Inchaço nos tornozelos durante a gravidez: causas e o que fazer

Edema nas pernas e pés é um sintoma bastante comum durante a gravidez. No entanto, quando aparece, é conveniente controlá-lo. Vamos contar como fazê-lo.
Inchaço nos tornozelos durante a gravidez: causas e o que fazer

Última atualização: 18 janeiro, 2022

O inchaço nos tornozelos é uma condição comum durante a gravidez, que geralmente é acompanhada por inchaço nas pernas e pés. Embora seja mais perceptível no final do dia, pode ser observado ao longo do dia todo.

Esse sintoma piora conforme a gravidez avança e geralmente não é prejudicial nem para a mãe nem para o bebê. Porém, em algumas ocasiões, o edema nos membros inferiores pode ser um sinal de uma complicação gestacional.

A seguir, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Causas para o inchaço nos tornozelos durante a gravidez

O inchaço nos tornozelos indica que o corpo da mulher está retendo mais líquido do que o normal e isso é algo esperado durante a gravidez.

De acordo com a publicação Pregnancy, Birth & Baby, durante a gravidez, o volume de sangue materno se torna maior, a fim de suprir as necessidades do bebê. Por sua vez, os hormônios da gravidez provocam um aumento na dilatação das veias do corpo materno, o que predispõe à retenção de água nos tecidos.

Em geral, o excesso de líquido costuma se acumular nas áreas declinantes (ou inferiores) do corpo, especialmente quando se passa muito tempo em pé ou quando faz muito calor.

Outra causa para o edema nas pernas e tornozelos é a pressão exercida pelo útero sobre os grandes vasos abdominais, como a veia cava inferior. Isso causa uma maior resistência ao fluxo do sangue que retorna ao coração e favorece o acúmulo de líquido nas áreas inferiores, como é o caso dos pés.

mulher grávida segurando os pés inchados doloridos cãibras

Talvez te interesse: Remédios e conselhos para reduzir o inchaço na gravidez

Pré-eclâmpsia, uma causa perigosa para o inchaço nos tornozelos

A pré-eclâmpsia é uma complicação da gravidez, caracterizada pelo aumento da pressão arterial da gestante, entre outros problemas. Embora os sintomas iniciais da doença sejam sutis, ela é potencialmente grave tanto para a mãe quanto para o bebê.

Uma das primeiras manifestações da pré-eclâmpsia é o inchaço súbito nos tornozelos ou pés. Portanto, quando o edema aparecer, é necessário consultar um médico o mais rápido possível.

Conforme o quadro avança, começam a aparecer outras manifestações que devem ser tratadas imediatamente:

  • Dor de cabeça intensa.
  • Agravamento súbito do inchaço nas mãos, pés ou rosto.
  • Problemas de visão (flashes intermitentes ou visão borrada).
  • Pontadas abaixo da região costal.

Embora os sintomas acima mencionados sejam altamente sugestivos da pré-eclâmpsia, o inchaço súbito nas pernas ou tornozelos também pode se relacionar a outras causas. Por exemplo, quando aparece de repente e em apenas um lado do corpo, pode ser um sinal de trombose venosa profunda.

Medidas para reduzir o inchaço nos tornozelos durante a gravidez

O inchaço nas pernas pode ocorrer a qualquer momento durante a gravidez, mas é visto com mais frequência a partir do quinto mês, e ainda mais no último trimestre da gravidez.

Em geral, esse edema costuma aumentar gradativamente e, portanto, algumas medidas podem ser colocadas em prática para prevenir ou melhorar o problema:

  • Evitar ficar em pé durante longos períodos de tempo.
  • Descansar com os pés para cima (alguns centímetros acima da altura do coração).
  • Optar por sapatos confortáveis, sem tiras que apertem demais o peito do pé.
  • Tomar muita água. Ao contrário da crença popular, a hidratação adequada ajuda a eliminar o excesso de água do corpo.
  • Fazer caminhadas ou exercícios regularmente.

