Papai, você também está grávido

28 Julho, 2018
Talvez você não ganhe uma barriguinha, mas papai, você também está grávido. Em nove meses, você vai se tornar pai de um ser humano, uma pessoinha que irá transformar o seu mundo e lhe dar as maiores alegrias e orgulhos da sua vida.

É sua responsabilidade criar esse vínculo amoroso com seu filho e estar lá para apoiar sua parceira no processo de gravidez e parto. E, embora no início você fique cheio de dúvidas, ansiedade e muito medo, desde o primeiro dia não hesite em aproveitar cada segundo desse momento, especialmente se você for um papai de primeira viagem.

Pode ser que a mãe seja o centro das atenções, mas a gravidez se complicaria sem você. Você é o apoio e a fortaleza da sua parceira. Seu dever é ser compreensivo, carinhoso e companheiro. Você aprenderá a ser papai com cada acerto e erro.

Às vezes, não é fácil para o pai se envolver na gravidez, especialmente nos primeiros meses. No entanto, desde o início a mãe pode facilitar esse laço. Como fazer isso?

Como envolver o pai na gravidez

Comunicação

Converse com seu parceiro e expresse as expectativas, os medos e as projeções que você tem antes da chegada do bebê. Faça com que ele se sinta como outro protagonista da história. Troquem opiniões e medos que o novo papel pode trazer. Não diminua ou perca detalhes de eventos e transformações que ele também vai querer experimentar durante a gravidez. Durante a gravidez, mais do que em outro momento, faça com que ele se sinta seu melhor amigo e cúmplice.

também está grávido

Mimos e conversas com o bebê

No início, pode ser que o pai esteja um pouco tímido ou hesitante em falar ou ainda de fazer carinho no bebê que está na sua barriga. Especialmente se ele for pouco expressivo. Nesse caso, os momentos de intimidade e companhia mútua são ideais para conversar, demonstrar afeto e, por fim, iniciar o relacionamento com seu filho no ventre materno. Além disso, os médicos recomendam a estimulação do bebê no ventre com o propósito de estabelecer laços emocionais e contribuir para o bom desenvolvimento do feto.

Papai, você também está grávido. Não duvide disso nem por um momento. Seu carinho e disposição são necessários para que o seu filho cresça saudável.

Durante a gravidez a mãe estará muito sensível devido à transformação física que está enfrentando. Uma maneira de reduzir as tensões e incentivar os laços familiares é fazendo mimos e carícias na mãe e estimulando o bebê. Demonstre o amor que sente pela sua família sem ter vergonha.

Sem pressão

A mãe não é a única grávida, o pai também está. Ele também passa por um processo de transformação que mesmo que seja diferente, não é menos significativo. Cada membro do casal experimenta emoções diferentes, mas igualmente importantes. Portanto, não subestime as reações de seu parceiro e, sem pressão, mostre o caminho da paternidade.

Uma atitude proativa da mãe, em vez de somente reagir ou reclamar das situações, fará com que se consiga melhores resultados. Mãe, não pressione, pois cada pessoa tem o seu tempo.

Consultas médicas e participação no parto

As consultas médicas são os pré-aniversários do seu bebê. Cada consulta gera ansiedade e emoção ao ver o crescimento do bebê. É a assistência a cada mês para verificar os aspectos importantes no desenvolvimento da gravidez. Cada consulta é única e sempre traz surpresa e muita aprendizagem. Vá às consultas médicas com o seu companheiro, especialmente àquelas em que se realizarão ultrassons ou exames especiais.

O envolvimento do pai no parto também é uma discussão relevante. Saber o seu interesse em presenciar o parto, quais tipos de curiosidade ele tem e determinar se estará presente ou não vai ajudá-lo a se envolver.

também está grávido

Celebração de um chá de bebê e escolha do nome

A comemoração de um chá de bebê, assim como a decoração do quarto e a compra dos primeiros brinquedos, são bons momentos para fazer o pai se sentir o rei do momento. Se ele quiser, o inclua na organização dos eventos com atividades que ele gosta.

Decidir o nome do bebê também é uma questão do casal, mesmo que qualquer acordo seja válido. Às vezes o pai deixa que a mãe escolha o nome. Outras vezes é a mãe quem dá ao pai a tarefa de selecionar o nome do seu filho.

A gravidez é um tempo para ser desfrutado com todos os seus altos e baixos. Esteja presente em todo o processo oferecendo apoio, companheirismo e boa atitude. Ser pai é um evento único e maravilhoso.