Gestograma: o que é e como funciona?

· 21 de dezembro de 2017

Durante a gravidez a futura mãe tem milhares de dúvidas e inquietações. Essas perguntas vão desde como se desenvolve o bebê até que coisas devem ser feitas e quais não. Para ajudar a responder todas essas dúvidas, existe um instrumento que serve tanto para as mães quanto para os especialistas: o gestograma, e seu uso é muito mais simples do que se pode imaginar.

O que é um gestograma?

Ele tem diferentes nomes: gestograma, roda da gravidez ou disco da gestação. Trata-se de uma espécie de tabela de cálculo que permite ter um controle semanal da gravidez. Simplifica e permite ter em mãos dados relevantes durante a gravidez.

Sua aparência é de uma roda de papelão ou de cartolina com anéis concêntricos. Na parte externa possui um calendário circular em que é possível ver os dias do ano. Na parte interna se identificam duas rodas com o tamanho e o peso aproximados do feto segundo a semana de gestação.

Essa ferramenta permite descobrir dados de grande interesse para mãe como:

O gestograma também ajuda a ter informações mais específicas. Por exemplo, o diâmetro biparietal (medida em milímetros da distância entre os ossos parietais) e o tamanho do fêmur do bebê.

Gestograma: o que é e como funciona?

Devido a sua praticidade, o uso dessa ferramenta de cálculo de gestação ganhou reconhecimento com o passar do tempo. Geralmente, pode ser encontrado em farmácias ou centros especializados. Ultimamente inclusive o uso do gestograma vem se popularizando através da Internet.

“O gestograma é uma ferramente que permite que a grávida tenha um maior controle sobre sua gravidez graças ao acesso a uma grande quantidade de informação”

Como um gestograma funciona?

A primeira coisa que você deve ter em mente para fazer uso de um gestograma é saber a data precisa do último ciclo menstrual. O gestograma toma como base de cálculo 40 semanas como tempo de duração da gravidez.

Seu uso não é complicado. O dispositivo conta com um sinalizador que deve se situar na data da última menstruação. Posteriormente, o conjunto de anéis que o compõe indicarão dados sobre o desenvolvimento do bebê.

Essa quantidade de dados e informações permite que a gestante possa fazer previsões e estabelecer ações para uma melhor gestação.

Uso de interesse

Além de satisfazer a curiosidade que a mãe pode ter, o conhecimento do desenvolvimento do bebê tem utilidades práticas. Uma mulher que, por exemplo, quer estimular o seu bebê, deve saber a semana de gestação em que se encontra.

Gestograma: o que é e como funciona?
Seguindo esse exemplo, na 17ª semana o bebê já consegue escutar a voz da sua mãe. Esse é um momento ideal para que a mãe comece a falar com ele ou cantar. É uma maneira de estreitar um laço que pode se fortalecer durante a gestação. Na 25ª semana o ouvido já está maduro, por isso é bom momento para colocar música.

O que vemos é apenas um dos usos que o gestograma pode ter. Além do controle médico, é uma maneira de aproveitar a relação com o bebê.

O gestograma é confiável?

Os dados que o gestograma proporciona são totalmente confiáveis e contam com um suporte científico comprovado. No entanto, sempre é preciso ter em mente que os cálculos são aproximados, ou seja, indicam valores por média.

Sendo assim, não precisa se estressar se o bebê não tiver determinada medida exatamente igual ao que indica o gestograma que você está utilizando. O importante é tomar nota do seu caráter aproximado e referencial.

De todos os modos, sempre é indispensável consultar um ginecologista para ter um visão precisa do avanço da gestação. Os gestogramas não substituem a análise e os métodos que os médicos possuem para cada caso. Ainda que seja muito provável que as conclusões do especialista se pareçam às dadas pelo gestograma, elas não o substituem.

Esse curioso instrumento é muito útil. E além disso é muito simples, feito a base de cartolina e com muitos dados no seu interior, similar em sua forma a um antigo calendário maia. Sem a existência do gestograma os compromissos médicos seriam mais complicados e os cálculos mais complexos.