Mães de primeira viagem: 4 conselhos para fazer as compras do bebê

· 10 de junho de 2018
A chegada do primeiro filho exige alguns gastos. Por esse motivo, neste artigo vamos apresentar alguns conselhos que você deve considerar para fazer as compras do bebê se for seu primeiro filho. Com certeza suas dúvidas serão esclarecidas!

Após nove meses de uma longa espera, o momento do nascimento do bebê chegou! Pela primeira vez você vai poder ver o novo membro da família. O berço está preparado, as mamadeiras e as fraldas estão em seu lugar e as roupinhas estão perfeitamente dobradas no armário. O próximo passo é aprender como fazer as compras do bebê agora que você é uma mãe de primeira viagem.

Com a chegada do bebê, você deve aprender a conviver com um membro a mais na casa. Assim, as prioridades mudam e se deve estabelecer uma nova organização familiar, que deve ser especialmente levada em consideração na hora de realizar as primeiras compras do bebê.

Certamente, se você é uma mãe de primeira viagem, nesse momento fazer as primeiras compras pode parecer complexo, caro e, inclusive, um pouco assustador. Por isso, é necessário analisar alguns fatores antes de sair às compras.

Quais fatores devem ser analisados?

Antes de fazer as primeiras compras do bebê, é importante responder as seguintes perguntas:

  • Utilidade. Essa compra é sensata e útil?
  • Preço. Será que é um investimento muito caro que não se encaixa no nosso orçamento?
  • Design. Devo optar por um design bonito de forma sistemática?
  • Qualidade. Sempre é necessário optar pela melhor qualidade?

Mães de primeira viagem: 4 conselhos para fazer as compras do bebê

Embora algumas compras como o berço ou a cadeirinha para o carro pareçam inevitáveis e necessárias, existem outras que podemos dispensar ou deixar para mais tarde. Para ajudar você a fazer uma escolha correta, damos alguns conselhos a seguir:

1. Faça uma lista do que você precisa nesse momento para o seu bebê

Algumas compras são necessárias agora, mas outras podem esperar. Na verdade, se você não tem a intenção de utilizar um objeto imediatamente após o nascimento do seu pequeno, aconselhamos a não comprar agora. Isso permitirá fazer suas compras priorizando os objetos necessários.

compras do bebê

2. Estabeleça o orçamento 

gastos que são caros, mas que não podemos evitar. Por exemplo, se você planeja ter mais de um filho, é preciso dar mais valor à qualidade do objeto do que ao design.

Uma regra geral: não tenha pressa! Não é preciso comprar várias mamadeiras ou uma babá eletrônica para o bebê. Ao mesmo tempo, não se deixe levar pelas campanhas publicitárias que são capazes de criar necessidades desnecessárias.

3. Prefira móveis que possam ser utilizados para mais de uma função

Em vez de comprar objetos para bebês todos os anos de acordo com o tamanho e a idade do seu filho, prefira móveis e acessórios que podem se transformar em outros.  Embora possam parecer caros à primeira vista, alguns têm pouca diferença de preço em relação aos produtos convencionais. Em longo prazo, pode ser uma medida que vai te permitir economizar.

Por exemplo, existem berços para bebês que têm uma superfície para trocar fraldas. Ao mesmo tempo, também podemos encontrar camas que dispõem de um espaço considerável para guardar outras coisas.

4. Peça conselhos para mães mais experientes

Se você não tem certeza das suas escolhas, busque o conselho de outras mães. Elas sempre podem ser um grande apoio.

 “O amor de uma mãe é capaz de tudo, até de fazer os maiores sacrifícios a fim de proporcionar felicidade ao ser a quem deu a vida.”

Do que o bebê realmente precisa?

Apesar de se concentrar em não gastar excessivamente, existem alguns produtos que são indispensáveis para o bebê. Estes são alguns itens:

1. Alimentação

Mesmo se você planeja amamentar, deve comprar pelo menos uma mamadeira que possa ser usada para dar água ao bebê. Ao mesmo tempo, ela também vai servir para prevenir qualquer eventualidade se seu filho não quiser mamar no seio. Não se esqueça também de comprar alguns babadores.

2. Higiene e cuidado pessoal

As fraldas e os produtos para higiene e cuidado pessoal – sabão de pH neutro, toalhas, algodão – são essenciais para o bebê. Também recomenda-se comprar tesouras de unha e escovas para cabelo especiais para bebês e esponjas para a hora do banho.

compras do bebê

3. Roupas

Durante os primeiros seis meses, o bebê deve ter de 6 a 8 conjuntos para o dia e a noite. É aconselhável dar prioridade ao algodão. Algumas roupinhas mais quentes também são necessárias. Não se esqueça de que você vai ganhar muitos presentes que, na maioria dos casos, serão peças de roupa.

4. Mobilidade com o bebê

Uma cadeirinha para o carro é um dos elementos essenciais para passear com o bebê. Também será útil adquirir uma bolsa para carregar tudo o que o bebê vai precisar: mamadeira, fraldas, toalhas umedecidas, etc.

Por fim, existem muitos pontos a se considerar na hora de fazer as compras do bebê, principalmente se você é uma mãe de primeira viagem. Não hesite em pegar emprestados alguns objetos de amigos e familiares. Na verdade, incentivamos a oferecer e trocar produtos e móveis na medida do possível, já que é uma alternativa para reduzir significativamente os gastos.