O estirão da puberdade

7 de fevereiro de 2019
A puberdade é uma etapa cheia de mudanças que ficam gravadas na memória de todos as pessoas. Para te ajudar a entender o complexo processo no qual o seu filho está embarcando, vamos te contar em que consiste o estirão nessa fase do seu desenvolvimento.

Entre as muitas mudanças físicas que a adolescência traz para os jovens, encontramos o estirão da puberdade. É um período de crescimento acentuado nos adolescentes, que se caracteriza por algumas questões que vamos detalhar a seguir.

No início da adolescência, que é o primeiro passo na transformação da criança em adulto, há a famosa ‘puberdade’. É um período de profundas mudanças hormonais, que têm uma óbvia repercussão no corpo e na mentalidade das crianças.

Entre essas mudanças, está o estirão da puberdade. É aquele momento quando as crianças aumentam consideravelmente de altura, ao mesmo tempo que ganham peso e desenvolvem características que marcam a transformação no seu corpo.

Em que idade o estirão da puberdade acontece?

Esse crescimento repentino geralmente ocorre entre os 9 e os 14 anos nos meninos. O mais comum é que aconteça no decorrer do décimo ano de vida.

Enquanto isso, para as meninas, a idade média na qual esse processo ocorre é entre os 8 e os 13 anos. Novamente, o ponto médio entre essas idades é a regra geral.

Existem certos fenômenos fisiológicos nos corpos dos jovens que marcam o início da puberdade. Nos meninos, é o crescimento do volume testicular e o surgimento de características sexuais secundárias, tais como os pelos no corpo, por exemplo.

Para as meninas, a aparência do botão mamário geralmente é o ponto de início dessa fase das suas vidas, além das características sexuais secundárias. Agora, a menarca não deve ser confundida com o início da puberdade de uma adolescente. A menstruação geralmente ocorre muito tempo após o início do desenvolvimento de seus órgãos genitais.

crescimento repentino

Características do estirão da puberdade

O estirão da puberdade, também chamado de estirão puberal, se caracteriza por um período de crescimento notório e rápido.

Com o passar do tempo, essa evolução, que se manifesta mais claramente na altura, vai diminuindo até parar completamente. É nesse momento que é alcançada a altura que uma pessoa vai ter pelo resto da vida.

Nas meninas, o estirão geralmente coincide com o início da puberdade. De fato, quando a menarca ocorre, esse crescimento provavelmente já acabou. Por outro lado, esse fenômeno geralmente demora um pouco mais nos meninos.

Mais especificamente, enquanto nas meninas o estirão da puberdade ocorre mais frequentemente aos 10 ou 11 anos, nos meninos ele ocorre entre os 12 e os 13 anos.

A adolescência é um período de profundas mudanças hormonais, que têm uma óbvia repercussão no corpo e na mentalidade das crianças

Mudanças físicas que o estirão implica

É muito fácil detectar quando um jovem está passando por essa etapa. Ela se caracteriza pelas seguintes alterações físicas:

  • Aparecimento de pelos pubianos e axilares.
  • Crescimento dos seios nas mulheres.
  • Em alguns casos, a acne pode ocorrer.
  • Aumento da altura ao redor de 20-30 centímetros.
  • O tronco cresce mais que as extremidades, que já cresceram antes.
  • Ganho de peso que, em geral, fica entre 7 e 10 quilos.

Da mesma forma que geralmente começa antes, o estirão da puberdade também termina primeiro nas meninas. Isso acontece por volta dos 17 anos de idade. Enquanto isso, os homens podem continuar nesse processo até os 20 anos, ou até mesmo um pouco mais.

Ausência de estirão da puberdade

Além da marcante influência genética que esse processo possui, também há fatores ambientais que podem retardar o seu desenvolvimento.

Por exemplo, o estado nutricional, a atividade física e as condições socioeconômicas em que essa fase ocorre foram descritos pelos especialistas como sendo relevantes.

De qualquer forma, é muito importante que os pais fiquem atentos à ocorrência desse processo nos filhos. Se não começar até os 13 anos, é hora de individualizar o acompanhamento. Inclusive, uma consulta com o pediatra pode ser muito útil.

Ausência do estirão da puberdade

Se o estirão da puberdade ainda não tiver ocorrido aos 16 anos de idade, será necessário consultar o médico para se certificar de que não exista nenhum distúrbio que atrase ou impeça o seu crescimento. Nesse sentido, os pais devem estar atentos.

Por outro lado, se o estirão ocorrer de forma precoce, também é necessário prestar atenção. Isso pode fazer o crescimento ficar desregulado, terminar antes do tempo e afetar a altura do jovem ao atingir a idade adulta.

O estirão da puberdade é um processo que todos os jovens experimentam, mais cedo ou mais tarde, desde que a sua saúde esteja em ótimas condições.

É necessário ter em mente que cada indivíduo tem o seu próprio ritmo e que, desde que as características permaneçam dentro dos parâmetros normais, não é necessário ir ao médico.

  • Lourenço, B., & Queiroz, L. B. (2010). Crescimento e desenvolvimento puberal na adolescência. Rev Med.
  • Lourenço, B., & Bruni Queiroz, L. (2010). Seção Aprendendo Crescimento e desenvolvimento puberal na adolescência Growth and puberal development in adolescence. Rev Med (São Paulo. https://doi.org/10.1093/rpd/nch092