O que são as academias para bebês?

29 de abril de 2018
Como devem ser as academias para bebês? Em um primeiro momento, é preciso dar muita importância à segurança do pequeno. Depois disso, garantida a segurança, os pais podem interagir continuamente nessa pequena academia.

As academias para bebês são centros de entretenimento especialmente projetados para estimular os bebês. Através de brincadeiras, música e cores chamativas, esses espaços ajudam a desenvolver a motricidade dos pequenos. Além disso, estimulam a concentração e a exploração do ambiente.

Conhecido também como tapete de atividades ou centro de brincadeiras, as academias são ideais para bebês de dois a seis meses de idade.

Seu objetivo é que a criança vá descobrindo os elementos à medida que avança no seu processo de desenvolvimento; enquanto vai amadurecendo seus sentidos e suas habilidades.

Existem diversas tipos de academias. A maioria é portátil ou fácil de transportar, o que permite instalá-las em qualquer cômodo ou espaço. Hoje em dia, são muito comuns na lista de chá de bebê.

bebê com a mãe na academia

Como são as academias para os bebês?

De maneira geral, as academias para bebês consistem em um tapete acolchoado que é estendido no chão. Sobre ele se fixam alguns brinquedos, presos a um sistema de arcos de tecido.

Alguns tapetes também podem ter outros elementos para estimulação, como espelhos ou sons. Os tapetes mais sofisticados incluem música e também podem ser temáticos, de algum personagem infantil que esteja na moda.

Para os bebês de dois a quatro meses, as academias ajudam a estimular o ato de pegar, os movimentos do corpo e a sequência de elementos. Quando já forem capazes de sustentar suas próprias cabeças, os bebês são colocados de barriga para baixo para exercitarem seus músculos e incentivar a capacidade de engatinhar.

Por que as academias para bebês são recomendáveis?

  1. Em primeiro lugar, as academias para bebês trazem benefícios para o desenvolvimento psicomotor dos pequenos. Com os brinquedos, a criança aprende a pegar os objetos; além disso, a superfície acolchoada permite que se movimentem sem risco de se machucar.
  2. Estimulam os sentidos da audição e da visão através das cores e dos sons. Além disso, despertam o interesse do bebê em explorar o ambiente.
  3. Desenvolvem o lado cognitivo. A memória é uma condição que pode ser estimulada em um centro de brincadeiras; os pais podem ensinar o nome dos objetos que são pendurados sobre o bebê e convidá-lo a apontá-los com a visão.
  4. As academias para bebês proporcionam horas de brincadeiras e relaxamento, em que os pais podem se envolver e passar um tempo com os pequenos.

Como escolher a academia mais indicada?

Existem diversos designs e características de academias para bebês no mercado, desde as marcas comerciais muito conhecidas até versões caseiras. Os elementos que precisam ser levados em consideração no momento de comprar uma academia para bebês são:

1. Qualidade do produto. Não só ser resistente, mas também ser fabricado com produtos de qualidade para evitar alergias no bebê durante suas atividades.

2. Tanto o tapete quanto os arcos que servem para pendurar os brinquedos devem ser acolchoados. O bebê vai passar um tempo considerável na academia, por isso ele deve se sentir confortável. Além disso, diante de qualquer movimento, os arcos acolchoados amortecem uma batida.

3. A academia não precisa ser muito grande, mas deve oferecer uma boa superfície para a mobilidade do bebê. Outro ponto a ser considerado é o espaço disponível no cômodo onde vai ser instalada a academia.

4. Os elementos de brincadeira devem estar bem atados à academia ou ser inofensivos para o bebê. Não devem conter nenhum componente tóxico.

bebês com as mães na academia

Recomendações de segurança

1. Não colocar a academia sobre uma mesa ou longe do chão. Entre outras coisas, para evitar qualquer queda do bebê se ele se mexer muito ou para fora do tapete.

2. Evitar os elementos pequenos que o bebê possa colocar na boca. A curiosidade pode levar a criança a tentar colocar algum brinquedo na boca; é preferível utilizar sempre peças grandes para evitar engasgos.

3. Manter a criança sob a supervisão de um adulto. Sob nenhuma circunstância é recomendável deixar a criança sozinha enquanto estiver na academia. O ideal é que haja a supervisão de um adulto ou que ela seja vigiada por um monitor.

4. Controlar o tempo de brincadeira. A exposição prolongada aos elementos da academia pode estimular em excesso a criança. Por isso, é importante controlar o tempo que o bebê permanece nesse recinto. Outra forma de supervisão é interagir com a criança a todo momento, durante seu tempo de brincadeira na academia.