Meu filho ainda não fala. Devo me preocupar?

Quando um bebê chega a determinada idade e ainda não fala, é preciso se preocupar? Esse é o dilema no qual se encontram muitos pais quando seu pequeno não pronuncia nem uma palavra sequer. Vamos contar neste artigo quais são alguns sinais aos quais você deve prestar atenção e como proceder nesses casos.

Chega um momento no crescimento do bebê no qual os pais avaliam o desenvolvimento da criança e algumas preocupações começam a aparecer. “Já está com dois anos e ainda não fala, só diz algumas palavras” é uma típica demonstração de preocupação. O que fazer nesses casos?

Certamente, existe uma média em relação ao momento em que uma criança deveria começar a pronunciar suas primeiras palavras. No entanto, cada indivíduo tem um ritmo próprio para realizar cada atividade sem que isso condicione seu desenvolvimento.

Desde cedo, todo ser humano exprime condições que vão revelando a perfeita ordem do seu desenvolvimento natural. Por exemplo, procurar com o olhar as vozes ao redor, balbuciar espontaneamente e dar gargalhadas, entre outras ações, refletem que não existem problemas de fala ou audição.

Muitas vezes, pode ser que o motivo pelo qual a criança não emite sons ou não pronuncie corretamente seja a criação que recebeu. Então, a criança apresenta esse comportamento apenas por preguiça ou por serem mimadas.

Apesar disso, essa voz interna que atormenta: “Meu filho (minha filha) ainda não fala” gera angústia nos pais. Eles acham difícil acreditar que seja por preguiça e, por isso, esperam muito tempo antes de procurar um especialistas pra diagnosticar corretamente os filhos.

Se a criança já completou dois anos e articula poucas ou nenhuma palavra, é o momento de procurar a ajuda de um pediatra. Ele poderá verificar o desenvolvimento correto da fala.

Nesse sentido, é importante realizar o diagnóstico o mais cedo possível. Muitas vezes, o atraso no desenvolvimento da linguagem pode significar algum transtorno maior.

Da mesma forma, vale a pena destacar que para uma estimulação positiva da linguagem nas crianças, os pais devem acompanhar o processo a todos os momentos. As leituras de contos ou histórias e estar em constante contato durante o dia para fortalecer a comunicação desde cedo contribui para melhorar a fala.

“Há no mundo uma linguagem que todos compreendem: é a linguagem do entusiasmo, das coisas feitas com amor e com vontade, em procurar aquilo que se deseja ou no que se crê”
—Paulo Coelho—

Sugestões para pais de crianças com problemas na fala

Longe de tomar uma atitude passiva, se seu filho ainda não fala, você pode se envolver no assunto e colaborar para que ele consiga desenvolver essa capacidade. Você quer saber como?

  • Os pequenos aprendem a linguagem ao escutar as pessoas ao seu redor, principalmente por imitação. Você sempre será o exemplo: fale de forma clara e calma.
  • Invista tempo de qualidade na comunicação com seus filhos. Desde a amamentação e de forma contínua no crescimento, induza seus filhos a imitarem os sons.
  • Não comemore quando cometer erros fonológicos.
  • Brinque com seus filhos! Assim você poderá ensinar o som que os animais fazem, entre outras coisas.

Sinais que caracterizam problemas no desenvolvimento da linguagem

Quando você deve começar a se preocupar se seu filho ainda não fala? Fique atenta aos seguintes sinais:

  • Quando aos 12 meses de idade a criança ainda não faz gestos como “tchau” com as mãos.
  • Se aos 18 meses ainda não compreende bem as palavras ou não imita sons.
  • Se aos 24 meses não fala frases completas ou apenas imita os sons.

Causas mais comuns de atrasos na fala

Orais

É provável que o atraso na fala se deva a problemas na boca, na língua ou no palato. Por isso, para descartar essa causa, é necessário levar a criança a uma consulta com um especialista da área.

Auditivas

Se uma criança não escuta bem, não vai conseguir entender a linguagem que é falada ao seu redor. Por esse motivo, pode cometer erros na articulação das palavras.

Orais – motores

Quando existem problemas em áreas do cérebro responsáveis pela articulação da fala, geralmente ocorre a descoordenação entre língua, lábios e mandíbula.

meu filho ainda não fala

Quando devo procurar um especialista se meu filho ainda não fala?

Pode ser que alguns pais não identifiquem que há um problema maior quando pensam “Por que meu filho ainda não fala?”. Uma vez que tenham compreendido que a ajuda profissional é necessária para enfrentar o problema, o caminho será muito mais fácil.

Depois de reconhecer as causas que provocam o atraso, o pediatra deverá encaminhar a criança a um especialista. Uma intervenção rápida do fonoaudiólogo vai ajudar a criança e se desenvolver positivamente.

Essa especialidade é responsável pelos diagnósticos, pela prevenção e pelos futuros tratamentos relacionados à fala e à linguagem.

Por fim, o terapeuta vai trabalhar com as crianças para melhorar suas habilidades linguísticas. Da mesma forma, vai indicar aos pais vários exercícios que deverão ser realizados em casa como reforço.

Recomendados para você