Qual é a melhor etapa da vida para a aprendizagem?

· 14 de março de 2019
Há certas idades nas quais as crianças conseguem aprender habilidades que vão acompanhá-las pela vida toda quase que de forma imediata. Todos os detalhes sobre esse assunto estão no artigo a seguir.

Muitas vezes, os pais têm dúvidas em relação a qual é a melhor etapa da vida para a aprendizagem de atividades motoras, a aprendizagem cognitiva ou a compreensão emocional. A seguir, você vai encontrar tudo o que é preciso saber sobre esse assunto.

Não há dúvida de que, quando observamos as crianças em suas atividades diárias e durante as suas brincadeiras, percebemos a rapidez com que elas assimilam e reproduzem as informações que percebem constantemente através de todos os sentidos.

Naturalmente, esse assunto não é nenhuma novidade e tem sido amplamente estudado por áreas como a neurociência, por exemplo. As conexões cerebrais das crianças foram avaliadas e se chegou a conclusões incríveis, as quais queremos compartilhar com você a seguir.

Com todos esses dados, você pode começar a estimular a aprendizagem das crianças para que, dessa forma, elas possam desenvolver o seu potencial ao máximo.

Qual é a melhor etapa da vida para a aprendizagem?

Para explicar qual é a melhor etapa da vida para a aprendizagem, os estudos da neuropediatria desenvolveram um conceito chamado de plasticidade cerebral.

Através da plasticidade cerebral, afirmam que, entre os primeiros meses de vida e os seis anos de idade, a mente e os sentidos das crianças funcionam como uma esponja, absorvendo todas as informações ao seu redor. Além disso, esse processo é realizado de uma maneira muito rápida e natural.

Durante essa fase, as crianças passam por um período sensível de aprendizagem. É uma etapa que, sem dúvida, não deve ser desperdiçada. Especialmente se quisermos que as crianças retenham uma maior quantidade de conhecimentos.

Essa capacidade abrange áreas tais como as habilidades musicais e matemáticas, a coordenação motora, a ligação emocional, o desenvolvimento da memória relacionada à capacidade visual e, certamente, o desenvolvimento da linguagem.

 O que as crianças devem aprender de acordo com a sua idade

O que as crianças devem aprender de acordo com a sua idade?

Embora entre os primeiros meses e os seis anos de vida as crianças tenham uma capacidade extraordinária de aprendizagem, a retenção correta dessas informações varia dependendo da idade.

Do nascimento aos dois anos

No cérebro, há uma estrutura subcortical chamada amígdala que tem múltiplas conexões. Elas fazem com que um indivíduo possa integrar emoções, memórias e sentimentos, o que vai permitir que ele estabeleça grande parte do que será o seu comportamento emocional.

É por isso que, do nascimento até os dois anos, o tipo de tratamento que dermos ao bebê vai permitir que ele desenvolva comportamentos, tais como o apego evitativo, mas também a empatia em relação aos outros, a confiança, o respeito pela autoridade ou o medo.

Vale a pena ressaltar que os laços saudáveis e uma inteligência emocional adequada vão afetar todos os aspectos do desenvolvimento social de um indivíduo. Por isso, os pais devem prestar especial atenção ao tratamento dado às crianças nesse período.

Primeiros meses de vida até os cinco anos

Durante esse período, o cérebro das crianças forma relações entre as imagens de tudo o que as rodeia, seu uso e seu significado.

É graças à visão que as crianças adquirem suas primeiras aprendizagens. Portanto, visualizar luzes, cores, formas variadas e até mesmo a percepção de distâncias ajudam a desenvolver a coordenação motora posteriormente.

Graças à plasticidade cerebral, entre os primeiros meses de vida e os seis anos de idade, a mente e os sentidos das crianças funcionam como uma esponja.

Dos oito meses até os oito anos

A partir dos oito meses, as crianças tentam reproduzir os sons que ouvem do lado de fora, principalmente para conseguir uma comunicação mais direta com os pais ou as pessoas próximas a elas.

Naturalmente, elas primeiramente começam a balbuciar e reproduzir pequenos sons. Por volta dos três anos de idade, atingem a capacidade sintática de formular frases com significado e ordem correta.

Daí em diante até os oito anos de idade, os sotaques e o vocabulário que aprendem com os pais e a escola vão se consolidar de uma forma muito rápida e profunda. Por essa razão, é necessário falar com as crianças corretamente e, também, ensinar novas línguas, assim como infundir o amor pela leitura.

 Dos oito meses até os oito anos

Entre o primeiro ano de vida e os oito anos

Esse período é considerado particularmente especial para que as crianças aprendam a tocar instrumentos musicais. Ao executar atividades que envolvem a coordenação motora, as mesmas áreas do cérebro relacionadas à aprendizagem da matemática são ativadas.

Por essa razão, o raciocínio espacial também estaria sendo estimulado na criança. Esse é um dos requisitos para a aprendizagem correta dessa disciplina.

Em última análise, lembre-se de que os pais devem agir como guias e colaboradores das crianças na sua aprendizagem. Com o seu acompanhamento, as crianças vão conseguir desenvolver um número maior de habilidades e um gerenciamento emocional adequado.

  • Curran, M. A. (2006). Life Cycle Assessment: Principles and Practice. Scientific Applications International Corporation (SAIC). https://doi.org/10.1016/j.marpolbul.2007.03.022
  • Graham-Matheson, L., & MISSING-VALUE, M.-V. (2018). How children learn. In Essential Theory for Primary Teachers. https://doi.org/10.4324/9781315754604-7