Mãe, como foi quando eu nasci?

· 30 de outubro de 2018
Existem perguntas difíceis de serem respondidas a uma criança. Seja devido ao tema ou à idade, nem sempre sabemos as respostas.

Quando meu filho disse pela primeira vez “mãe, como foi quando eu nasci?”, fiquei paralisada.

Não soube o que dizer naquele momento. Um tsunami de emoções me invadiu. A minha mente se encheu de diversas lembranças.

Em meio a um flashback, revivi esse dia com nostalgia e melancolia. Esse pedido foi recheado das mais doces recordações de um ser vivendo dentro de mim.

“Mãe, como foi quando eu nasci?”. Bastou eu escutar essa frase para ficar atônita por um tempo. Olhando para o nada, mas vendo tudo.

Como se estivesse com a mente vazia, mas raptada por esses instantes mágicos. Invadida por esses medos e temores próprios do dia em que conheci o verdadeiro amor da minha vida, o meu filho!

O que você sentiu quando eu nasci?

eu nasci

“Mamãe, o que você sentiu quando eu nasci?”, pergunta essa impossível de ser respondida.

É indescritível a sensação de trazer um filho ao mundo, a emoção de se sentir feliz por poder presenciar o milagre da vida. Sem dúvida, não existe nada como sentir de perto a imensa capacidade de dar à luz.

O nosso primeiro contato, naquela sala fria do parto, guardarei aquele momento para sempre no meu coração. A nossa conversa às cegas que jamais poderia ter fracassado.

O cheiro da vida coroando o acontecimento mais importante dos meus dias. A suavidade da sua pele ficará sempre tatuada na minha alma.

A nossa primeira troca de olhares se tornaram o bálsamo mais natural e efetivo do meu ser. É isso mesmo, meu filho, nem tudo era alegria e felicidade.

Também, apesar da confiança que me gerava esse amor puro e infinito, eu sentia um medo que nunca tinha percebido antes.

Temia não ser a melhor mãe para você, essa mãe que um ser tão maravilhoso e único como o que eu tinha diante de meus olhos merecia.

E em meio a esse turbilhão de sentimentos, apareceu o primeiro choro. Quanta angústia e desespero!”.

Com o passar dos minutos, passei a entender que você havia chegado para me outorgar o melhor título da minha vida: a maternidade.

Eu sabia que seria capaz de conseguir. Juntos, assim como eu havia planejado e sonhado durante os longos e intermináveis 9 meses de espera.

Entendi que a pureza e o amor marcariam cada um dos meus dias. Por isso, nada mais poderia dar errado tendo ao meu lado o sorriso desdentado mais bonito que eu jamais poderia imaginar.

Como foram os nossos primeiros dias juntos?

Se tivesse que definir em uma palavra como foram os primeiros dias juntos, diria que foram “inesquecíveis”. Sem dúvida alguma, memoráveis. Cheios de vida, de magia, de alegria e de emoção.

Com certeza essa convivência e todas as mudanças que me tornaram uma mãe foram um grande desafio.

Talvez tenha sido o mais belo desafio que encarei. Decidi trocar as suas fraldas para que você mudasse a minha vida.

Através desse pacto, após deixar que você segurasse meus dedos por entre essas pequeninas e enrugadas mãozinhas, você passou a ser o meu mais saudável vício.

eu nasci

O tempo…

Conforme foi passando o tempo, superamos novos desafios. Em meio ao surgimento dos dentinhos, à incursão no mundo das papinhas e aos balbucios iniciais, foram chegando os seus primeiros passos.

Foram horas e mais horas brincando, aproveitando para te estimular, te ensinando a fazer cada vez mais coisas.

Passamos dias e noites de um intenso amor nunca antes sentido. Um amor capaz de adquirir outras dimensões no decorrer dos anos.

Isso mesmo, é evidente que o carinho, o afeto e a devoção podem alcançar níveis nunca antes imaginados. E tudo isso, meu filho, certamente, foi graças a você.

E, não, meu filho, não é possível que um dia eu deixe de te amar, de te adorar, só porque você cresceu.

Pelo contrário, eu me apego cada vez mais porque passamos muito tempo juntos e compartilhamos muitos momentos. Por isso, são inúmeras as histórias que alimentam a nossa alma.

E, agora que você já está grande, se tornou o meu melhor amigo. Sem dúvida, a confiança que temos um no outro é única e nada nem ninguém neste mundo terá uma cumplicidade maior do que a nossa. 

Eu sou a sua confidente, e esse simples fato me enche de orgulho. Pode apostar que te ver crescer feliz e pleno é o meu maior tesouro.