O ensino que deixa marcas é o que vai de coração para coração

3 de agosto de 2018
Todos nós conhecemos o ensino tradicional. O professor sentado na sua escrivaninha, com uma grande distância emocional entre ele, seu trabalho e as crianças.

No ensino tradicional, as crianças deveriam respeitar o professor da pior forma possível: com medo de serem castigadas se não obedecessem as regras.

Sem dúvida, essa era uma forma de ensino autoritário e pouco efetivo. Felizmente, apesar de existir o ensino tradicional, nem todos os professores eram assim. Muitos deles deixavam grandes marcas no coração dos alunos.

A educação na escola

Hoje em dia, é possível que ainda existam docentes que deem aulas com pouca vocação e continuem estabelecendo uma grande distância emocional em relação aos alunos. Isso acaba fazendo com que os pequenos não aprendam os conteúdos com motivação e, inclusive, sintam que ir às aulas é algo tedioso e pouco produtivo. Afinal, quem gosta de ficar perto de alguém que não tem vontade de estar ao seu lado?

Felizmente, esse tipo de ensino tradicional está cada vez mais obsoleto. Os professores apostam cada vez mais em um ensino no qual a motivação, o respeito, as atividades em grupo e o amor entre os alunos e professores são os grandes protagonistas.

As crianças, quando têm a sorte de ter um professor que sabe que o ensino é uma atividade a dois, uma atividade de troca e de respeito mútuo, conseguem dessa forma sentir que o ensino é completado pelo aprendizado. Um bom professor é aquele que ensina com o coração e que enxerga seus alunos muito além de suas notas.

de coração

A educação em casa

Mas a educação não é responsabilidade dos professores. A educação começa e termina em casa. A escola ensina conceitos e também valores, mas os valores devem ser reforçados em casa para que tenham significado para os alunos.

Os pais devem estar conscientes de que a disciplina positiva é aquela que se ensina de coração para coração. Porque um ensino baseado no amor e no respeito sempre vai dar bons resultados. Nesse sentido, desde que a criança chega em nossas vidas, como pais, devemos estar conscientes de que ela vai se transformar dependendo do que nós ensinarmos ao longo da vida. Por isso, é primordial ensinar de coração os aspectos da vida, os valores, a moral e ser o melhor exemplo a seguir.

De coração para coração

de coração

Quando se trata de educação, não falamos exclusivamente de ensinar conceitos ou de esperar que as crianças tirem boas notas na escola. Não há nada mais distante da realidade que isso. Quando se trata de educação, falamos de:

  • Ser o melhor exemplo a seguir para as crianças
  • Transmitir valores que depois devemos realizar no dia a dia
  • Respeitar a criança como pessoa em todos os momentos
  • Dar o espaço que a criança precisa para seu aprendizado e desenvolvimento pessoal
  • Ser um guia. Não um ditador.
  • Permitir que as crianças tomem suas próprias decisões
  • Não se sentir superior por ser mais velho. As crianças são ótimas professoras graças ao coração puro que têm
  • Ensinar com igualdade emocional. Nesse tipo de igualdade, os sentimentos são mais importantes
  • Mostrar às crianças o caminho da inteligência emocional. Um caminho que vai permitir aos pequenos aprender sobre o mundo. Mas, sobretudo, sobre eles mesmos.

Quando uma criança se sente valorizada, compreendida e respeitada será o momento – e somente nesse momento – em que ela abrirá o coração para permitir que os ensinamentos entrem. Assim, ela vai poder se formar como pessoa e se transformar em um adulto com sucesso.

Mas o melhor de tudo é que uma criança que aprende dessa maneira vai se lembrar por toda a vida dos valores que aprendeu graças ao fato de que outra pessoa decidiu ensinar para fazer com que essa criança crescesse, e não para estabelecer normas sem mais nem menos.