Os sete melhores contos infantis de todos os tempos

5 de novembro de 2017

As crianças adoram ler ou escutar contos infantis. Essas histórias permitem que elas se coloquem em diferentes situações e que aprendam a entender o mundo que estão começando a conhecer.

Os contos infantis ajudam a descobrir as lógicas em que a vida se desenvolve. Também aprendem valores e pistas sobre a forma de agir diante das mais diversas situações.

Com os contos infantis se desenvolve a imaginação das crianças. Assim como o seu sentido moral. Os seus criadores sabem muito bem disso. Alguns deles nos legaram contos que educaram inúmeras gerações e que nunca saíram de moda. Essas são 7 das histórias que viverão para sempre:

O patinho feio

Um conto clássico escrito por Hans Christian Andersen. Ele narra a bela história de um patinho que era rejeitado pelo seu grupo que o considerava pouco agraciado com beleza. Ao crescer ele percebe que é um cisne e, portanto, os outros achavam que ele era feio simplesmente porque era diferente. Entre os cisnes, ele é muito bonito.

Esse conto é muito educativo, já que de uma forma sensível e engenhosa ensina as crianças sobre a importância de respeitar a diferença. Também se refere às grandes transformações que podem se produzir na vida.

Mãe lendo contos infantis para os filhos

Os três porquinhos e o lobo mau

Esse conto narra as peripécias dos três porquinhos que pretendem se salvar de um lobo. Eles utilizam diferentes estratégias para construir um refúgio e acabam fracassando em várias das suas tentativas. No final, encontram a solução e vencem o lobo mau.

A essência desse conto está em confrontar seres fracos com outro mais poderoso e violento. Enfatiza as soluções racionais para enfrentar o perigo. Mostra que é possível evitar o enfrentamento e, ainda assim, neutralizar uma ameaça.

O príncipe feliz

Um lindo conto de Oscar Wilde que narra como nenhum outro o valor do altruísmo e da solidariedade. Narra a história de uma magnífica estátua que é sensível ao sofrimento dos outros. Uma andorinha a ajuda a se desprender do que possui, com o objetivo de ajudar os outros. Quando já não tem nada mais para dar, a estátua termina seus dias no lixo.

O mais valioso desse conto é que oferece um modelo de vida que afirma que dar aos outros gera felicidade. O desprendimento faz com que você consiga o privilégio de viver feliz num mundo além do material.

João e Maria

João e Maria são dois irmãos abandonados pelos seus pais devido a pobreza. Ele planejam uma forma de voltar para casa, mas o seu plano falha. Perdem-se e são apanhados por uma bruxa. As crianças conseguem derrotá-la, escapar e logo voltam para o seu lar, levando as riquezas necessárias que permitem que estejam outra vez com os seus pais.

Essa histórias das crianças tem uma posição muito ativa. Não são simples objeto das circunstâncias, mas suas ações imprimem um ritmo nova às situações.

menino imaginando as letras saindo do livro

Pinóquio

Um conto do italiano Carlo Collodi que materializa uma das grandes fantasias infantis: que o boneco ganhe vida.  Narra a história de um velho carpinteiro que faz um marionete. Uma fada lhe dá vida e o converte num menino travesso, alegre e especialmente mentiroso. Pouco a pouco Pinóquio precisa aprender a ser uma criança boa, sincera e obediente.

Mostra que a vida é um processo em que sempre existe a possibilidade de mudar para se tornar melhor.

A roupa nova do rei

Outro conto de Hans Christian Andersen que mostra o poder da vergonha. Uns golpistas enganam o rei fazendo-o acreditar que podem desenhar um traje que somente as pessoas inteligentes podem ver. Temendo parecer burro, o rei coloca “o traje” e sai para a rua completamente pelado. Muitos dos seus súditos por medo do que possam dizer deles afirmam que “enxergam o traje”, até que uma criança inocente confessa que o rei está nu.

Esse maravilhoso conto ensina a influência que uma mentira pode chegar a ter. Tanto o rei como sua cidade enxergam o que outros dizem enxergar. E fazem isso por sentirem medo de parecerem burros, quando o que realmente os fazem burros é o medo e a vergonha.

Chapeuzinho Vermelho e o lobo

Esse talvez é o conto infantil  mais clássico do Ocidente. Existem inúmeras versões. Basicamente narra a história de uma criança que é enganada por um lobo enquanto precisa cruzar o bosque. Apesar de ter a avó devorada pelo lobo, consegue sair vitoriosa graças a ajuda de um amável lenhador.

A moral desse conto enfatiza principalmente a importância de obedecer os pais. Por outro lado, fala do engano como ferramenta a serviço dos malvados. Finalmente, projeta a existência de salvadores que podem reverter a situação.