Pulseiras elásticas coloridas: uma moda perigosa?

Algumas substâncias usadas na fabricação dessas pulseiras podem ser prejudiciais à saúde. Descubra quais são seus efeitos neste artigo!
Pulseiras elásticas coloridas: uma moda perigosa?

Última atualização: 04 Maio, 2021

As pulseiras elásticas coloridas, loom bands ou rainbow loom, como também são conhecidas, entraram na moda recentemente e quase no mundo todo.


Especificamente, trata-se de uma moda entre os adolescentes que foi tanto polêmica quanto questionada.

Para que você conheça as nocivas e populares pulseiras elásticas coloridas e mantenha os seus filhos longe delas, decidimos dedicar este espaço em Sou Mamãe ao assunto.

As pulseiras elásticas na moda entre os adolescentes

A moda adolescente é única. Eles adotam estilos que os diferenciam, embora seja verdade que também seguem os padrões que lhes são impostos pela indústria e seus ídolos na mídia.

O grupo do qual fazem parte determina a forma de se vestir, se pentear, usar sapatos e todos os acessórios que vão exibir.

Mas há acessórios que se difundem entre o público jovem e se espalham como um vírus até atingir todos os gostos, até mesmo os mais, digamos, extravagantes.

Contudo, descobriu-se que um desses complementos que recentemente se tornou viral é feito de um material bastante nocivo.

 

Como um germe que se espalha independentemente de etnia, sexo ou idade, a moda dos elásticos coloridos conquistou o coração de crianças, adolescentes e jovens.

Mas como essas simples pulseiras elásticas invadiram as escolas? Nós trazemos algumas respostas. Isso foi possível por causa de:

  • A versatilidade dos tecidos com que são produzidas.
  • Suas ótimas cores.
  • A facilidade com que as pulseiras podem ser feitas.
  • Seu preço barato e acessível.
  • Seus vários designs (animais, estrelas, etc.).

Nos parques, nas ruas e fora das escolas, crianças, adolescentes e jovens se reuniam em grupos para tecer as conhecidas pulseiras.

Em qualquer um desses lugares, eles colocavam em prática uma habilidade ancestral: a de tecer. Além disso, compartilhavam uma atividade em grupo que desenvolve a criatividade e, ao mesmo tempo, se divertiam ao ar livre.

Mesmo as crianças mais retraídas e passivas se misturavam com seus colegas para conversar sobre os vários tecidos e trocar pulseiras.

Se não fosse pelo material nocivo com que são feitas essas pulseiras, poderíamos dizer que essa foi uma boa forma de ganhar a batalha contra os atrativos tecnológicos (mobile, internet, televisão, etc.) que tanto tempo consomem dos mais jovens.

O perigo das pulseiras elásticas coloridas

As pulseiras elásticas coloridas são feitas com ácido ftálico, substância usada na indústria para obter borrachas, plásticos e outros materiais.

Alguns estudos concluíram que o ácido ftálico é cancerígeno e responsável por causar malformações fetais e distúrbios reprodutivos.

 

Essas pesquisas fazem referência ao perigo de pegar uma dessas pulseiras com as mãos e não lavá-las imediatamente.

Porém, além da toxicidade de seu material, as loom bands podem provocar acidentes. As crianças as usam como estilingue ou como elástico para atingir seus colegas, como uma brincadeira.

Essas pulseiras também podem causar problemas de circulação sanguínea. Isso porque se apertarem os pulsos por muitas horas, podem impedir o fluxo sanguíneo para as mãos e os dedos.

Além disso, mamães, as cores dessas pulseiras é um atrativo para qualquer bebê. Então, por serem pequenas e fáceis de moldar, podem ser facilmente engolidas pelos pequenos de casa se por acaso o irmão mais velho esquecer uma delas no chão.

Uma coisa dessas pode provocar asfixia em um bebê e, na pior das hipóteses, até a morte. Você também deve saber que os elásticos não são digeridos pelo organismo. Se o bebê de alguma forma conseguir engoli-los, o material ficará em seu estômago, causando sérios prejuízos à sua saúde.

Pulseiras elásticas coloridas: uma moda perigosa?

As pulseiras elásticas coloridas eram e ainda são uma moda perigosa. Uma das piores características é que são pulseiras consideradas como brinquedos e vendidas como tal ao público mais jovem.

Por isso, em Sou Mamãe, não podemos deixar de alertar sobre todos os riscos que seu filho e sua família podem correr com esses “inofensivos" acessórios.

Pode interessar a você...
O que fazer com as roupas que não servem mais para o meu filho?
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
O que fazer com as roupas que não servem mais para o meu filho?

Quando uma criança cresce e deixa as suas roupas para trás, toda mãe se pergunta: "O que fazer com as roupas que não servem mais para o meu filho?".