Para ser uma boa mãe, eu preciso mudar

29 Agosto, 2018
Os sentimentos de uma futura mãe podem ser muito variados. Na maioria dos casos, podemos não nos sentir preparadas. Assim, acabamos querendo mudar muitas coisas antes de nosso bebê chegar.

Leia esses sentimentos relatados por uma mãe, talvez você já tenha se sentido assim alguma vez.

Desde que eu conheci seu pai, minha vida mudou. Embora devo admitir que minha vida tenha começado a mudar um pouco antes de nos juntarmos. Esse processo de transformação me ajudou a encontrar o homem que eu amo. Com esse homem, estou formando uma família e é ele quem vai transformar em realidade meu ardente desejo de ser mamãe, a sua mamãe.

Eu admito que desejo, assim como a maioria das mulheres do planeta, ser mãe. Quero ter meu filho em meus braços e amá-lo como mais ninguém nesse mundo. Sonho com os momentos de amamentar, dar banho, beijar meu filho, observar como ele dorme, ver o sorriso dele todas as manhãs e até secar as lágrimas do meu pequeno com meus beijos.

Desejo ser mãe, mas não somente isso. Eu desejo ser a melhor mãe do mundo, a melhor mãe para o meu filho. Quero ser uma mãe que consegue guiar o próprio filho com clareza suficiente, bom humor e carinho. Uma mãe que consegue fazer o filho desenvolver todas as potencialidades para que possa aprender o significado e o real valor da liberdade, da beleza, do trabalho honesto, do sorriso sincero, da honestidade, do tempo em família, do tempo para si mesmo e do amor verdadeiro.

Quero que meu filho, além de exemplar, seja feliz. E a cada dia, a passos largos, compreendo que nós, seres humanos, aprendemos mais com o exemplo que com as palavras. Assim, minhas reflexões me motivam a me transformar em um bom exemplo. Por isso que agora. mais do que nunca, sei que para ser uma boa mãe, tenho que mudar.

boa mãe

Para ser uma pessoa melhor é preciso mudar

Honestamente, penso que sou uma boa pessoa. Mas minha sinceridade também me permite ver que sou cheia de defeitos e que preciso melhorar. Estou convencida de que todos os dias temos a oportunidade de melhorar como seres humanos, de corrigir nossas falhas, para, assim, conseguirmos nos transformar nessa pessoas que desejamos e que ainda está em construção.

Uma das melhores lições que aprendi é que a vida é sinônimo de mudanças. As circunstâncias sempre vão mudar, e o mundo em si está constantemente transformação. Nós também devemos viver assim porque de outra maneira as mudanças vão nos arrastar com sua força mesmo quando não quisermos.

O melhor processo de mudança é aquele que praticamos de maneira consciente. É aquele que nós mesmos provocamos e vamos realizando pouco a pouco, no nosso próprio ritmo e com alegria.

Estou convencida de que devo cultivar minhas virtudes, como a doçura e a delicadeza. Temo que com o tempo tenha perdido um pouco de ambas, devido ao contato intenso que tenho com esse mundo dominado por homens e mulheres que competem ferozmente no mercado de trabalho, no qual entrei desde que me formei com muito sucesso, mas que me tornou um pouco seca.

De outra forma, não teria conseguido ter deixado para trás tantas pessoas para continuar subindo e avançando no meu trabalho. Mas agora, agora que estou formando uma família e que o desejo de ser mãe, e não somente mãe, mas uma mãe excelente, se aflorou mais do que nunca em mim, de novo repenso e encontro centenas de aspectos que ainda preciso moldar.

boa mãe

Estou preparando um lar para receber você

Sinto que seu pai fez com que aflorassem em mim milhares de aspectos dos quais eu havia me esquecido. Mesmo que o amor dele faça a ternura reaparecer, eu percebo também que me falta firmeza em vários aspectos. A firmeza não precisa, nem deve, ser brusca. Ela pode ser doce e amável.

Eu tenho muitas lições a aprender e também sinto que tenho muito a ensinar a você, meu filho. Estou guardando na memória milhares de momentos doces para sempre ter um sorriso para dar a você e também estou repensando minha personalidade para que você me veja como uma mãe cheia de virtudes. Sou uma mulher que está em processo de transformação, uma mulher que se prepara para ter você nos braços.

Eu me preparo para receber você no lar que você merece porque estou convencida de que as almas escolhem aqueles que serão seus pais ao nascer. Quanto mais amorosos forem os lares e quanto mais desejados forem os filhos, mais elevadas serão as almas que vão encarnar nos bebês que estão para chegar.

Eu li isso em um livro e acredito fielmente nessa afirmação. Assim como acredito que a vida é sinônimo de mudança. Por isso, meu filho, antes da sua chegada eu me transformo em uma mulher melhor para, como consequência disso, ser a melhor mãe para você e para acompanhar você nesse processo de aprendizagem que se chama vida.

  • Bowlby, J. (1986). Vínculos afectivos: formación, desarrollo y pérdida. Madrid: Morata.
  • Bowlby, J. (1995). Teoría del apego. Lebovici, Weil-HalpernF.
  • Garrido-Rojas, L. (2006). Apego, emoción y regulación emocional. Implicaciones para la salud. Revista latinoamericana de psicología, 38(3), 493-507. https://www.redalyc.org/pdf/805/80538304.pdf
  • Marrone, M., Diamond, N., Juri, L., & Bleichmar, H. (2001). La teoría del apego: un enfoque actual. Madrid: Psimática.
  • Moneta, M. (2003). El Apego. Aspectos clínicos y psicobiológicos de la díada madre-hijo. Santiago: Cuatro Vientos.