Os pais millennials e os pais baby boomers: as principais diferenças

· 24 de janeiro de 2018

A geração dos millennials e a dos baby boomers são muito diferentes entre si. A que se deve esse fenômeno? Vamos fazer um resumo sobre alguns fatores que representam as características de cada geração.

As sociedades mudaram e as gerações evoluíram. A figura paterna sempre foi um símbolo de respeito, valentia e autoridade. No entanto, hoje em dia, é possível perceber as diferenças na criação dos pequenos em relação às gerações passadas devido aos saltos geracionais. Uma das diferenças mais notáveis ocorre entre os pais millennials e os pais baby boomers.

Diferenças entre gerações

A primeira coisa que devemos saber para entender as diferenças entre pais millennials e pais baby boomers é identificar suas características. Em cada uma dessas gerações ocorreram acontecimentos sociais e históricos que determinam suas maneiras de agir e ser. No entanto, os anos passaram e muitos aspectos culturais se transformaram.

Os baby boomers são as pessoas que nasceram entre os anos 1946 e 1964. Hoje em dia, elas têm, aproximadamente, entre 53 e 72 anos de idade. Essa geração viveu todo o período posterior à Segunda Guerra Mundial. Também cresceram com movimentos sociais à favor dos direitos civis, da liberdade sexual e do famoso movimento dos hippies.

Nessa época, os pais eram os chefes da família. Os homens eram a autoridade da casa, embora as mulheres já começassem a se tornar mais independentes e se integrar ao mercado de trabalho. Os pais baby boomers são profissionais universitários. Essa foi a geração que mais riqueza produziu no mundo todo e, graças a ela, o capitalismo se desencadeou.

A chegada dos millennials

Já se passaram duas gerações para chegarmos aos pais millennials. São pessoas que nasceram entre 1980 e 1994 e são conhecidas também como a geração Y.

Esses pais, hoje em dia, têm aproximadamente de 23 a 37 anos de idade. Pode-se dizer que há 49 anos de diferença entre os millennials e os pais baby boomers.

os pais millennials e os pais baby boomers

Os pais millennials se caracterizam pela fácil adaptação a diferentes situações. Eles viveram em pleno auge da era cibernética, com muitas mudanças tecnológicas no mundo, principalmente com a chegada da Internet.

São pessoas que se identificam por ser uma geração com identidade cultural bastante misturada e global, produto do desenvolvimento tecnológico.

Quais são as diferenças mais importantes entre os pais millennials e os pais baby boomers?

Tomando como referência os dados apresentados anteriormente, vamos examinar as diferenças entre essas duas gerações de pais.

A tecnologia

Talvez essa seja uma das diferenças mais significativas entre essas duas gerações. Para os pais baby boomers é bastante complicado o ato de lidar com a Internet, pois eles não viveram plenamente a revolução tecnológica. Na época deles, havia poucos aparelhos tecnológicos e suas funções eram muito menores.

“Um pai não é quem dá a vida, isso seria muito fácil. Um pai é quem dá amor”
-Denis Lord-

Diferentemente dos baby boomers, os pais millennials são muito ágeis em termos de tecnologia. Eles viveram as mudanças das fitas em Betamax para o VHS, depois para o DVD e, posteriormente para o Blu-Ray. Atualmente, são especialistas nas plataformas de streaming. Além disso, conviveram com a tecnologia desde o começo da Internet, dos computadores e dos videogames.

os pais millennials e os pais baby boomers

Os millennials mexem com habilidade em smartphones e nas redes sociais. Esse aspecto é muito importante, pois os aproxima bastante dos filhos.

Trabalho e lazer

Os baby boomers, por não contar com as facilidades tecnológicos que os millennials tiveram, passavam mais tempo brincando ao ar livre. Para os baby boomers, um smartphone ou um videogame não são coisas tão importantes. Os boomers gostam mais de brincar com os filhos fora de casa ou com jogos de tabuleiro. Os millennials, em contrapartida, conseguem se divertir o dia todo apenas com um videogame.

Os baby boomers se dedicavam mais a trabalhar. É por isso que foram a geração que gerou mais renda. Eles têm pouco tempo para o lazer e muito tempo para trabalhar. O oposto acontece com os millennials, eles preferem tempo de lazer do que de trabalho. Esse é um dos fatores que influenciam nos altos índices de desemprego que existe no mundo de hoje.

Ambas as gerações de pais têm características positivas e negativas que influenciam na criação dos filhos. Esses aspectos são definidos pela cultura, pela educação e pelos costumes dos pais.