Mamãe, dicas para ser uma boa contadora de histórias

26 Agosto, 2018
Em alguns momentos, os pais terão que ser leitores de histórias para seus filhos. Terão que virar contadores de histórias e deixar de lado a pose de pais para se transformar em narradores e personagens dos mais fabulosos e criativos contos.

Ser uma contadora de histórias é uma profissão divertida e bela, com a qual se recria o hábito da leitura, se transmite às crianças os valores humanos e lhes dá a chave mágica da imaginação e da criatividade sonhadora.

Não é uma tarefa fácil ser contadora de histórias. Portanto, mamãe, vamos dar algumas dicas para ser uma boa contadora de histórias a seguir:

Como ser uma boa contadora de histórias

Ler por diversão

O planejamento de tardes, e sobretudo de noites, para contar histórias de maneira oral é uma característica distintiva da nossa civilização. Reunir-se em volta de uma fogueira ou em uma mesa de bebidas ao redor de um contador de histórias para conhecer as anedotas da família e as travessuras de nossos pais e avós é comum em muitas famílias.

Nessas reuniões, há dois sentimentos que se destacam: a necessidade de socializar e compartilhar com diversão e de maneira espontânea, sem grandes autoridades ou hierarquias. Assim deve ser uma sessão de contação de histórias. A regra “ler por diversão” deve comandar o encontro e, dessa forma, garantir o sucesso da iniciativa.

Boa seleção de histórias

Deixe que as crianças escolham as histórias a serem contadas. Ou se você for escolher, busque considerar os gostos delas. Sempre tenha em mente histórias com uma carga de emoções fáceis de transmitir. Inclua na lista de contos o favorito de sua filha ou filho. Se você sabe de cor a história de tanto que já leu, melhor ainda, pois poderá se concentrar nas interpretações.

contadora de histórias

Seja empática e se mostre flexível

No momento de contar histórias, deixe de lado a pose de autoridade. Transforme-se em uma narradora e flua com a história. Deixe a rigidez ou as poses de lado, e flua com os personagens e a voz do narrador.

O momento de contar histórias é uma oportunidade para você se aproximar de uma maneira diferente de seus filhos, com menos formalidade e mais amor.

Boa interpretação

A prática faz a perfeição. Você será uma boa contadora de histórias à medida que praticando com seus filhos ou em outras situações. A boa interpretação é alcançada com motivação e sessões de ensaio. O amor pela leitura é crucial para ser uma boa contadora de histórias.

Leve em conta, mamãe, que para ser uma boa contadora de histórias também é preciso ter técnica e um método. Uma boa entonação, respeitar a pontuação, fazer transições entre as vozes do narrador e as dos personagens, ter presença cênica e uma boa dicção e oratória são garantia de sucesso nesse hobby, que até pode se transformar em uma paixão e nova profissão.

Confiança

Monitore a atividade e tenha confiança em seus dons de narradora. Com confiança, você poderá quebrar o gelo, improvisar, fazer brincadeiras e estabelecer uma interação divertida com as crianças.

Tenha audácia para narrar e gerar as emoções que está buscando em seu filho. A maneira como você assume o desafio de ser der contadora de histórias dará ao seu filho uma visão diferente dos papéis na família. Assim, ele aprenderá com sua mãe a ser um bom intérprete e não ter medo de representar. Você transmitirá a confiança que sente representando.

contadora de histórias

Benefícios de ler histórias infantis às crianças

  • As atividades de contação de histórias aproximam as crianças da leitura de forma divertida, sem obrigações. Esse aspecto torna o hábito de ler mais agradável
  • Incentiva e alimenta a imaginação e a criatividade em nossos filhos
  • Proporciona mais ferramentas de linguagem verbal e corporal aos nossos filhos. Eles poderão se expressar com mais facilidade e assertividade
  • Implanta valores humanos através da leitura de fábulas e histórias com personagens
  • É um momento para relaxamento e recreação
  • Desenvolve a capacidade de escutar
  • Inclina o espírito de nossos filhos às artes, à beleza, ao aprazível e ao amável.