Não seja um pai ausente, seja um pai presente

· 20 de fevereiro de 2017

Não seja um pai ausente, seja um pai presente para todos os seus filhos, para as crianças pequenas e até para os filhos maiores, os quais talvez você ache que não precisem tanto de você. Se você tem pouco tempo ou estiver longe de casa, da mesma forma há sempre maneiras de se conectar com eles e desfrutar de toda a felicidade que vocês têm para compartilhar.

Você vai embora por alguns dias por questões familiares? Então mantenha seu telefone celular ligado mesmo à noite, porque se qualquer dos seus filhos precisar de alguma coisa ou fazer alguma pergunta, saberá como você esta ou talvez só ouvir a sua voz.

A pressão do trabalho sempre lhe mantém preso no escritório? Você tem sorte, pois estamos numa era de chat, e-mail e vídeo chamada. Use estes meios para se comunicar com seus filhos quando não puder estar fisicamente ao seu lado. As crianças são nativas da era digital do século XXI: elas vão adorar usar a tecnologia para se sentir perto de você. Claro que eles vão preferir lhe abraçar e beijar, mas o fato de que eles possam ter a sua atenção, mesmo nos horários de trabalho, vai fazê-los sentir bem.

pai-e-filho

Você chega em casa quando eles já estão dormindo? Vá e dê-lhes um beijo de boa noite, embora eles não percebam, logo na manhã seguinte fique com eles na cama um pouco antes de sair para o trabalho. Aproveite esse momento para fazer planos de passeios e jogos para o fim de semana.

Pai, aqui em Sou Mamãe  só queremos lhe ajudar a conectar-se e manter o vínculo com as pessoas mais importantes do mundo:  seus filhos.

O pai ausente

O pai ausente é aquele que está afastado de seus filhos do ponto de vista afetivo. Já que se estiver convivendo ou não dentro da mesma casa, este pai não consegue estabelecer vínculos afetivos com os seus filhos, talvez porque ele minimize o assunto, seja por ter um monte de trabalho e pouco tempo, ou mesmo porque não sabe como se relacionar bem com eles.

Um pai ausente está longe de seus filhos nos momentos mais importantes: quando eles precisam de conselho, quando eles precisam de um abraço, ou um beijo, que os carreguem em seus braços, ou para esclarecer alguma dúvida.

Embora eles compartilhem a mesma mesa nas refeições, ou mesmo compartilhem o sofá para assistir TV, um pai ausente e seus filhos permanecem tão distantes como os polos da terra.

Como é que surgem estes pais ausentes?

Os pais ausentes muitas vezes foram criados por outros pais com caraterísticas semelhantes, isto quer dizer que também cresceram com carências afetivas e não receberam o ensino de afeição e apego por parte de seus pais.

Há pais ausentes que são vítimas sociais. Eles foram formados em um ambiente onde os homens são vistos como indivíduos duros que têm o papel de dar o suporte financeiro à família, e acham que são as mulheres as responsáveis por fornecer carinho para as crianças.

No entanto, há pais ausentes que foram educados com amor, receberam a melhor educação de todas, mas seu egoísmo, narcisismo e pouca empatia não lhes permitem serem pessoas sensíveis.

Como se pode observar, as origens destes pais variam muito.

pai-e-filha-felizes-500x333

 Não seja um pai ausente, seja um pai presente

Pai, os filhos do pai ausente crescem com carências afetivas de todos os tipos. Entre outros comportamentos e transtornos psicológicos essas crianças podem desenvolver certa rejeição ao carinho de outros indivíduos. Eles são pessoas tristes, desanimadas, e com falta de autoconfiança. Alguns se tornam indisciplinados e rebeldes, outros em pessoas muito sensíveis que desenvolvem uma excessiva dependência e apego com outras pessoas, normalmente a mãe.

Então, é por isso que você deve saber que como pai de seus filhos têm que se manter ciente das carências tanto econômicas quanto afetivas de seus filhos.

É sua responsabilidade apoiá-los e dar-lhes tudo o quanto puder.  Você deve se esforçar todos os dias para cobrir cada uma das necessidades deles, e garantir assim uma boa infância, e que suas vidas sejam as mais agradáveis possíveis.

É seu dever educá-los e prepará-los para a vida que lhes espera. Você tem que ensiná-los e guiá-los para que no futuro eles mesmos possam fazer coisas, seja arrumar alguma coisa da casa ou dar aulas de física quântica na universidade.

Como o pai de seus filhos você tem a responsabilidade e o compromisso de transformá-los em homens e mulheres honrados, felizes, direitos … É o seu trabalho ouvi-los, consolá-los, incentivá-los, conversar dos assuntos que lhes interessam, exigi-los, valorizá-los, aplaudi-los, recompensá-los.

Quem pensa que ser pai é fácil está muito errado, porque tanto o pai quanto a mãe são sinônimos de apego, amor, sacrifício, ternura e incondicionalidade.

Seja  um pai presente para seus filho a partir de hoje mesmo.