Inteligência sensório-motora

· 8 de abril de 2018
No estágio da inteligência sensório-motora, a criança percebe o seu potencial, o seu papel individual e também seu possível papel dentro de um grupo.

O psicólogo suíço Jean Piaget definiu a inteligência sensório-motora como um dos estágios do desenvolvimento infantil. Nesta fase, os bebês começam a perceber o mundo que os cerca através dos seus sentidos e movimentos.

O que é inteligência sensório-motora?

A inteligência sensório-motora é uma das etapas do desenvolvimento infantil que foram analisadas exaustivamente nos últimos anos. Faz parte da teoria do desenvolvimento que inclui o desenvolvimento cognitivo do bebê.

Piaget definiu quatro etapas: sensório-motora, pré-operacional, operativa e operativa formal. O estágio sensório-motor é aquele que se desenvolve desde o nascimento do bebê até os dois anos de idade.

É durante esse período que a criança começa a perceber o mundo ao seu redor. Todos os seus sentidos e movimentos evoluem para desenvolver o conhecimento e a interação com o ambiente.

Muitas vezes, os adultos não dão importância necessária a esta fase da vida. No entanto, é importante saber que é precisamente durante este ciclo que ocorre um extraordinário progresso mental. Não é por menos que se trata da primeira fase do desenvolvimento cognitivo.

O desenvolvimento da inteligência sensório-motora

Como explicado acima, a inteligência sensório-motora se desenvolve desde o nascimento até os dois anos. Durante este período, aparecem os primeiros hábitos não intencionais. Ou seja, a criança não se percebe como um indivíduo dentro de um grupo, mas somente a si mesma.

inteligência sensório-motora

É também nesta primeira fase que a criança começa a experimentar as chamadas reações circulares. Estas ações são aquelas que o bebê faz centradas em seu próprio corpo. Por essa razão, elas são consideradas primárias.

O estágio sensório-motor se desenvolve desde o nascimento do bebê até os dois anos de idade

Uma das primeiras reações circulares que a criança desenvolve é a sucção. É o reflexo que o permite sugar o seio da mãe ao nascer. Depois ela começa a querer levar outras coisas à boca como os próprios dedos ou objetos, a chupeta, ou até mesmo os seus brinquedos.

Por meio desta ação o bebê começa a criar um hábito e conhecer texturas e sabores. Ou seja, também desenvolve conhecimento.

Os sentidos, os movimentos e as emoções são os grandes protagonistas da inteligência sensório-motora.

Como a inteligência sensório-motora é construída?

Este estágio do desenvolvimento a inteligência sensório-motora é construído a partir do reflexo. No entanto, estes não são repetidos para sempre. Pelo contrário, o bebê vai acrescentando novos reflexos e, com isso, elementos muito mais complexos. Isso permite que a percepção do bebê evolua.

Os movimentos são fundamentais neste estágio. Quando o bebê faz um movimento interessante, ele geralmente o repete, mas sempre adicionando novos elementos. Esses movimentos conhecidos como reação circular são fundamentais para o desenvolvimento sensório-motor.

É importante lembrar que, segundo Piaget, a inteligência aparece muito antes da capacidade de falar. Nesta fase também é desenvolvido o comportamento intencional, as combinações mentais, as imagens simbólicas e as representações mentais.

Desenvolvimento da inteligência sensório-motora

A importância da inteligência sensório-motora

Esta etapa é, sem dúvida, uma das bases mais importantes do desenvolvimento sensorial, motor e intelectual do ser humano. Nesta fase ocorre a evolução dos movimentos do bebê até que desenvolva um comportamento intencional.

O comportamento intencional inclui um esquema transitivo e um esquema móvel. Por isso, é essencial que os pais estimulem os filhos com exercícios e brinquedos adequados para essa fase.

Desde o nascimento, o bebê se movimenta por reflexos e, pouco a pouco, novos elementos são incorporados. Estes, por sua vez, trarão novos resultados que vão permitir experimentar mais e assim contribuir para o desenvolvimento da inteligência. Dessa forma, a criança passa de um movimento reflexo, como a sucção, para criar hábitos e relacionar objetos.

A inteligência sensório-motora faz parte do esquema de desenvolvimento apresentado pelo psicólogo suíço Jean Piaget. É o primeiro estágio de quatro que compõem a inteligência cognitiva.

Durante a fase da inteligência sensório-motora, ocorre um progresso até o bebê desenvolver o comportamento intencional.

Lembre-se de que os dois primeiros anos de vida são essenciais para o desenvolvimento ideal da criança. Por esse motivo, é muito importante que os pais estimulem os filhos de forma adequada. Assim, eles receberão todas as ferramentas e os elementos necessários para impulsionar e desenvolver sua inteligência.