Inchaço nos pés durante a gravidez: como prevenir

26 de dezembro de 2017
O inchaço dos pés durante a gravidez é um incômodo frequente devido ao ganho de peso e à retenção de líquido próprios dos últimos meses de gestação.

O inchaço nos pés durante os meses de gravidez é um problema comum. Geralmente, agrava-se no último trimestre por causa do acúmulo de líquido nos tecidos. A seguir, vamos ver por que ficamos com os pés inchados na gravidez e as diferentes formas de aliviar esse inchaço.

Edema na gravidez: é normal?

Sofrer com inchaço nos pés na gravidez é um incômodo comum. O peso nas pernas e pés e os incômodos na hora e andar são sinais evidentes de retenção de líquido. Essa inflamação nas extremidades inferiores do corpo, também chamada de edema, acontece com maior frequência nos últimos meses de gestação.

Tudo isso acontece por causa do peso do bebê. O útero, maior nessa fase, exerce pressão sobre as veias pélvicas e cavas, desacelera consequentemente a circulação sanguínea.

“O inchaço nos pés durante a gravidez é um incômodo frequente devido ao ganho de peso e à retenção de líquidos características comuns dos últimos meses de gestação.”

Por que os pés ficam inchados na gravidez?

Os pés ficam inchados na gravidez por causa de um acúmulo excessivo de líquido nos tecidos provocado pelas mudanças nas propriedades do sangue. Nesses meses, a quantidade de água no corpo aumenta por causa dos hormônios, estimulando a retenção de líquidos. Esse excesso fica concentrado nos tornozelos e pés, causando mal-estar comum e sensação de peso.

Além disso, há um maior fluxo de sangue que pode provocar a obstrução de algumas veias. A maior quantidade de água no corpo gera uma resistência e pressão sobre a circulação de sangue.

E o útero ao aumentar de tamanho, pressiona as veias pélvicas e cavas (que transporta o sangue das extremidades ao coração). A pressão do útero desacelera a circulação, além de fazer com que o fluido das veias fique retido nas extremidades do corpo.

inchaço nos pés

Remédios para evitar o edema

Embora você seja uma mulher saudável que não tenha sofrido nunca de edema, durante a gravidez não é raro que ele surja.

Além das causas mencionadas, o ganho brusco de peso durante a gravidez ou a manutenção de posturas inadequadas favorecem o seu aparecimento. É bom evitar o sedentarismo e as fontes de calor, pois dessa forma aumentam as possibilidades de inflamação.

Recomendações sobre como evitar o inchaço:

1. Beber muita água. Recomenda-se entre oito e dez copos de água por dia. Com isso, as toxinas do corpo são eliminadas e a retenção de líquidos é evitada.

2. Cuidar da alimentação. É fundamental comer quantidades suficientes de frutas e verduras e evitar alimentos processados e sal.

3. Realizar exercícios físicos. O sedentarismo é o pior inimigo para os pés inchados na gravidez. Por isso, o ideal é realizar exercícios moderados para ativar a circulação. Caminhadas, yoga, ou exercícios na água, como hidroginástica, são os mais aconselhados.

4. Evitar ficar muito tempo na mesma posição. Ficar muitas horas sentada ou parada não é bom. Pelo contrário, é bom se mexer, levantar-se e dar alguns passos. Ao mesmo tempo, também é bom colocar as pernas sobre um banco mais alto e nunca cruzar os pés e as pernas quando estiver sentada.

5. Esticar as pernas para frente e flexionar os tornozelos para cima para alongar os músculos.

6. Utilizar um calçado confortável e de tamanho especial para grávidas.

7. Realizar imersões dos pés em água fria ou quente. Recomenda-se fazer isso ao final do dia para que sirva como relaxamento. Acrescentar em uma bacia água quente e sal. Se você preferir água fria, coloque gelos e deixe seus pés por alguns minutos na água. Isso vai aliviar o inchaço e ativar a sua circulação.

8. Massagens relaxantes. Um conselho para aliviar a sensação de inchaço é fazer massagens na região. Cuidar dos pés usando cremes umectantes e massagens fazendo círculos suaves na região, vai estimular a circulação.

9. Reclinar-se de lado. Isso vai ajudar a aliviar a pressão sobre as veias.

inchaço nos pés

Em quais sinais devo prestar atenção?

Como vimos anteriormente, o inchaço nos pés, pernas e tornozelos é comum durante os últimos meses de gravidez. No entanto, deve-se levar em consideração até que ponto é normal e quando é preciso recorrer a um especialista.

Caso você observe que alguma das situações que forem descritas a seguir aconteça, procure imediatamente o seu médico:

  • Além das extremidades inferiores, quando notarmos que o rosto, as mãos e a região ao redor dos olhos ficam inchados.
  • Inchaço exagerado ou brusco nos pés.
  • Se o inchaço durar mais do que o normal, ainda que você tenha tomadas as precauções descritas.
  • Se uma perna estiver mais inchada do que a outra ou se surgir alguma dor.

E lembre-se que geralmente se trata de um incômodo comum e temporário. Portanto, não é necessário se preocupar demais. A princípio, basta seguir as recomendações sugeridas.