Guia para os pais sobre a Twitch

A plataforma de streaming de vídeo Twitch é cada vez mais usada por crianças e adolescentes para assistir outras pessoas jogarem seus jogos favoritos. Ter algumas noções básicas sobre essa plataforma é importante para que nossos filhos façam um uso responsável dela.
Guia para os pais sobre a Twitch

Última atualização: 08 Maio, 2021

Hoje em dia, o uso de streaming ao vivo está se tornando cada vez mais popular, seja para os jogadores mostrarem aos outros como eles jogam um determinado jogo ou para contar ou explicar algum assunto. Em termos gerais, a Twitch é uma plataforma que mostra como jogadores experientes jogam ao vivo enquanto os jovens os seguem de suas casas.

O uso do streaming nos dias de hoje se tornou o entretenimento dos mais jovens, superando o uso da televisão ou de qualquer outra forma de distração. Devido à facilidade de criar conteúdo na Twitch, essa plataforma virou moda e cada vez mais crianças estão fazendo uso dela mais cedo.

Aqui, queremos apresentar um guia sobre o uso da Twitch para que você possa controlar o uso que seu filho faz dessa plataforma. Se não quiser perder nada, continue lendo.

Streamer na Twitch.

O que é a plataforma Twitch?

Twitch é uma plataforma de streaming de vídeo que pertence a Amazon e foi fundada em 2011. No início, era focada apenas em jogos ao vivo, mas agora inclui mais temas, por isso tem um público muito diversificado.

Essa plataforma, como muitas outras plataformas de streaming, funciona da mesma maneira de sempre: você cria uma conta e pode ver outros jogadores jogando seus videogames, enquanto eles estão comentando e conversando com os espectadores através do chat.

Os gamers mais famosos transmitem através dessa plataforma, que se tornou a mais utilizada, várias partidas de muitos jogos dos quais com certeza todos já ouviram falar, como Fortnite, Minecraft, Fifa, World of Warcraft, etc.

Nesse sentido, os pais podem se perguntar se o uso dessa plataforma pelas crianças é seguro ou se pode ser prejudicial a elas. Veremos algumas das perguntas que os pais podem se fazer sobre a Twitch para um uso seguro.

Essa plataforma é segura para crianças?

Como todos os aplicativos de streaming por aí, essa plataforma também pode apresentar riscos para crianças e adolescentes. Embora a Twitch tenha moderadores e regras para controlar o conteúdo sexual, explícito ou implícito, ele não possui filtros de idade para certos jogos ou categorias. É aqui que se pode encontrar conteúdo impróprio para os mais pequenos.

Existem algumas categorias como “educação” ou “adequado para famílias” que bloqueiam conteúdos destinados a adultos, mas, para isso, a pessoa que transmite tem que colocar esse rótulo para identificar seu conteúdo.

Outra coisa com a qual devemos ter cuidado é com as assinaturas ou as doações aos jogadores que transmitem, já que alguns pressionam seus fãs a fazerem doações e, assim, poder visualizar conteúdo “exclusivo”.

Com que idade pode ser usado?

De acordo com os termos de uso da Twitch, ele não pode ser usado por menores de 13 anos e, dos 13 aos 18 anos, pode ser usado sob a supervisão de um adulto. Ao criar uma conta, é solicitada a data de nascimento para que, se a pessoa for mais nova, essa plataforma não permita o seu registro.

Muitos streamers alertam que o conteúdo que vão transmitir não é adequado para certas idades. Nós somos os pais, portanto, temos que estar atentos a isso, se considerarmos que esses conteúdos não são adequados para nossos filhos.

A Twitch tem alguma forma de controle dos pais?

Em seu site não encontramos qualquer opção de controle parental ou de tempo de uso desta plataforma, mas a partir de dispositivos Android ou IOS, é possível instalar aplicativos que impedem ou limitam o tempo de acesso.

Se o uso na sua casa ocorrer através do Xbox ou Playstation, também é possível usar as opções de configuração do console que permitem ativar o controle parental. Mas a Twitch em si não disponibiliza controle parental.

As crianças podem conversar com outras pessoas por meio dessa plataforma?

Todos os canais da Twitch têm um bate-papo, o que tem suas vantagens, mas também suas desvantagens. Pode ser divertido conversar diretamente com outros jogadores, se eles forem conhecidos, mas isso também pode colocar as crianças em contato com estranhos, possibilitando que elas sejam vítimas de alguma armadilha ou fraude.

Normalmente, em todos os chats há uma série de regras e filtros, e quem não os cumpre é expulso. Por exemplo, não são permitidos xingamentos, violência, links maliciosos, indução à violência, etc.

É altamente recomendável que os pais entrem, por cerca de 20 minutos e durante vários dias, no canal que seus filhos costumam acessar para verificar se é apropriado ou não para eles. Se notarmos qualquer comportamento inadequado, podemos entrar em contato com os administradores e denunciar essa situação.

Gamer fazendo um live na Twitch.

É possível bloquear usuários na Twitch?

Sim, você pode bloquear outros usuários na Twitch. Para isso, é necessário entrar em configurações, segurança e privacidade, e encontrar a opção de bloquear mensagens, whispers ou o convite para bater papo com pessoas desconhecidas. Caso haja alguém no chat que esteja incomodando, também é possível clicar no nome na pessoa e, com o botão do mouse, clicar em “ignorar”.

É grátis?

Fazer uma conta nessa plataforma é gratuito, embora é possível gastar dinheiro de três maneiras:

  • Bits: moeda virtual doada ao streamer para mostrar seu apoio.
  • Assinaturas: assinar alguns canais para ter vantagens exclusivas e não ver publicidade, entre outros, também são opções pagas.
  • Doações ao streamer: geralmente, elas são feitas por meio do Paypal. A Twitch não obtém nenhum lucro com essas doações. É uma forma de apoiar financeiramente o criador do conteúdo.

Portanto, é fundamental que nossos filhos saibam que não podem gastar dinheiro com esse tipo de coisa sem a nossa permissão.

Esperamos que esse guia para os pais sobre a Twitch seja útil e ajude você a entender um pouco melhor essa plataforma para ser capaz de monitorar e consentir com o que seus filhos podem e não podem fazer. No fim das contas, todos nós temos que nos adaptar às novas formas de brincar para ensinar nossos filhos a usá-las com responsabilidade.

Pode interessar a você...
9 dicas para evitar o vício em videogames
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
9 dicas para evitar o vício em videogames

Os videogames são muito acessíveis para crianças e adolescentes. Aqui, você vai encontrar algumas dicas para evitar o vício em videogames.



  • Lozano, J. F. G., & Cuartero, A. (2020). El auge de Twitch: nuevas ofertas audiovisuales y cambios del consumo televisivo entre la audiencia juvenil. Ámbitos. Revista Internacional de Comunicación, (50), 159-175.
  • Santoveña-Casal, S. (2019). Análisis de pedagogías digitales: Comunicación, redes sociales y nuevas narrativas. Ediciones Octaedro.
  • Crespo Vázquez, C. (2019). La transformación de los videojuegos como nueva industria del entretenimiento.