Meu filho é tímido?

· 19 de setembro de 2017

Meu filho é tímido ou introvertido? Para saber se seu filho é tímido é necessário identificar as diferenças que existem entre uma criança com personalidade introvertida, e uma criança que realmente tem dificuldades de socializar-se. Saber reconhecer a linha tênue que separa um comportamento retraído de uma timidez extrema é importante para ajudar a criança a cultivar diferentes áreas de sua vida. 

Meu filho é tímido! Ou introvertido?

As crianças introvertidas são denominadas como pessoas imersas em seus pensamentos ou emoções, que desfrutam disso solenemente e optam por ficarem sozinhos, não por insegurança ou ausência de habilidades. Esse comportamento pode ser normal em certa fase da infância. O que as diferencia uma criança tímida que experimenta algum tipo de mal estar em situações sociais, e sobretudo se sentem inseguras quando não estão com seus pais.

Existem duas causas que derivam em personalidade tímidas, uma é que os pais da criança sejam tímidos e esse comportamento se aprende por imitação, e outra causa é que existem alguns pais ainda que muito sociáveis, são muito protetores. Ambas as condições, segundo algumas teorias psicológicas, podem ser o motivo da timidez de uma criança.

O ideal é que os pais convidem o filho a desenvolver diferentes áreas de sua vida e que aprenda a se expressar nos ambientes que lhe agradem mais. O desenvolvimento das crianças em geral, deve estar livre de pressão ou superproteção por parte dos pais, que são a principal influência de aprendizagem.

Meu filho é tímido! Isto não é um crime.

Meu filho é tímido! Isto não é um crime.

É certo que a sociedade nos vendeu o protótipo de pessoas extrovertidas como bem-sucedidas, e também nos mostra que as pessoas tímidas, ainda que talentosas, devem melhorar e se mostrar ao mundo.

No entanto, ser introvertido não é um crime e existem pessoas como Albert Einstein, JK Rowling e o Dr. Seuss que mesmo tendo demonstrado não possuir muitas habilidades para as relações sociais, se destacaram em outros âmbitos, como a inovação, criatividade e sensibilidade, e seus trabalhos fizeram com que o mundo se avançasse um pouco mais.

As pessoas introvertidas desfrutam do silencio, são analíticos, prudentes e muito focados nas coisas que realmente gostam, por isso, preferem estar em lugares tranquilos, pois ali a sociedade permite que se concentrem. Ao contrário das crianças extrovertidas, que tendem a pensar em voz alta e se energizam com as atividades sociais.

Como você pode ver são dois diferentes tipos de personalidade e ambas estão muito distantes da timidez, a qual se pode detectar quando a criança deixa de progredir em alguma atividade por ter medo de algo em particular; quando chora demais por alguma situação que não mereceu, quando se isola regularmente, ou tem surtos emocionais frequentes. Todos esses são sintomas de ansiedade social, os quais devem ser avaliados por um especialista.

Também existem casos em que as crianças manifestam fobia social de uma forma acentuada e persistem e em uma idade muito nova; a qual é um problema que se pode tratar com psicoterapia e sobretudo com o apoio fundamental da escola e da faculdade.

Meu filho é tímido! Fique atento você como pai pode estar contribuindo para isso

Meu filho é tímido

Segundo um informativo publicado na revista canadense Today´s Parent, especializada em saúde infantil e em famílias, os pais, ás vezes sem querer, podem contribuir para a timidez de seus filhos.

Na publicação são coletadas declarações do reconhecido escritor americano e ex-professor infantil Michael Reist, que disse: “Quando os pais e outros adultos fazem tentativas de corrigir a timidez, a criança intercepta a mensagem e percebe que não se encaixa, então, ao invés disso, devemos ensinar-lhes que também é bom não se comportar, ou fazer coisas iguais a todos os outros”

Também é preciso que os pais saibam que uma das causas principais que gera a timidez é a superproteção.  Proteger seus filhos excessivamente pode acarretar sérios problemas de insegurança e medo, que influencia nas crianças tímidas.

Um estudo recente realizado pelo The New York Times, baseado em uma pesquisa a mais de 100.000 estudantes da Universidade da Pensilvânia, afirma que a ansiedade é um problema de saúde muito comum entre os estudantes e que um entre cada seis estudantes padece de depressão, estresse ou ansiedade. O informativo assegura que uma das razões principais é a superproteção de seus pais.