Podemos comer atum enlatado durante a gravidez?

Nem todos os tipos de atum enlatado podem ser consumidos durante a gravidez. Vamos dizer quais devem ser evitados e aqueles cuja ingestão não oferece riscos.
Podemos comer atum enlatado durante a gravidez?
Saúl Sánchez Arias

Escrito e verificado por o nutricionista Saúl Sánchez Arias.

Última atualização: 28 janeiro, 2023

Durante o período de gestação, é preciso prestar mais atenção à alimentação. Tenha em mente que um erro neste momento pode condicionar a saúde do bebê e seu desenvolvimento futuro. Nesse sentido, você deve saber que existem alguns alimentos que são restritos, pois contêm certas toxinas. É por isso que vamos contar se é possível comer atum enlatado durante a gravidez.

Antes de começar, é necessário enfatizar que os peixes são benéficos para a saúde em geral. Os azuis são especialmente valorizados por seu conteúdo de ácidos graxos insaturados, que são nutrientes de alta qualidade. Além disso, possuem vitamina D em seu interior, elemento deficiente em grande parte da população. No entanto, as variedades maiores podem conter metais pesados.

É possível consumir atum enlatado durante a gravidez?

O atum enlatado é um alimento recomendado para quase todos os tipos de dietas. No entanto, não é recomendado para gestantes devido à presença de mercúrio no interior do animal. Esse mineral se acumula no tecido adiposo, passa para o feto e pode causar problemas em seu desenvolvimento. Isso é evidenciado por uma pesquisa publicada no The International Journal of Occupational and Environmental Medicine.

De fato, o atum tem concentrações de mercúrio superiores às de outros grandes peixes oleosos, como o salmão.

Da mesma forma, deve-se notar que é melhor evitar também outras espécies de peixes durante a gravidez, como imperador, lúcio, tubarão e atum rabilho. Além disso, é necessário ter cuidado com alguns peixes brancos, como a merluza e o tamboril, embora neste caso o problema tenha a ver com a possível presença de anisakis no interior.

O atum concentra mercúrio em seu interior. A esse fato, devemos acrescentar que a lata pode liberar restos de outros compostos que não são muito benéficos para a saúde do feto, por isso é melhor evitá-lo durante a gravidez.

Existe a possibilidade de introduzir atum na dieta durante a gravidez

Apesar de termos dito que é melhor evitar o atum enlatado durante a gravidez, existe a opção de consumir este peixe com segurança. O que você deve fazer é recorrer a uma espécie específica conhecida como albacora. Ela é muito menor do que o atum rabilho, então sua concentração de mercúrio será muito menor.

É um peixe seguro e muito benéfico para a saúde, pois possui ácidos graxos da série ômega-3. Esses compostos demonstraram ajudar no desenvolvimento do sistema nervoso da criança e estão, inclusive, associados a um menor risco cardiovascular na idade adulta. Além disso, previnem o aparecimento de patologias complexas que têm como mecanismo subjacente a inflamação.

Como consumir atum com segurança?

Como você viu, é possível introduzir atum albacora na alimentação da gestante. Nesse caso, o melhor é recorrer às conservas e priorizar sempre as que vêm em potes de vidro em detrimento das enlatadas. Claro, é necessário ler o rótulo para verificar se não possuem excesso de sal e aditivos.

Patê de atum

Outra opção é comprar patê de atum. Não é o melhor dos alimentos, mas seu perfil de segurança é alto, pois passa por um processo de pasteurização. Este alimento fornece proteínas de alto valor biológico e pode ser benéfico se não contiver conservantes ou corantes.

Empanadas ou patê de atum são duas das opções seguras para comer durante a gravidez. No primeiro caso, é positivo que o peixe também seja combinado com outros alimentos como ovos ou vegetais, que são de boa qualidade nutricional.

Empanada de atum

A última das alternativas é a empanada de atum, já que normalmente é feita com atum enlatado. Além disso, combine este peixe com outros alimentos de alta densidade nutricional, como ovos e vegetais.

É possível consumir atum enlatado durante a gravidez, mas não qualquer um

Conforme discutido, algumas variedades de atum enlatado podem ser consumidas durante a gravidez. Obviamente, é fundamental evitar o atum rabilho e os outros tipos de peixes mencionados, pois podem colocar em risco a saúde do feto.

Tenha em mente que garantir uma ingestão regular de ácidos graxos ômega-3 será essencial para garantir o bom desenvolvimento nervoso da criança. Com essa estratégia, reduz-se o risco de o bebê sofrer de patologias do espectro do autismo ao nascer.

Pode interessar a você...
Posso comer frutos secos durante a gravidez?
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Posso comer frutos secos durante a gravidez?

É possível incluir frutos secos na dieta durante a gravidez. São alimentos benéficos carregados de nutrientes essenciais.


Todas as fontes citadas foram minuciosamente revisadas por nossa equipe para garantir sua qualidade, confiabilidade, atualidade e validade. A bibliografia deste artigo foi considerada confiável e precisa academicamente ou cientificamente.


  • El-Badry, A., Rezk, M., & El-Sayed, H. (2018). Mercury-induced Oxidative Stress May Adversely Affect Pregnancy Outcome among Dental Staff: A Cohort Study. The international journal of occupational and environmental medicine9(3), 113–119. https://doi.org/10.15171/ijoem.2018.1181
  • Martins, B. P., Bandarra, N. M., & Figueiredo-Braga, M. (2020). The role of marine omega-3 in human neurodevelopment, including Autism Spectrum Disorders and Attention-Deficit/Hyperactivity Disorder – a review. Critical reviews in food science and nutrition60(9), 1431–1446. https://doi.org/10.1080/10408398.2019.1573800

Os conteúdos de Sou Mamãe servem apenas para fins educacionais e informativos. Em nenhum momento substituem o diagnóstico, o aconselhamento ou o tratamento de um profissional. Em caso de dúvida, é recomendável consultar um especialista de confiança.