Método Kaizen contra a preguiça das crianças

22 de dezembro de 2018
Com as crianças chegamos a ser mais tolerantes em relação à preguiça do que os adultos. No entanto, chega um momento da infância em que nos preocupa o baixo nível de atividade, algo que acontece especialmente com os adolescentes.

Para melhorar esta situação, os japoneses nos apresentam o Método Kaizen, uma receita para que os pequenos tenham mais disposição para o trabalho.

Às vezes, não é apenas preguiça de fazer tarefas domésticas ou arrumar seu quarto, talvez também lhes custe terminar rapidamente as tarefas escolares.

De qualquer forma, é possível que eles demonstrem preguiça até mesmo para realizar atividades que deveriam ser de seu agrado. Portanto, muitas vezes acontece que eles não têm motivação e recebem muitas coisas para fazer sem a opção de recusar.

Por que as crianças são preguiçosas? Como ajudá-las a transformar essa preguiça em energia? O método Kaizen parece atender aos nossos requisitos. A técnica praticada pelos japoneses neste esquema funciona e é aplicável na maioria das situações.

Como funciona o método Kaizen?

contra a preguiça

Já vimos como a preguiça age nas crianças. Elas se demoram em atividades diárias, problemas matemáticos ou em um favor simples para a mamãe.

Também lhes dá preguiça levantar cedo ou ir escovar os dentes, para não mencionar recolher os brinquedos. Para tudo isso, há a regra do minuto, vamos ver do que se trata.

O Método Kaizen, ou a regra do minuto, opera de forma positiva. Em japonês, o nome da técnica significa a sabedoria para mudar.

É considerado um método muito eficaz para vencer a preguiça e a negligência. Em geral, serve para que não deixemos as coisas inacabadas e sejamos mais perseverantes ao nos dedicarmos a alguma tarefa.

Felizmente, esse método é efetivo tanto para crianças quanto para adultos. Portanto, pode ajudar a melhorar a nós mesmos caso precisemos. O processo para realizá-lo é o seguinte.

Procedimento

  • Com constância e dedicação, programamos uma tarefa diária, a qual deve ser feita na mesma hora todos os dias. Para isso, colocamos um cronômetro de um minuto, tempo exclusivo para terminar o objetivo.
    • Como se trata de um minuto, a criança não pode reclamar sobre a atividade que lhe foi atribuída. O relógio, contanto, permite que o tempo motive e indique que deve se apressar.
  • Lembre-se de que a tarefa agendada deve ser a mesma todos os dias na mesma hora. Ou seja, se lhe custa guardar seus brinquedos, todos os dias terá essa programação em sua lista. Durante um minuto, a criança irá se dedicar a guardar sua bagunça.
  • É importante que sejamos constantes, que permaneçamos com ela enquanto cumpre o seu trabalho.
    • Também não devemos nos esquecer de realmente colocar um relógio com uma contagem de um minuto. Este é o tempo que ela tem para garantir que o fará sem demora.
  • Para as crianças, o método Kaizen é eficaz porque elas o internalizaram e o veem como um jogo. Será divertido correr para terminar no tempo estimado. Nós não pedimos muito, apenas que dedique 60 segundos a uma tarefa.
  • No caso da lição de casa, a regra do minuto é aplicada em escalas. Um minuto para esta operação, uma para completar esta leitura, outro para colorir este mapa. Marcar o tempo de cada trabalho permite uma maior concentração e torna possível com que o tempo dedicado a este trabalho seja minimizado.
  • Quando a criança se acostumar com isso, vai fazer sem pressão. Talvez ela já não se preocupe com o tempo e fará tudo automaticamente.
    • Uma vez que observamos sua melhora, podemos aumentar o tempo da tarefa para 5 minutos e, mais tarde, para 10. Logo, isso se tornará um hábito que não poderá ser controlado pela preguiça.

A origem do método Kaizen

contra a preguiça

O japonês Masaaki Imai criou esta técnica levando em consideração os motivos pelos quais somos preguiçosos.

Embora seja aplicável também para adultos, no caso das crianças, elas tentam evitar tarefas que sejam complexas desde o início. Elas também enfrentam a preguiça quando sabem que a atividade que lhes corresponde pode levar muito tempo.

A falta de motivação e pensar que são incapazes de terminar com sucesso também afetam o atraso em seu trabalho. Às vezes, a ausência de consequências é o principal motivo de a preguiça existir.

Se somos pouco firmes ​​para garantir que as crianças cumpram com algo e, ao mesmo tempo, nada acontece se não o fizerem, elas evitarão tal atividade de maneiras diferentes.

Masaaki Imai acredita que o processo de adaptação gradual cria hábitos muito profundos. De acordo com o nome do método, a ideia é obter conhecimento interno com a finalidade de mudar.

Ao mesmo tempo, a mudança não deve exigir um grande esforço, de modo que possa haver motivação e resistência.

Imagem da capa cortesia de kwanchaichaiudom