrar vacinas via oral ou nasal nem sempre é funcional devido à forma que elas agem.

O que acontece se meu filho não puder ser vacinado?

Por razões físicas pode ser que seu filho seja alérgico a algumas vacinas. Nesse caso, é importante que as vacinas não sejam aplicadas, por motivo nenhum.

As medidas que você deve tomar são:

  • Identificar claramente todos os elementos aos quais seu filho é alérgico.
  • Garantir que ele não entre em contato com os elementos que podem deflagrar essa alergia.
  • Manter seu filho afastado da escola quando surgir um surto da doença que causa a alergia.

Sabemos que pode ser difícil realizar a última das sugestões acima, mas, caso contrário, saiba que seu filho vai ficar vulnerável. Muito provavelmente você não vai ter nenhum problema na escola caso avise sobre as alergias do seu filho.

Dessa forma, tanto os professores como você poderão tomar as medidas necessárias.

Quando devo vacinar meu filho?

vacinas

Outra coisa que você não deve esquecer sobre as vacinas é que elas seguem um calendário bem específico. A melhor forma de saber as datas de cada vacina é perguntar no posto de saúde. Lá eles vão dar uma carteirinha na qual estarão listadas as vacinas necessárias e as respectivas datas de aplicação.

Nessa questão lembre-se de que o pediatra do seu filho é uma das pessoas mais importantes. Ele pode tirar muitas dúvidas e vai avisar você sobre as datas em que cada vacina deve ser aplicada. Se você tem algum medo ou alguma dúvida sobre a saúde do seu bebê pergunte até que ele esclareça suas dúvidas.

Alguns bebês podem apresentar pequenas reações algumas horas depois da aplicação das vacinas. Nesse caso, você não deve ficar assustada, mas, se puder, entre em contato com o pediatra do seu filho para confirmar se está tudo bem.

É importante manter o controle das vacinas

Mais uma questão para se lembrar sobre as vacinas é manter o registro das aplicações ou a carteirinha de vacinação em dia, pois a maioria das escolas pede esse documento para garantir que seus alunos estão protegidos contra as doenças.

Saiba que se seu filho é alérgico e não pode ser imunizado contra alguma vacina você deverá apresentar uma carta redigida pelo pediatra. Ele deverá explicar a situação, o tipo da alergia e as recomendações necessárias para o caso em questão.

A carteirinha de vacinação também serve para garantir que seu filho está bem protegido e não perdeu nenhuma vacina.

Sem dúvidas, as vacinas são aliadas importantes na vida do seu filho. Não se esqueça de fazer o acompanhamento completo e pergunte ao pediatra sobre qualquer dúvida que você tiver.