6 contos clássicos que seu filho vai adorar

1 de março de 2017

A literatura é o melhor trunfo para ser usado para estimular o desenvolvimento intelectual e psicológico das crianças e para isso contamos com grandes aliados, os contos. Eles são de vários tipos, mais atuais, mais antigos e há aqueles que nunca saem de moda e são transmitidos de geração em geração. Por isso, hoje te trazemos seis contos clássicos que seu filho vai adorar.

Os contos não servem apenas para passar um tempo realmente agradável com seus filhos. Momentos inesquecíveis e essenciais no desenvolvimento da criança e que os proporcionam felicidade. Além disso, eles também têm outras utilidades muito importantes que devem ser levadas em conta.

Servem para promover o hábito da leitura nas crianças, ampliar seus conhecimentos, aprender a resolver conflitos, uma vez que os personagens têm de enfrentar problemas que em seguida solucionam, e é claro que existem as morais, que é uma forma de inculcar e promover os valores na criança.

Por isso, vamos recordar alguns contos clássicos bem conhecidos, embora não tão usados como Cinderela, Branca de Neve, a Pequena Sereia ou Chapeuzinho Vermelho, mas que transmitem valores que serão muito úteis para o desenvolvimento psicológico e emocional de seu filho, enquanto você aproveita um momento muito agradável ao contá-los.

5 contos clássicos para o seu filho

O patinho feio

Como um lembrete, é um suposto patinho que nasce diferente de seus irmãos, sendo rejeitado pela mamãe pata e pelos outros patinhos por ser feio e desajeitado e que ao longo do tempo se torna o mais bonito de todos, já que é um cisne e vai embora com outros cisnes que o integram perfeitamente em seu grupo.

Esta é uma verdadeira lição de autoestima para a criança. Ele irá se identificar com o pobre patinho em algum momento de sua vida, mas se você incutirmos desde a infância que todos nós temos virtudes, ou seja, que todos nós somos cisnes, sua confiança e segurança estarão bem e as inevitáveis e inúteis críticas não o afetarão, nem os possíveis provocações.

Também o ajudará a aprender a respeitar e não tirar sarro dos outros por serem diferentes, já que todos tem sua parte bela por dentro e por fora. E educação na tolerância e o respeito é uma das melhores lições que podemos ensinar aos nossos filhos.

A roupa nova do imperador

Este é um dos contos clássicos que fala sobre alguns vigaristas que com suas ciladas do mal disseram que haviam confeccionado uma roupa maravilhosa para o imperador, quando não haviam feito nada. Tanto este como a sua comitiva disseram que o traje era fantástico, até que um menino lhe disse que ele não estava vestindo nada, como de fato era.

Com este conto se inculca o valor da sinceridade, da honestidade e da coragem para não se deixar levar pela correnteza e defender o que é certo, sem se importar com a falsidade e com a hipocrisia.

Os três porquinhos

Este conto é um dos mais populares, pois promove o valor do trabalho. Se ensina para a criança que é necessário trabalhar e se esforçar para fazer as coisas direito e o que se faz mal, como a preguiça tem consequências ruins.

Sinbad o marujo

Esta obra é um fragmento das conhecidas Mil e Uma Noites. Narra as aventuras vividas por Sinbad, um marinheiro que passa por muitas experiências e problemas resolvidos com engenhosidade, alcançando sucesso.

Deste modo, o que é transmitido para a criança é que não se deve ser oprimido ou intimidado quando surgem problemas. Pelo contrário, devemos enfrentá-los buscando soluções que nos farão ter sucesso.

Pedro e o lobo

Conta a história de um pequeno pastor que simula a vinda do lobo para zombar e aproveitar do bom povo da cidade. Até que fartos de tanto engano, o lobo vem de verdade e não acreditam nele.

O ensinamento obtido através desta história é que com mentiras, zombarias, enganação e outros comportamentos semelhantes obtém benefícios de curto prazo que, eventualmente, se tornarão um grande prejuízo para o indivíduo.

A Bela e a fera

Embora este seja bem conhecido, também é muito valorizado pelo que ensina. Que não somente vale a beleza exterior, o que é realmente importante se encontra no interior das pessoas e é isso que nós devemos valorizar. Ou como diz outra obra-prima da literatura, O Pequeno Príncipe, “só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos”.