O que fazer se meu filho não dorme o suficiente?

21 de fevereiro de 2019
Desde muito cedo, os bebês começam a ter diferentes horários de sono. A duração desses momentos de descanso é muito importante para a sua saúde, e nós te diremos o porquê.

Nas primeiras duas semanas após seu nascimento, o bebê acorda com muita frequência. Isso ocorre porque o seu pequeno estômago requer que ele se alimente a cada 2 ou 3 horas. Sem dúvida, isso pode criar um distúrbio do sono que leva os pais a s fazerem a seguinte pergunta: por que o meu filho não dorme o suficiente?


A boa notícia é que à medida que o tempo passa e o bebê cresce, os momentos de descanso serão mais longos. Por isso, é recomendável criar espaços favoráveis para que o sono seja eficaz.

Ter um berço ou uma cama aconchegante, um ambiente com pouca luz e uma temperatura agradável pode ser o começo para a criança criar bons hábitos na hora de dormir. Também é útil contar com um ambiente tranquilo e evitar brincadeiras que a deixem agitada antes do momento de repouso.

Quantidade de horas de sono recomendada por idade

É relevante saber se a criança dorme o número de horas suficientes de acordo com a sua idade. A quantidade de horas não precisa necessariamente acontecer de uma vez só, já que o bebê ou a criança pode descansar em intervalos de tempo.

  • Recém-nascido: deve descansar pelo menos 16 horas por dia.
  • Bebês de 3 a 12 meses: cerca de 15 horas de descanso.
  • Crianças de 1 a 2 anos: podem dormir cerca de 14 horas.
  • Crianças dos 2 aos 5 anos de idade: é recomendado 13 horas de sono.
  • Dos 5 aos 9 anos: 10 horas de sono.
  • Jovens entre 14 e 18 anos: pelo menos 9 horas de descanso.

Após os 6 meses de idade, o bebê começa a dormir menos durante o dia, então o tempo de sono noturno aumenta. Excelente notícia para os pais!

No entanto, é preciso levar em conta que a duração do sono varia de criança para criança. Algumas dormem muito e outras, apenas algumas horas. Se você ainda acha que o seu filho não dorme o suficiente, verifique as possíveis causas e tente encontrar soluções imediatamente.

Se o filho não dorme o suficiente é preciso descobrir as causas

Preste atenção aos sinais

Você deve estar sempre atenta aos sinais de cansaço do bebê. Se ele estiver cansado, provavelmente vai esfregar os olhos, ficará com os olhos avermelhados, vai chupar os dedos e bocejar. Então, assim que você ver esses sinais, tente levá-lo ao berço logo.

No entanto, evite fazer com que ele durma no seu colo. Apesar das boas intenções, isso só o impediria de desenvolver estratégias para pegar no sono sozinho no caso de acordar.

Se você acha que seu filho não dorme o suficiente, verifique as possíveis causas e tente encontrar soluções imediatamente

O que fazer se o bebê acordar com frequência?

Se você reparar que o bebê acorda muitas vezes durante as sonecas ou que se agita e chora ao acabar de dormir, pode significar que ele tem dificuldade para passar de um ciclo de sono para outro. Na verdade, ele não acorda de vez.

Portanto, tente não acordá-lo tirando do berço para pegar no colo e também não dê a mamadeira. Nesse caso, entre em silêncio no quarto para verificar se está tudo bem e o toque levemente com a mão para que se tranquilize.

Dessa forma, você vai evitar despertá-lo completamente. Se isso acontecer, será mais difícil ainda colocá-lo para dormir novamente. Além disso, é por causa desse tipo de ação que a criança pode começar a ter transtornos no sono.

filho não dorme o suficiente

Meu filho não dorme o suficiente: os hábitos podem resolver

Colocar as crianças para dormir e acordar na mesma hora todos os dias ajuda a criar o hábito. Além disso, encorajá-las a dormir sozinhas irá ajudar a serem mais confiantes. É um ótimo primeiro passo para evitar problemas de sono.

É sempre necessário lembrar que as crianças nascem como um livro em branco e adquirem comportamentos de acordo com as experiências que vivem.

Quando a mãe percebe que algo está acontecendo porque o filho não dorme o suficiente, ela deve analisar quais rotinas foram ensinadas ao bebê, se elas são apropriadas ou se elas foram realmente seguidas.

Os pais são os responsáveis pela saúde física e mental dos filhos. Por essa razão, devem ser cuidadosos em todos os aspectos que influenciam o desenvolvimento pleno da criança. Ter uma rotina de sono não será apenas benéfico para a saúde da criança, mas também para os pais.

Caso você perceber que mesmo depois de muito esforço o seu filho não dorme o suficiente, procure consultar um especialista para encontrar a melhor solução. Tenha sempre em mente que o descanso é uma parte fundamental do crescimento e amadurecimento de todas as crianças.