Que tipo de pai você é

26 de outubro de 2017

Que tipo de pai você é? Segundo a psicologia moderna existem quatro tipos de paternidade que se diferenciam pela relação pai-filho. Essas quatro categorias são: autoritativo, autoritário, permissivo e negligente.

É importante destacar que todas as relações familiares são diferentes e , portanto, não existe uma receita única de como ser pai. Com este breve guia você poderá identificar qual o estilo que predomina em você na hora de educar seus filhos.

Não me cabe conceber nenhuma necessidade tão importante durante a infância de uma pessoa quanto a necessidade de se sentir protegido por um pai

– Sigmund Freud –

4 estilos de paternidade: Que tipo de pai você é?

Pais autoritativos

É o estilo de paternidade que conta com mais aceitação, e que é considerado o mais efetivo. É fácil reconhecer um pai autoritativo porque acredita nas capacidades de seu filho e pode apoiá-lo em qualquer situação.

Os pais autoritativos se encarregam de criar um ambiente saudável e seguro para a família, e procuram fortalecer uma relação enriquecedora entre eles e seus filhos.

Como saber se você é um pai autoritativo

  • Seus filhos tem conhecimento de rotinas e das regras da casa?
  • Existe alguma consequência por não respeitar alguma das regras estabelecidas dentro da organização familiar?
  • Seus filhos têm bem claro quais são as expectativas à respeito de seu comportamento? Essas expectativas são realistas?
  • Você tem uma comunicação constante e eficaz com seus filhos? Eles sabem que podem falar com você sobre qualquer coisa sem medo de serem julgados?
Pai ajudando seu filho na tarefa escolar

Pais negligentes

Essa categoria de pais é perigosa. Não existe uma relação estável e real com os membros da família. Os pais negligentes tem comportamentos que atentam contra uma saudável convivência e a comunicação verdadeira com a família.

Como saber se você é um pai negligente

  • Você se mantém distante das necessidades físicas e emocionais de seus filhos?
  • Tem alguma ideia do que está acontecendo na vida de sua família?
  • Sua casa é um lugar seguro para seus filhos onde eles podem compartilhar suas experiências e receber suas opiniões sobre elas?
  • Você passa muito tempo longe de casa? Seus filhos ficam sozinhos por muito tempo?
  • Você inventa desculpas frequentemente para deixar de fazer as atividades com seus filhos?
  • Você conhece os amigos e os professores dos seu filhos?

Pais permissivos

Também são conhecidos como pais tolerantes. Tal como no caso anterior, este tipo de paternidade chega a ser negativa. Esses pais fornecem, mas não exigem uma resposta por parte de seus filhos.

O principal traço de um pai permissivo é que evita o confronto e estabelece poucas regras na convivência do lar. Essa falta de estrutura nas rotinas faz com que os filhos cresçam indisciplinados e sem autocontrole.

Como saber se você é um pai permissivo

  • Existem limites e regras para seus filhos?
  • Você frequentemente adapta as regras para que as crianças estejam sempre de bom humor?
  • Você acredita que é mais importante ser um bom amigo de seu filho do que ser uma figura com autoridade?
  • Você evita contradizer a vontade e os desejos de seus filhos?
  • Você motiva seus filhos a fazerem as coisas esperando uma grande recompensa?

Pais autoritários

Não se deve confundir com autoritativo. Se denomina assim porque os pais exigem demais, porém não estimulam a boa conduta. Os pais autoritários dão pouca importância ao diálogo e à negociação entre eles e os filhos.

As regras familiares são inflexíveis e as expectativas dos progenitores são demasiado altas e pouco realistas. Costumam recorrer ao castigo para levar seus filhos a obedecer.

pai bravo apontando o dedo para a filha; pai repreendendo sua filha

Como saber se você é um pai autoritário

  • Existem regras muito restritas em casa, que você acredita que devem ser respeitadas sem importar as circunstâncias ou mesmo as situações?
  • Se os seus filhos peguntam o porquê de uma determinada regra você responde com algo mais ou menos assim “por que eu quero”?
  • Você evita dar opções a seus filhos quando se trata de tomar decisões sobre suas próprias vidas?
  • Frequentemente você usa o castigo como um meio de forçar seus filhos a fazerem o que você quer?
  • São raras as suas manifestações de afeto e estímulo diante das boas ações deles?

E você, que tipo de pai é?

O ideal é ser um pai autoritário e misturar todas as condutas positivas que cada estilo de paternidade tem. Ainda que seja fundamental conservar a autoridade você pode optar por uma disciplina positiva através da comunicação adequada.

Ser pai é uma lição que dura a vida toda. Procure aprender sempre com seus erros e conservar seus acertos. Assim, sua vida familiar será muito mais saudável e satisfatória.