O hábito do perdão e da compaixão nas crianças

· 15 de agosto de 2018
Perdoar é um ato de boa fé, significa deixar para trás as coisas ruins e abrir espaço para as coisas boas. A compaixão, por sua vez, se trata de compreender o sofrimento das outras pessoas.

Você acha que essa é uma tarefa difícil de ensinar a uma criança? Neste artigo, iremos ensinar algumas ferramentas para que seu filho desenvolva as qualidades do perdão e da compaixão.

Como sempre dizemos, muitas ações dos nossos filhos são realizadas seguindo o nosso exemplo. Sempre é importante levar em consideração que os pais são os modelos a serem seguidos. Por isso, querendo ou não, os nossos filhos nos imitam. Frequentemente somos avaliados e observados pelos nossos filhos, assim o comportamento deles também depende do nosso.

Sabemos que o perdão e a compaixão não são conceitos tão simples e naturais como parecem. Pois, quando tentamos executá-los, modificam os pensamentos, a inteligência emocional e até mesmo preconceitos. Para ensinar seu filho a praticar o hábito do perdão e da compaixão, você deve começar com as suas próprias ações.

Liberar-se e curar-se daquilo que nos trouxe problemas no passado, saber perdoar, fará com que tenhamos força para cultivar em nossos filhos esse hábito. Fomentar ambas as qualidades, a do perdão e da compaixão, são tarefas que devem ser ensinadas em casa e que requerem paciência, compreensão e aceitação. 

As crianças precisam saber perdoar e serem perdoadas

do perdão e da compaixão

Além de ser muito importante que seus filhos aprendam a perdoar e serem perdoados, também é essencial que aprendam a se expressar e se relacionar com as pessoas. É preciso que as crianças entendam o valor de pedir perdão e de serem perdoadas. Ensinar a assumir seus erros é um dos primeiros passos. Esse aspecto, certamente será de grande ajuda para as crianças.

Quando uma criança pede desculpas, imediatamente ocorre uma reação e tudo é deixado para trás. Mas é preciso transmitir para o seu filho que ele só deve pedir perdão quando for um sentimento sincero e de coração. Ou seja, um sentimento genuíno. 

Não basta pedir perdão sempre que cometer algum ato indevido e saber como se desculpar em alguma situação.

É preciso explicar as razões ou motivos pelos quais é necessário pedir desculpas. Isso fará com que a criança conheça o verdadeiro valor do perdão. Saber pedir perdão fará com que seus filhos se tornem mais responsáveis e honestos.

Além disso, se o se filho desenvolver o hábito de perdoar, com certeza a empatia e a paz interior o acompanharão ao longo da sua vida. Oferecer o perdão é um ato que o tonará uma criança mais feliz, com uma boa estabilidade emocional, livre de rancores e mágoas.

Despertar a compaixão

do perdão e da compaixão

Ensinar seu filho a ter compaixão, a ser sensível diante das situações de dificuldade, também é um elemento essencial para o seu crescimento. Já foi comprovado que quanto mais as crianças sentirem empatia e compaixão, melhores pessoas se tornarão no futuro. Introduzir esse hábito é algo que deve ser feito pouco a pouco e desde os primeiros anos de vida.

A melhor maneira de apresentar às crianças o hábito da compaixão é fazer com que sejam conscientes do seu entorno. Ensine ao seu filhinho que todos devem ser aceitos como são. Certamente, esse é um exercício que irá ajudá-lo a compreender que todos os seres humanos são diferentes e que nem sempre as circunstâncias favorecem a todos da mesma forma.

Faça com que o seu filho comece a desenvolver a empatia por pessoas mais velhas e por aqueles que apresentam alguma doença. Embora não seja possível remediar essas situações, ele poderá levar uma palavra amiga ou agir de forma amável com essas pessoas.

Pena vs Compaixão

Converse com o seu filho para que ele entenda que sentir pena de alguém doente ou, inclusive, por um animal abandonado não é errado. Na verdade, é um sentimento absolutamente válido. Mas cabe a ele ir além desse sentimento: através da ajuda.

Ensinar a diferença entre a compaixão e a pena também é muito importante. A pena pode gerar tristeza em relação àquela pessoa que está sofrendo e continuar por um tempo. Mas a compaixão é acionada para estender a mão ao próximo e mudar a situação que causa sofrimento. 

O ambiente familiar é perfeito para aprender a perdoar, ser perdoado e ter compaixão pelos seus semelhantes.

Procure compartilhar e conviver com os seus filhos em seus círculos sociais. Essas são situações ideais para ajudá-lo a fortalecer o seu caráter através dos conceitos da compaixão e do perdão. 

Recomendados para você