É possível ensinar uma criança a fazer amigos?

Os segredos para fazer novas amizades são variados. De fato, podem ser necessárias certas habilidades que as crianças são capazes de aprender em casa. Descubra como ajudar seus filhos nesse aspecto.
É possível ensinar uma criança a fazer amigos?

Última atualização: 30 Junho, 2021

É possível ensinar uma criança a fazer amigos ao ajudá-la a ser uma boa amiga. Esse trava-línguas pode muito bem servir de guia para muitas das mães que educam seus filhos sobre a importância das relações sociais. Não é fácil, nesse século cheio de individualismo e competição, encontrar um verdadeiro amigo em nossos semelhantes, mas é algo possível.

Neste espaço, vamos dar orientações sobre como ensinar seu filho a fazer amigos.

Os primeiros amigos

Os primeiros amigos do seu filho são objetos inanimados. São aquelas bonecas que você coloca ao lado do bebê no berço ou no chão para que ele se entretenha e melhore suas habilidades motoras.

Os primeiros amigos são comprados e não escolhidos. São os pais que cuidam dessa tarefa.

Embora outra pessoa possa pensar que os brinquedos não podem ser considerados amigos, em termos de companheirismo e estímulo emocional, eles ganham essa posição.

Os melhores amigos

Os melhores amigos de uma criança são seus pais, embora muitas vezes ela não saiba disso. Mamãe e papai são as pessoas que irão apoiar, aconselhar, perdoar e nunca decepcionar. Amigos como os nossos próprios pais não existe em lugar nenhum do mundo.

Há também bons amigos que a criança faz à medida que começa a interagir com o mundo ao seu redor.

Na creche, os pequenos podem encontrar alguns amigos, assim como no parque, no zoológico, na praia, etc. Mas esses primeiros amigos, embora os chamemos assim para lhes ensinar o que é a amizade, deixam de ser seus amigos assim que vamos embora do lugar onde estamos.

Quando se tem 1 ou 2 anos, os amigos variam muito.

Outro grupo de melhores amigos são os chamados “amigos imaginários”. Figuras que só a criança vê e que a mãe tem que levar até nas férias. São amigos maravilhosos.

Então, quando a criança começa a crescer e a encontrar afinidades em termos de caráter ou gostos, é aí que ela começa a fazer verdadeiros amigos. Pessoas que ela vai procurar para conversar, brincar e se divertir.

É possível ensinar uma criança a fazer amigos?

 

Para uma criança aprender a fazer amigos, tem muito valor o ensino e o apoio que ela tiver recebido da família.

Se a mãe critica seus colegas de classe, fica lembrando constantemente que eles não pertencem ao mesmo status social ou os discrimina por causa de aspectos como raça, religião e cultura, será difícil para a criança estabelecer uma amizade verdadeira com alguém.

Outro ponto a se ter em mente é que o ensinamento do que é a amizade deve começar a partir da primeira infância. As crianças devem ser expostas, fora de casa, para que possam interagir com outras crianças e se sentirem à vontade com elas.

A socialização durante a infância é a base de uma vida adulta cercada de amigos.

Quais valores transmitir a uma criança para que ela aprenda a fazer amigos?

Você pode ensinar uma criança a fazer amigos ao ensinar a ela, desde cedo, a importância da amizade. É necessário explicar que ela deve dividir brinquedos e lanches, não deve bater nos outros nem morder ou puxar seus cabelos, e sim para ser afetuosa e ajudá-los.

Quando estiver maior e começar a frequentar a escola, a criança agregará valores como sinceridade, carinho, apoio e empatia.

Você deve explicar ao seu filho que é possível fazer amigos ao encontrar um equilíbrio de caráter, não importa se há discordâncias sobre um ou outro assunto, o fundamental é chegar a um acordo e mostrar as diferenças com respeito.

Os amigos devem ser perdoados. Um bom amigo será aquele que esquecerá sua culpa e não ficará guardando-a para quando precisar lembrá-la a você. Aos amigos não “pagamos na mesma moeda”. Eles devem ser perdoados por seus erros e se deve conversar abertamente sobre isso.

Entre amigos não pode haver agressividade, egoísmo, intolerância ou conflitos que prejudiquem a relação.

Conhecimentos desse tipo devem ser transmitidos ao seu filho à medida que ele cresce e de acordo com os relacionamentos que mantém.

Os anos passarão e colocarão muitos amigos em seu caminho. Alguns vão durar a vida toda, outros acabarão sendo esquecidos com o tempo.

Cada vez que seu filho começar uma amizade, ele vai compartilhar experiências de todos os tipos: boas e ruins, o que o ajudará a diferenciar entre um bom amigo e um colega, um conhecido, um vizinho, um colega de trabalho, um cúmplice, etc.

Você terá que estar ao lado dele para explicar cada uma dessas categorias e apontar, quando necessário, quem é e quem não é seu amigo.

Pode interessar a você...
Meu filho tem dificuldade para fazer amigos
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Meu filho tem dificuldade para fazer amigos

Algumas crianças têm dificuldade para fazer amigos. Para ajudá-las a socializar, precisamos conhecer a causa dessa dificuldade a fim de propor solu...



  • Bagwell, C.L., & Schmidt, M.E. (2011). Friendships in childhood and adolescence. Nueva York: The Guilford Press.
  • Coplan, R.J, & Arbeau, K.A. (2009). Peer Interactions and Play in Early Childhood. Enn K.H. Rubin, W. Bukowski, & B. Laursen (Eds.), Handbook of peer interactions, relationships, and groups (pp. 143-161). Nueva York: The Guilford Press.
  • Gifford-Smith, M.E. & Brownell, C.A. (2003). Childhood peer relationships: Social acceptance, friendships and peer networks. Journal of School Psychology, 41, 235-284.
  • Schneider, B.H. (2012). Los niños a quienes les cuesta hacer amigos. Conferencia impartida en el Ciclo de Conferencias “Los Lunes en Familia” organizado por el Máster Universitario en Intervención y Mediación Familiar. Universidad Jaume I.