Cada filho é um novo desafio

· 23 de maio de 2017

Nem todos os filhos são iguais, mas cada um deles é uma obra de arte em potencial. Já que cada filho é um novo desafio, o que fazer para educá-lo de uma forma única e especial?

Os filhos são uma benção para o lar, mas também cada um deles é um ser único e especial que precisa de atenção, e se você tem mais de um filho perceberá que eles são muito diferentes entre si. Até pais de gêmeos e trigêmeos notam as semelhanças na suas aparências, mas também as diferentes personalidades, gostos e objetivos diferentes.

Não há motivos para se preocupar já que na realidade os desafios tornam a vida mais agradável e isso é o que os filhos impõem. Mas no final todos desejam conseguir o mesmo objetivo na vida: converter essa criança numa pessoa profissional e bem sucedida.

Diferença X Igualdade

Contudo, uma crença muito comum é que ser justo com os filhos significa dar os mesmos benefícios para todos, impor os mesmos limites ou exigir de maneira igual. Muitos pais procuram colocar-se numa atitude neutra diante dos filhos, porque acreditam que  ao fazerem certas distinções pode ser interpretado como favoritismo.

Cada filho é diferente do outro, desenvolve habilidades diferentes, apresenta sensibilidades diferentes, interesses, aptidões… Na verdade, cada filho tem diferentes ritmos ou formas de aprendizagem. A naturalidade disso é constatada com o fato de que cada filho é um ser humano diferente, único e irreplicável. Por isso cada um deles é um novo desafio para os pais.

Já que cada filho é um novo desafio, como posso criar cada filho de uma maneira diferente e única?

Cada filho é igual

Criação de um filho e de uma filha

Geralmente acontece dos pais ou mães terem um desejo muito íntimo e secreto de que o futuro filho seja de um sexo ou de outro, mas muitas vezes esse desejo é marcado pela cultura e pelo valor que se atribui a cada sexo.

Existem estudos sobre amamentação materna e cuidado prematuro que indicam que os filhos homens recebem um melhor amamentação do que as filhas. Talvez sem saber, muitas mães pensem que por serem homens precisam de mais comida do que as filhas. A seguir, ao longo do seu crescimento, geralmente acontece das filhas serem incorporadas aos afazeres domésticos desde cedo e de cuidarem dos irmãos na ausência da mãe.

Além disso, a educação de um menino é baseada no trabalho e na responsabilidade de cuidar da casa, geralmente, os pais querem dar as ferramentas desde cedo para que eles aprendam diferentes trabalhos e o valor do trabalho. Para as meninas é diferente: as mães querem que elas sejam umas princesas, por isso cuidam e as protegem mais, ensinam o valor da maternidade e a importância dos valores morais.

Cada filho é igual

Filhos com necessidades especiais

Às vezes os filhos se diferem pelo seu sexo, personalidade ou interesses, mas além disso podem ser diferentes por ter alguma necessidade ou cuidado especial. Essas crianças representam um desafio para a sua criação, precisarão de mais ajuda e atenção individual e talvez demore mais para se tornar independente dos pais.

Algumas pessoas chamam as crianças com necessidades especiais de deficientes, mas a verdade é que talvez uma de suas habilidades não tenha se desenvolvido igual a das outras crianças e por isso acabam desenvolvendo outras. Por exemplo, as crianças surdas desenvolvem a capacidade de memorizar e sua vista é aperfeiçoada, assim como os seus reflexos.

Os pais devem conseguir um equilíbrio entre desafiar os seus filhos com essas necessidades de progredir na sua adaptação, ao invés de exigir algo que eles não podem conseguir. Assumir uma atitude passiva diante dessas crianças pode lhes fazer sentir que não são bons para nada, e que seus pais não têm nenhuma expectativa em relação a eles. Mas muito pelo contrário, ser muito exigente pode deteriorar a relação entre os pais e os filhos.

Sugestões:

. Não menosprezar nenhum dos filhos, diga individualmente que os ama.

. Nunca se deve dizer “meu filho preferido” ou “você é a ovelha negra da família”.

. Dê amor único para cada um deles e não coisas iguais.