Qualidades e educação das crianças superdotadas

· 22 de dezembro de 2017

As crianças superdotadas são um presente da vida. Seres especiais por suas virtudes que surpreendem a ciência moderna e deixam os adultos mais experientes com a boca aberta.

A infância é responsável por inúmeras aprendizagens. Os estímulos recebidos permitem obter esses conhecimentos. No entanto, parece que as crianças superdotadas nasceram já com suas sabedorias.

A abstração

A abstração é uma qualidade inata das crianças superdotadas. Ninguém consegue praticar a abstração como elas, a separação do seu entorno tangível para analisar “desde fora” as particularidades do mundo em que vivem, o raciocínio e os comportamentos humanos.

A observação como bandeira

Quando crianças são capazes de observar, tirar conclusões e aprender sozinhas. As crianças superdotadas têm o dom da observação; elas contam com a paciência e a tranquilidade necessárias para focar sua atenção.

Qualidades e educação das crianças superdotadas

A concentração como aliada

A concentração vem a ser nas crianças com qualidades avançadas parte do seu dia-a-dia. Qualquer tema ou circunstância requer toda a sua análise e concentração. Isso permite que adquiram conhecimentos mais avançados e até especializados sobre qualquer tema.

“As crianças superdotadas se destacam pelo seu raciocínio lógico”

Atentos a tudo e a todos

Quem pensa que as crianças superdotadas, enquanto brincam, não estão prestando atenção a outras coisas, se equivoca. Elas sempre estão atentas a tudo o que está acontecendo.

O raciocínio maduro

Ainda que possa parecer o contrário, as crianças superdotadas são muito maduras. Ainda quando as vezes possam expressar suas discordâncias com pirraças ou ataques de raiva – como qualquer criança -, geralmente, são sérias, responsáveis e dedicadas.

Eles têm a virtude de tirar conclusões muito acima de outras crianças da mesma faixa etária, oferecer soluções novas e contribuir com ideias diferentes das dos outros.

“As crianças superdotadas fazem perguntas incomuns, mas concretas para saciar sua necessidade de aprendizagem”

A sinceridade

A sinceridade das suas palavras às vezes assusta os adultos. Comenta-se que as crianças sempre dizem a verdade, mas, no caso das crianças que têm qualidades avançadas, a sinceridade é um dos seus lemas. Elas não têm filtros para expressar sua opinião ou chamar as coisas pelo nome.

A criatividade

Mesmo com poucos recursos, impedimentos físicos ou de qualquer outra índole, as crianças superdotadas são mais criativas do que outras.

Como sua curiosidade sempre parece ir acompanhada da sua capacidade de inovação, não há sonho que não consigam cumprir ou tarefa que não possam realizar. Sua habilidade de encontrar novos caminhos é sempre brilhante.

Tomada de decisões

Dar respostas imediatas, tomar decisões e resolver problemas com uma eficácia superior aos dos seus companheiros é outra das características das crianças com altas capacidades intelectuais.

Essas crianças aprendem muito mais rápido e de forma mais prematura que seus amigos, por isso às vezes surpreendem seus pais quando analisam e decidem com a mesma maturidade que qualquer outro adulto. 

A perseverança

A perseverança está unida a suas metas e tarefas. Os superdotados não sabem o que é deixar de fazer, procrastinação, irresponsabilidades ou caminhos fáceis. Eles sabem se esforçar e gostam de perseverar até alcançar seus objetivos.

Qualidades e educação das crianças superdotadas 

A criação das crianças superdotadas

Tendo em mente as características especiais das crianças superdotadas, a sua criação também deve ser diferenciada. Essas crianças precisam desenvolver suas capacidades cognitivas ou motrizes até o ponto de alcançar a especialização, mas sem cair no tormento da exigência excessiva.

Não há necessidade de obrigá-las a estudar, forçá-las ou repreendê-las quando não cumprirem as expectativas. É preciso dar a possibilidade para que, de acordo com suas necessidades, elas se desenvolvam. 

No entanto, a criação das crianças superdotadas não deve ser especial apenas no desenvolvimento intelectual ou físico. Essas crianças precisam receber igual ou mais afeto que as demais crianças da mesma idade. É preciso ter em mente que são crianças mais sensíveis e, por isso, as demonstrações de carinho e de atenção às vezes devem ser maiores.

Por outro lado, as crianças superdotadas precisam de liberdade para se expressar, colocar em prática e à prova suas habilidades. Precisam que os adultos lhes deem recursos, momentos e contextos nos quais possam empregar suas capacidades e se comportar da maneira que são.

Claro que não é preciso ocultá-las da sociedade nem os afastar de outras crianças, mas antes de tudo inclui-las na sociedade e no seu grupo. Nesse sentido, é fundamental que os pais se mantenham sempre atentos para que elas não sejam vítimas de rejeição, ridicularização ou de violência.

Além disso, é importante ter em mente que não é pelo fato de a criança ser superdotada que ela deve ser tratada como adulto e pretender que sempre se comporte com maturidade. Elas, assim como qualquer criança, precisam brincar de maneira livre, fazer travessuras e estar rodeadas de outras crianças para aproveitar a infância.