Os principais problemas de infertilidade feminina

· 19 de janeiro de 2018

Os problemas de infertilidade feminina afetam pelo menos um em cada seis casais. Estima-se que metade do número total de casos corresponde a mulheres. Por outro lado, apenas um terço delas possuem problemas de esterilidade total.

Só é possível falar de problemas de infertilidade quando o casal demorou mais de um ano em conceber. Daí em diante é preciso realizar testes clínicos, tanto no homem quanto na mulher. Isso é o que determina quais dos dois apresenta esse déficit. Às vezes podem ser ambos.

A maioria dos problemas de infertilidade feminina podem ser tratados. Estima-se que até 65% dos casos possuem solução; atualmente o grau de eficiência dos tratamentos é muito alto.

O diagnóstico dos problemas de infertilidade feminina

Para realizar o diagnóstico de problemas de infertilidade feminina é preciso realizar um exame físico completo. Isso inclui uma avaliação minuciosa da história clínica. Também vários testes e exames para determinar o que acontece.

Os principais meios para diagnosticar os problemas de infertilidade feminina são:

  • Exame de urina ou de sangue. Permite determinar se existem problemas hormonais, dificuldades tireoidianas ou infecções.
  • Teste de muco cervical. É possível detectar se existe ovulação ou não.
  • Exame com laparoscópio. Com esse exame é possível visualizar possíveis obstruções, aderências ou tecidos cicatrizados. É uma radiografia que também se realiza em busca de possíveis obstruções. Se realiza com um pequeno telescópio e pretende detectar possíveis anomalias no útero. Mediante esse exame se determina a existência de problemas nos ovários ou no útero.
  •  Sonohysterograma. Permite detectar problemas no útero. É uma ecografia com contraste.
  • Exame pélvico e dos seios. É uma avaliação clínica dessas regiões para avaliar seu estado.

As principais causas dos problemas de infertilidade feminina são: dificuldades na ovulação, endometriose, óvulos de má qualidade, síndrome do ovário policístico e obstrução das trompas de Falópio.

Os principais problemas de infertilidade femininos

Problemas de ovulação

Ocorrem quando os óvulos não conseguem amadurecer totalmente. Também quando os ovários não são capazes de liberar os óvulos corretamente. É um dos problemas mais comuns em casos de infertilidade feminina.

Os sintomas mais comuns são os períodos menstruais pouco frequentes ou completamente ausentes. O sangramento também leve ou muito abundante. Mesmo assim, é normal que não exista incômodos antes da menstruação. Entre 30 e 40% das mulheres com tratamento superam esse problema.

“A maioria dos problemas de infertilidade feminina podem ser tratados”

Endometriose

Acontece quando o tecido que se encontra nas paredes do útero cresce por fora. Em muitos casos tal problema não origina nenhum sintoma. Quando existem sintomas, o mais normal é uma forte dor durante a menstruação ou nas relações sexuais. Também aparecem sangramentos abundantes ou incomuns e dor pélvica.

A principal solução para esse problema é a cirurgia. Até 30% das mulheres com endometriose consegue conceber depois de um tratamento.

Óvulos de má qualidade

Esse é um dos problemas de fertilidade feminina que afeta pessoas mais velhas. Depois dos 35 anos de idade, a quantidade e a qualidade dos óvulos diminuem visivelmente. É então que se produzem óvulos de má qualidade, que torna impossível a concepção.

Geralmente o indicado é um tratamento com medicamentos para a fertilidade. As mulheres que se submetem a isso têm boas possibilidades de conceber, e até 55% conseguem.

Síndrome do ovário policístico

Esse problema se apresenta quando os folículos pequenos dos ovários não conseguem amadurecer. Por isso ocorre uma dificuldade para liberar os óvulos. Os principais sintomas são períodos menstruais muito irregulares. Também excessivo crescimento de cabelo, obesidade e acne.

Existem várias soluções para esse problema, desde mudanças no estilo de vida até cirurgias. A maioria das mulheres obesas que conseguem diminuir o peso terminam ovulando normalmente. As cirurgias têm até 50% de efetividade.

Os principais problemas de infertilidade femininos

Obstrução nas trompas de Falópio

As trompas de Falópio se obstruem por infecções de transmissão sexual, doença inflamatória pélvica e cirúrgicas de esterilização. Se há obstrução, o óvulo não pode ser fecundado ou não consegue chegar ao útero. A principal solução para esse problema é a cirurgia; os resultados dependem da idade e da condição de saúde.

Mais ou menos 30% dos problemas de infertilidade feminina têm causa desconhecida. Nesses casos não existem sintomas e muitas vezes conseguem ser solucionados mudando de estilo de vida.