A importância das respostas que você dá para o seu filho

5 de março de 2020
As perguntas das crianças são a forma que elas têm de descobrir mais sobre o mundo que as rodeia. As suas respostas podem potencializar a curiosidade e a autoestima delas.

As crianças são curiosas por natureza. Elas se encontram em pleno descobrimento do mundo e, por isso, é frequente que elas façam perguntas constantemente, algumas, aliás, das mais curiosas. Às vezes, estamos ocupados ou distraídos e usamos qualquer desculpa para tirar o corpo fora. No entanto, as respostas que você dá para o seu filho têm uma grande importância.

Assim, a informação que você proporciona e a atitude com a qual você faz isso vão contribuir para determinar partes da personalidade e da autoestima do seu filho. Por isso, ainda que às vezes fiquemos tentados a oferecer uma resposta vaga ou ambígua, temos que tomar cuidado com o modo como reagimos diante das perguntas das crianças.

Escute as perguntas delas

É verdade que no nosso dia a dia temos inúmeras obrigações e, contudo, pouco tempo para cumpri-las. Por isso, costumamos estar sempre com pressa e nem sempre podemos nos permitir um intervalo para conversar com profundidade com os nossos filhos. Entretanto, é importante transmitir às crianças a ideia de que as perguntas delas são importantes, de que a curiosidade delas é valiosa.

Talvez elas possam nos questionar em um momento não muito adequado, mas é recomendável que elogiemos a iniciativa delas e retomemos a conversa mais tarde. Além disso, quando tivermos o tempo necessário, devemos nos sentar com a criança e prestar toda a nossa atenção nela.

Um gesto tão pequeno quanto valorizar, atender e dar importância às suas perguntas fará crescer a imagem positiva de si mesma.

A importância das respostas que você dá para o seu filho

Desse modo, ela entenderá como é positivo questionar o funcionamento do mundo e desejar saber mais a respeito dele. Ela começará a sentir que é uma pessoa valiosa e interessante, já que mamãe e papai levam muito em consideração o que ela diz.

A sinceridade nas respostas que você dá para o seu filho

Na hora de compartilhar uma informação com as crianças, é importante que ela seja verídica. É evidente que devemos adequar a mensagem para a idade e as capacidades cognitivas delas. Contudo, é preferível que a nossa resposta seja sincera.

Dessa maneira, a confiança dos nossos filhos em nós vai ser estabelecida e seremos um modelo de honestidade para eles. Além disso, é mais provável que eles se sintam capazes de se abrirem conosco se, desde o início, tivermos fomentado uma relação de proximidade e sinceridade.

Tanto se estamos falando de cultura geral (por exemplo, com a temida pergunta: (“de onde vêm os bebês?”) quanto se estamos nos referindo aos nossos próprios sentimentos (“por que você está chorando, mamãe?”), optar por uma resposta honesta é o melhor caminho.

É mais benéfico para o desenvolvimento intelectual e emocional da criança receber uma versão adaptada da reprodução do que escutar a antiga história da cegonha.

Do mesmo modo, será mais enriquecedor saber que a mamãe está chorando porque nesse momento está triste e essa é uma emoção normal, do que receber como resposta um “não é nada”, que a deixará ainda mais confusa.

Nessa mesma linha de sinceridade, se não soubermos a resposta a alguma das perguntas das crianças, é melhor admitir com naturalidade e propor que vocês busquem a resposta juntos. Dessa forma, ao fazer isso, ensinaremos para ela sobre recursos de pesquisa, como recorrer a um dicionário ou procurar um livro que fale do assunto na biblioteca, por exemplo.

A importância das respostas que você dá para o seu filho

Estimule o pensamento crítico da criança

Sempre que você puder, tente oferecer para as crianças respostas que as façam utilizar a imaginação e o intelecto. Às vezes, é mais enriquecedor receber uma ajuda para chegar à resposta por si mesmo, em vez de receber a resposta em uma bandeja.

Por fim, convide a criança a expressar o que ela acha a respeito das próprias questões, quais respostas ela considera possíveis. Igualmente, pergunte a opinião dela sobre o que você contou e fomente conversas estimulantes entre ambos.

Tome cuidado com as respostas que você der para o seu filho

Perguntar é um dos recursos que a criança utiliza para ir construindo a sua concepção do mundo que a rodeia. Como pais, nós somos os seus principais referentes. Por isso é tão importante tomar cuidado com o modo como reagimos e respondemos.

Está nas nossas mãos ajudar a criança a desenvolver uma autoestima forte, transmitir que ela é inteligente, criativa e capaz. Igualmente, com as nossas respostas, assentaremos as bases do nosso vínculo, baseando-o na confiança ou então no desinteresse.

Por fim, devemos deixar que as nossas palavras sejam um guia, mas também que seja a própria criança aquela que experimenta, descobre e encontra a informação.

  • Vargas Rubilar, J. A., & Oros, L. B. (2011). Parentalidad y autoestima de los hijos: una revisión sobre la importancia del fortalecimiento familiar para el desarrollo infantil positivo.
  • de Piaget, T. D. D. C. (2007). Desarrollo Cognitivo: Las Teorías de Piaget y de Vygotsky. Recuperado de http://www. paidopsiquiatria. cat/archivos/teorias_desarrollo_cognitivo_07-09_m1. pdf.