O que dizem os desenhos do seu filho

19 de agosto de 2018
Todas as crianças gostam de desenhar. Mas, com certeza, você vai se perguntar o que significam os desenhos feitos por elas. Veja neste artigo algumas dicas para interpretar os desenhos do seu filho.

Entendendo que os desenhos são um canal de comunicação através do qual as crianças expressam seus sentimentos e suas emoções, nesta postagem, vamos dar a você algumas orientações para interpretá-los.

Através dos desenhos, nossas crianças manifestam o mundo interior delas. Por isso, é nos desenhos que podemos encontrar parte do conteúdo dos sentimentos, das emoções, dos desejos e dos medos delas. Observar os desenhos de seu filho pode ajudar você a saber como ele se sente com relação ao entorno dele. Como, por exemplo, a escola, a família e os amigos.

É importante aprender a decifrar seu significado para poder conhecer melhor nossa sementinha e ajudá-la se for preciso em uma situação específica. Interpretar os desenhos do seu filho não é simplesmente avaliar a estética do desenho. Na verdade, é uma tarefa que envolve reconhecer e interpretar certos elementos. Como, por exemplo, o tamanho dos personagens do desenho, a forma e a intensidade do traçado e a situação ou o tema retratado.

Os desenhos das crianças nos ajudam a conhecer um pouco mais os aspectos da personalidade dela. Toda criança tem uma forma especial de fazer seus desenhos, de segurar o lápis, de ocupar o espaço na folha de papel e de desenhar os personagens que expõe no desenho.

Como interpretar os desenhos do seu filho?

desenhos do seu filho

Interpretar os desenhos do seu filho não é tão complicado quanto parece. Existem algumas dicas que podem te orientar sobre o que quer dizer o desenho. Assim, é preciso levar em consideração os seguintes aspectos:

  • Tema do desenho. Prestar atenção no tema do desenho do seu filho pode mostrar a você como ele se sente em relação a alguma situação. Por exemplo, um desenho de uma árvore pode significar a relação dos afetos do seu filho com o mundo exterior. Um desenho da família, por sua vez, pode expressar a relação com cada um dos membros que a compõem.
  • O traçado. A pressão que criança exerce sobre a folha é um indicativo do temperamento dela. Traços firmes e contínuos indicam que ela confia em si mesma, que sente entusiasmo, vontade e tranquilidade. Por outro lado, traços tremidos ou muito retos e intensos demonstram que a criança é pouco tolerante e agressiva.
  • Tamanho. As crianças que desenham figuras pequenas costumam demonstrar que possuem pouco espaço para se expressar e pouca autoestima. Se seu filho faz desenhos com formas grandes, ele demonstra segurança.
  • Posição das figuras. Esse é um dos elementos mais importantes do desenho das crianças. O que ela desenha na parte superior da folha de papel é o que está relacionado com o intelecto, a imaginação e o desejo de descobrir coisas novas. A parte inferior informa sobre as necessidades físicas e materiais que a criança possui.
  • Cores. A psicologia das cores nos diz muito sobre as emoções dos nossos filhos. Se as cores quentes, como o vermelho, o laranja e o amarelo estiverem presentes no desenho, isso significa que seu filho é extrovertido, alegre e animado. As cores frias ou opacas, como o azul, o verde ou o preto refletem um comportamento ansioso, manifestando medo, ou preocupação.

Algumas recomendações antes de interpretar os desenhos do seu filho

desenhos do seu filho

Os pais devem levar em consideração que os desenhos dos seus filhos são uma ferramenta que podem orientá-los em relação aos sentimentos e às emoções das crianças. Ou seja, não são para determinar a personalidade. Para isso, seria necessário procurar o auxílio de um psicólogo que avalie seu filho de maneira profissional.

Dessa forma, não é adequado ficar obcecado com os desenhos e as interpretações às quais você pode chegar. Lembre-se de que através deles detectamos possíveis medos, ansiedades, sentimentos e desejos de uma experiência que a criança esteja vivenciando.

Se algum desenho preocupa você, o ideal é conversar com a criança com muito carinho e compreensão para saber realmente o que está acontecendo. O importante é saber como seu filho se sente para poder ajudá-lo a superar algum problema que esteja passando.

A melhor maneira de compreendê-lo é se sentar com ele e pedir com carinho para que ele faça um desenho com tema livre. Dessa forma, você poderá observar o que ele desenha e como se sente ao desenhar. Uma vez que tenha acabado o desenho, converse com seu filho e pergunte qual é o significado, para ele, de cada um dos elementos presentes e como ele se sentiu ao desenhar.

Os pais cumprem a bela tarefa de orientar seus filhos. Certamente, não existe melhor maneira de fazer isso do que estar ciente de cada um dos detalhes da vida deles. Assim, poderemos ajudá-los e guiá-los.