Melhor idade para a criança começar a usar as redes sociais

4 de julho de 2019
As redes sociais trazem muitos benefícios, mas também muitas consequências, especialmente para as crianças.

Em que idade é apropriado para a criança começar a usar as redes sociais? As redes sociais tornaram-se um complemento na vida cotidiana dos adultos. De fato, passamos muitas horas do dia nelas.

Da mesma forma, não ficamos mais surpresos ao ver uma criança de dois ou três anos de idade usando um telefone celular, um tablet ou um computador. Ou ainda, uma de oito ou nove anos usando as redes sociais.

A internet, e mais especificamente as redes sociais, tem uma série de vantagens para as pessoas. No entanto, também uma série de perigos que, em muitos casos, não conhecemos. Por isso nos perguntamos: onde o limite deve ser colocado?

A seguir vamos responder todas essas dúvidas diante desta questão tão polêmica que é o uso de redes sociais pelas crianças.

Crianças nas redes sociais

Segundo o estudo da UNICEF “O estado da infância mundial 2017: crianças em um mundo digital”, uma em cada três pessoas que navegam na Internet é menor de idade.

Em países como a Espanha, a legislação de proteção de dados estabelece que a idade mínima para usar as redes sociais é 14 anos. Porém essa idade pode ser menor, desde que haja o consentimento dos pais. Apesar disso, não há nenhuma regulamentação legal a esse respeito que determine a idade apropriada.

Muitos pais pensam que os seus filhos não têm redes sociais porque não têm um celular, computador ou tablet para acessar.

Atualmente, não ter um dispositivo eletrônico não é um problema. Se o seu filho não o tem, certamente um dos seus amigos vai ter. A criação de uma conta nas redes sociais mais conhecidas não leva mais do que cinco minutos.

Por todas essas razões, provavelmente a criança vai começar a usar as redes sociais no momento em que quiser, com ou sem permissão.

A idade para a criança começar a usar as redes sociais deveria ser 14 anos.

Recomendações para a criança começar a usar as redes sociais

Depois de estar ciente de que isso pode acontecer, só nos resta seguir uma série de recomendações que mostraremos a seguir. Dessa forma, a criança pode começar a usar as redes sociais seguindo o caminho menos perigoso possível, estando consciente de seu uso.

Dar o exemplo

Sempre dizemos que as crianças imitam tudo o que veem. Por essa razão, antes de repreender a criança pelo uso indevido ou por passar muito tempo nas redes sociais, os pais devem dar o exemplo e procurar não acessá-las na frente da criança.

Explique o lado bom e o lado ruim

É importante que a criança saiba desde o início quais são as vantagens que as redes sociais têm, mas também os perigos que podem trazer.

Dependendo da idade da criança, você pode mostrar exemplos reais de casos de jovens com redes sociais para que elas estejam verdadeiramente cientes do que está por trás da internet.

Elas devem ter consciência de sua própria privacidade e saber que, sob nenhuma circunstância, devem revelá-la nas redes sociais.

Além disso, é importante conversar com a criança sobre nunca fornecer informações pessoais através dessas redes, bem como não aceitar pedidos de amizade de estranhos ou se envolver em conversas com pessoas desconhecidas.

Limite o tempo e horário quando a criança começar a usar as redes sociais

Uma criança não deve viver presa a um dispositivo eletrônico. Por isso, é preciso limitar o uso ao tempo que você achar mais apropriado. Muitos pais só permitem usar o celular durante o final de semana. Alguns, por outro lado, limitam o uso a uma hora por dia e outros, apenas um dia por semana. O limite é aquele você decidir.

Ajude a identificar o assédio nas redes sociais

Além de explicar o lado bom e ruim das redes sociais, você deve dar uma atenção especial quanto à questão do assédio nas redes sociais, mais conhecida como cyberbullying. A criança tem que se sentir confiante para saber que, se encontrar alguma dessas situações, deve contar imediatamente aos pais.

Existe idade ideal para a criança começar a usar as redes sociais

Em suma, não há idade específica para a criança começar a usar as redes sociais. Infelizmente é difícil controlar o uso de fato, mas podemos orientar para que ela aprenda a navegar na internet e a gerenciar suas redes sociais da maneira mais segura possível.