Exercícios para o inchaço nos tornozelos durante a gravidez

Outra alternativa eficaz para melhorar o inchaço nos tornozelos são os exercícios, que podem ser feitos estando em pé ou sentada. Todos os movimentos ajudam a melhorar a circulação sanguínea, reduzir o edema local e prevenir cãibras musculares.

A seguir, vamos mostrar algumas técnicas simples:

  • Flexionar e estender o pé para cima e para baixo, fazendo várias repetições, como se estivesse pressionando e soltando o pedal de um carro.
  • Fazer círculos imaginários movimentando o pé, idealmente com as pernas para cima, paradas. Faça primeiro para um sentido e depois para o outro.

Por fim, evite roupas muito apertadas no abdômen, pernas ou tornozelos, pois limitam o fluxo sanguíneo adequado e promovem a retenção de água.

Leia também: 7 dicas para lidar com a gravidez durante o verão com sucesso 

Controlar a alimentação

Manter uma alimentação equilibrada e saudável durante a gravidez é essencial para o controle do inchaço nos tornozelos. Além disso, também garante o consumo adequado de nutrientes para o bom crescimento do bebê.

Algumas das principais dicas nesse sentido são as seguintes:

  • Reduzir a ingestão de sal.
  • Evitar embutidos e alimentos ultraprocessados ou industrializados.
  • Tomar pelo menos dois litros de água por dia.
  • Evitar alimentos picantes.

Descansar adequadamente

mulher grávida dorme de lado deitada do lado esquerdo em uma almofada gravidez amamentação

É aconselhável dormir de lado, sobre o lado esquerdo do corpo, durante o maior tempo possível. Essa posição ajuda a manter liberada a veia cava inferior, responsável por “retornar” o sangue do corpo para o coração.

Além disso, recomenda-se elevar as pernas quando a gestante estiver deitada para promover a drenagem do líquido acumulado.

Massagens linfáticas

Uma das opções de tratamento mais indicadas pelos especialistas é a drenagem linfática. Ela pode ser feita através de massagens ou também por meio da fisioterapia obstétrica.

As meias de compressão também são uma opção aceitável para usar durante o dia, pois são elaboradas para manter o fluxo sanguíneo para as pernas o mais ativo possível.

O inchaço nos tornozelos durante a gravidez e sua evolução

Em conclusão, a maioria das mulheres apresenta inchaço nos tornozelos e pés em algum momento da gravidez, o que é uma condição normal.

No entanto, em certas ocasiões, esse edema é acompanhado por outros sintomas e sinais e isso pode nos fazer pensar em algo mais sério. Por esse motivo, sempre que ele aparecer ou piorar, você deve entrar em contato com o seu médico.

This might interest you...
Massagens na gravidez: cuidados e precauções
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Massagens na gravidez: cuidados e precauções

Massagear-se durante a gravidez é uma das técnicas manuais mais utilizadas. Existem alguns cuidados e precauções que devem ser levados em considera...



  • Rana S, Lemoine E, Granger JP, Karumanchi SA. Preeclampsia: Pathophysiology, Challenges, and Perspectives. Circ Res. 2019 Mar 29;124(7):1094-1112. doi: 10.1161/CIRCRESAHA.118.313276. Erratum in: Circ Res. 2020 Jan 3;126(1):e8. PMID: 30920918.
  • Swelling during  pregnancy. [Internet] Disponible en: https://www.pregnancybirthbaby.org.au/swelling-during-pregnancy
  • Cooper DB, Yang L. Pregnancy And Exercise. 2021 Apr 26. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2022 Jan–. PMID: 28613571.
  • Allegra C, Antignani PL, Will K, Allaert F. Acceptance, compliance and effects of compression stockings on venous functional symptoms and quality of life of Italian pregnant women. Int Angiol. 2014 Aug;33(4):357-64. PMID: 25056167.