Pródromos do parto: o que é isso?

28 de novembro de 2017

Os pródromos do parto são as primeiras contrações que anunciam a chegada do nascimento. Os sintomas podem durar dias ou horas. Além disso, eles se apresentam de maneiras diferentes nas mulheres.

Preparando o colo do útero

O trabalho dos pródromos é amadurecer o colo do útero para o momento do parto. Nessa fase, o bebê começa a encaixar sua cabeça e fazer pressão sobre o colo do útero. Dessa maneira, o colo do útero vai cedendo.

Um colo pronto é aquele que parece flácido ao tato do especialista. Quanto mais maduro estiver o colo do útero, mais rápida será a dilatação.

A partir da 30ª semana, as grávidas sentem contrações. Estas são conhecidas como “Braxton Hicks” e sua função é preparar o útero para o processo do parto.

Nessa fase, é possível sentir o endurecimento da barriga por alguns momentos. Acompanhado por uma leve pressão vaginal.

pródromos do parto

Diferentemente dos pródromos, as “Braxton Hicks” não provocam dor nem incômodos. Em alguns casos, passam despercebidas pelas mulheres. Ao passo que os pródromos se manifestam com desconfortos.

Como reconhecer os pródromos do parto

Os pródromos do parto são contrações irregulares. Não apresentam um padrão comum ou mesma intensidade. Costumam durar entre 15 e 45 segundos, podendo chegar até um minuto de contrações.

Existem muitas variáveis que definem os sintomas dos pródromos: a posição do bebê, a condição da mãe e sua tolerância à dor. Os desconfortos são associados a um mal-estar menstrual ou dores nos rins.

Outra condição importante é que os sintomas podem variar de um parto para outro. Os pródromos em mães de primeira viagem são  diferentes dos segundos ou terceiros partos.

As contrações dos pródromos variam de intensidade. Algumas podem provocar muito dor e, em seguida, diminuir. Ao passo que outras podem passar quase despercebidas. O ciclo pode ser de amplo espaço de tempo entre as contrações.

O importante é ficar atenta a qualquer padrão que possam seguir. Porque assim que as contrações se tornam regulares, é possível falar de trabalho de parto. As contrações do parto ocorrem a cada 4 ou 5 minutos aproximadamente.

Os pródromos do parto costumam se manifestar à tarde ou à noite. Porque é o momento em que se libera oxitocina no corpo. Conhecida como o hormônio antiestresse ou de relaxamento.

Alguns especialistas recomendam aumentar as atividades físicas nessa fase. Isso vai ajudar para que as contrações se tornem mais intensas, aproximando o trabalho de parto.

O que fazer diante dos pródromos do parto

Não é preciso ir para o hospital.Sobretudo no caso das mães de primeira viagem, os pródromos são confundidos com contrações de parto. O que, consequentemente, faz a mãe ir de imediato para o hospital.

É importante reconhecer os sintomas para identificar o tipo de contração. Se as contrações não forem regulares, em tempo e intensidade, não há trabalho de parto.

As contrações do parto ocorrem a cada 7, 5 ou 3 minutos. Em geral, apresentam o mesmo índice de dor ou vão aumentando. Além disso, podem desencadear a expulsão do tampão mucoso ou o rompimento da bolsa.

pródromos do parto

Praticar a respiração.Durante do pródromos do parto é um bom momento para praticar as técnicas de respiração.

Se a contração for fraca, é possível recorrer à respiração abdominal. Ela ajuda a relaxar o corpo e a mente.

Quando as contrações se intensificam, é recomendável fazer respirações peitorais. Inspire pelo nariz e encha o peito. Em seguida, expulse o ar pela boca. Esse exercício contribui para controlar a dor.

Descansar e se hidratar

Descansar. Levando em consideração que os pródromos são irregulares, as mães devem aproveitar para descansar quando não sentirem contrações. Dessa maneira, o corpo se recupera e recarrega as energias.

Algumas grávidas preferem caminhar ou se exercitar nos momentos em que não sentem contrações. A decisão vai depender do nível de desconforto ou cansaço da mãe.

Manter o corpo hidratado. Em certos casos, as grávidas perdem o apetite durante os pródromos. É importante se lembrar de que eles podem durar horas ou mesmo se estender durante dias. Aumentando a sensação de mal-estar.

Se a mãe não quiser comer, não tem problema. No entanto, é importante se manter hidratada. Ela deve ingerir as quantidades recomendadas de água. E também pode complementar com chás ou bebidas isotônicas.

As refeições leves são recomendadas nesse período. Uma digestão pesada aumenta a sensação de mal-estar físico da mãe.

Conectar-se com o corpo. Como os pródromos anunciam o fim da gravidez, é importante que a mãe se prepare para a chegada do parto. Manter contato com o seu médico ajuda a diminuir a ansiedade.

  • The Rosie Hospital Patient Information. Labor and the latent phase. Cambridge University Hospitals NHS. [Online].
  • Silverthorn. Fisiología humana: un enfoque integrado. 2008. Editorial Médica Panamericana. 4ta edición.