Como lidar com a criança quando ela não quer comer?

· 15 de dezembro de 2018
Quando uma criança não se alimenta bem e não recebe todos os nutrientes de que seu organismo tanto precisa para crescer e se desenvolver, ela se torna vulnerável a diversas doenças que afetarão desde sua infância e a acompanharão a vida toda.

Quando uma criança não quer comer, tanto a mãe quanto o restante da família fica preocupada, desesperada e até em pânico de acordo com a magnitude da falta de apetite do seu bebê.

O organismo humano, para cumprir todas as suas funções, precisa da energia fornecida pelos alimentos. Ninguém consegue viver sem comer.

Para os adultos isso é evidente, mas para as crianças é difícil entender isso. Por exemplo, deixar os brinquedos de lado para ir lanchar ou se conscientizar de que deve comer para não ficarem doentes é difícil para elas.

Por isso, o papai e a mamãe são os encarregados de que seu filho se alimente bem.

Como lidar com a criança quando ela não quer comer? Forçá-la a comer? Deixá-la sem comer? Neste artigo ajudaremos você a responder a essas perguntas intrigantes.

As crianças deixam de se alimentar em um passe de mágica

ela não quer comer

Existem fases da vida das crianças que se caracterizam pela falta de apetite por certos alimentos.

Se, por exemplo, antes elas adoravam feijão, é provável que um dia, do nada, comecem a rejeitá-lo.

É provável também que a criança pequena, como num passe de mágica, passe algumas semanas só querendo comer arroz e cuspa vegetais, carnes, purê e os muitos pratinhos que sua família inventará para que ela coma.

Esforçar-se para seguir uma dieta adequada, é o melhor investimento que você pode fazer para o seu corpo e mente.

-Autor anônimo-

Ao mesmo tempo, não é de se estranhar que chegue a hora em que ela comece a comer algo que antes sempre rejeitava e até demonstrava repulsa.

A alimentação das crianças é como um passe de mágica: nunca se sabe qual será o final.

Existem crianças que desde bebês comem muito e continuam com esse hábito a vida inteira. Nunca perdem o apetite.

Outras, ao contrário, passam por diversas fases de falta de apetite e excesso de apetite que deixa os pais incomodados.

O fato de uma criança deixar de comer em certos momentos e comer um pouco mais depois de um determinado tempo é algo normal, próprio da infância.

Mas o que fazer quando a criança está em uma dessas fases nas quais não quer provar nem um pouquinho da comida? A seguir, vamos responder a essa questão.

Conselhos para a mamãe da criança que não quer comer

Mamãe, se o seu filho é um daqueles que, por determinados períodos de tempo, deixa de se alimentar bem e você se vê na necessidade urgente e penosa de fazer malabarismos para que ele coma, é recomendável que você leve em consideração os seguintes conselhos:

Permita que coma os alimentos de que mais gosta

Você deve deixar o seu filho comer o que ele mais gosta e quando os alimentos não fizerem parte desse grupo, dê besteiras para ele comer.

Se por exemplo, ele gosta de gelatina, iogurte, leite, queijo, sorvete e quer qualquer um deles como almoço, tudo bem. Deixe-o comer o que gosta.

No final das contas, todos os alimentos proporcionam sua quota de gorduras, vitaminas e minerais de que seu corpinho tanto precisa. É preferível que ele coma algo a ficar de estômago vazio.

Convide para participar da elaboração dos pratos

Embora o seu filho seja pequeno, vai adorar ficar ao seu lado enquanto você prepara a comida. Além disso, vai até gostar de se sujar com os ingredientes da receita.

Você deve permitir que ele seja um participante ativo na preparação do que vai comer. Mesmo que com isso não esteja transmitindo para ele boas maneiras, estimule-o a pôr a mão na massa e provar para saber o gosto do prato que vocês estão preparando juntos.

Assim, ele terá mais apetite. Por fim, se ele não quiser comer a receita quando já estiver pronta, pelo menos você terá a tranquilidade de saber que ele beliscou alguma coisa enquanto preparavam o prato.

Varie o menu

ela não quer comer

Se seu filho não quiser comer, procure sempre oferecer receitas diversas: coloridas, com desenhos bonitos e atraentes, como carinhas felizes, barcos, casas (as frutas e os vegetais são bons materiais para elaborar essas decorações).

O importante é ele ir provando para ver quais alimentos e preparados de que forma gosta mais.

Dê uma colher para que coma sozinho

Mesmo que você esteja dando comida na boca dele, deixa que seu filho aprenda a usar os talheres e, pelo menos, brinque com a comida.

Sabemos que ele pode acabar provocando um desastre enorme e, no final, acabar não colocando nem um pouquinho da comida na boca. Mas essa distração e o fato de se sentir de certa forma independente podem motivá-lo a comer.

Nunca obrigue a comer

Se o seu filho come um pouquinho e você percebe que ele não quer mais comida, não o obrigue a continuar comendo. Isso só vai piorar a situação.

Sirva os alimentos de maneira separada

Tenha em mãos diversos pratinhos com as comidas servidas separadamente.

Uma criança que não quer comer se irrita e perde o apetite quando vê todos os alimentos servidos no mesmo prato.

Por isso, recomendamos a você que coloque cada alimento separadamente. Digamos que você esteja oferecendo um ensopado e ele só coma duas colheradas. Então, pare, deixe o ensopado de lado e traga o arroz.

Logo, faça o mesmo, deixe o arroz e traga a carne, continue em seguida com a salada… e assim sucessivamente.

Se o seu filho experimentar uma ou duas porções de cada prato, você poderá ficar satisfeita porque saberá que ele comeu alguma coisa.