Pare de gritar em casa: siga estes conselhos

25 de janeiro de 2017

Gritar em casa é algo corriqueiro para muitos pais de família porque chegaram ao limite no controle da situação com seus filhos. Entretanto, mesmo chegando a tal ponto é possível reverter esse problema e conseguir um ambiente mais pacífico e respeitoso.

Quando uma criança fica acostumada com os gritos e a ira dos pais, pouco a pouco ela deixa de reagir a isso e começa a desenvolver “defesas” em relação à fala e forma de agir dos pais. Siga estes conselhos para que você não tenha que gritar sempre para ter o controle de uma situação.

Pare de gritar em casa e desenvolva seu autocontrole

1. Comprometa-se com seus filhos a ter um tom de voz moderado e respeitoso. A forma mais acertada de fazer que suas crianças conversem no tom desejado é você começar dando exemplo e falando com elas com calma e respeito. Incluindo quando a situação lhe tirar do sério.

2. Aprenda a manejar suas emoções com controle. Você é o modelo de comportamento que seus filhos vão ter e isso vai lhe ajudar a dominar seus sentimentos e reações. As crianças aprendem sobre empatia quando você mostra a conduta adequada e as práticas. Uma criança aprende a falar em um tom de voz ruim quando você faz isso com eles.

3. Lembre-se que crianças agem como crianças. E portanto são pessoas com comportamento imaturo, porque simplesmente seu “trabalho” é ser criança. O córtex cerebral se desenvolve por completo na idade adulta e enquanto isso não acontece você deve acompanhá-los durante seus momentos de ira e indicar a forma de como controlar isso e viver com maior tranquilidade.

4. Demonstre que você entende eles quando lhe expressam um sentimento. Se você dá a entender que entende como eles se sentem perante determinada situação, eles saberão que não é um problema se sentir assim. O entendimento faz com que para as crianças seja mais difícil chegar a seus limites e ter reações pouco saudáveis.

15161281281_81ea3f74db_n

5. Não guarde ressentimentos. Se você tem algo a dizer ou se teve um dia ruim, relaxe antes de interagir com os outros. Acumular emoções e pensamentos negativos facilita encontros irracionais com seus filhos e outros membros de sua família; procure permanecer em um estado de equilíbrio para tomar as rédeas da situação.

6. Lembre de ter sempre presente a perspectiva de seus filhos. Quando você estabelece uma regra ou corrige um comportamento, não esqueça de ter em conta também a visão de seus filhos. O ideal é tentar que seus filhos se ajustem de forma natural às suas regras e não que sejam obrigados a isso só porque você manda.

7. Fique em silêncio nos momentos de maior ira. Se você está alterado emocionalmente, evite reagir de uma forma agressiva. Se você não consegue controlar suas palavras, ficar em silencio é a melhor escolha. Respire profundamente, pense em algo relaxante e evite dizer coisas que machuquem seus filhos nesse momento de irritação; as palavras podem ter impacto negativo em sua relação com seus filhos se elas não são bem escolhidas.

8. Evite as situações estressantes. Se você sabe que o momento de sair de casa às pressas pela manhã vai desencadear uma situação negativa prepare as coisas no dia anterior para fazer tudo calmamente. Caso você saiba que uma discussão pode surgir quando você faz o dever com seus filhos, pense em formas diferentes de abordar a ocasião ou peça apoio do resto de sua família nesse momento.

7939880138_978312758d_n

9. Realize alguma atividade física em família. O exercício é uma forma mais efetiva para canalizar suas tensões e as de sua família. Depois de meia-hora de exercício seu corpo e mente estarão muito mais relaxados para conviver de forma saudável. Criando uma prática cotidiana com esse exercício familiar você vai melhorar a relação com seus filhos e futuras conversas sobre situações difíceis.

10. Dê espaço quando seja conveniente.  Caso você tenha chegado ao seu limite e há a possibilidade de uma alteração além da conta, dê um espaço entre você e seus filhos enquanto medita um pouco e aborda o problema de forma objetiva. Novamente: evite falar enquanto você não está legal porque isso pode causar impacto indesejado por causa das palavras usadas. Respire, acalme-se e dê um tempo se for necessário.