Quando se deve ir ao ginecologista pela primeira vez?

20 Maio, 2018
Normalmente as mulheres procuram o ginecologista quanto sentem algum mal-estar ou incômodo. No entanto, as consultas devem ser periódicas. Na adolescência, a jovem deve ir para tirar dúvidas relacionadas com os ciclos menstruais e a higiene; na fase adulta, para a prevenção de muitas doenças.

Poucas coisas geram tanta inquietação, vergonha e nervosismo quanto ir ao ginecologista pela primeira vez. O fato de ter que tirar a roupa, subir em uma maca e abrir as pernas para um desconhecido, não é algo que todas as mulheres levam na boa, principalmente, em idade precoce.

No entanto, isso é inevitável. É preciso vivenciar essa experiência quando se chega a determinada idade e, a partir de então, esse monitoramento deverá ser feito de forma periódica, por questões de saúde da mulher.

Geralmente, as meninas procuram o ginecologista quando sentem algum incômodo. Contudo, essa decisão deveria ser tomada no momento em que começam a menstruar ou quando dão início à vida sexual. A partir desse momento, as consultas dever ser feitas uma vez por ano.

Para as jovens de 13 a 15 anos de idade, a consulta pode acabar sendo mais desconfortável. Algumas têm medo da posição e outras da dor; nesses casos, é dever da mãe oferecer-lhe a orientação exata. Depois de explicá-la o procedimento, devem definir juntas se o médico será homem ou mulher; essa questão, entre outras, vai trazer tranquilidade e confiança à jovem.

ginecologista e paciente

O que acontece na primeira consulta com o ginecologista?

As consultas com o ginecologista não devem ser adiadas. Na adolescência, elas são importantes porque permitem tirar dúvidas sobre os ciclos menstruais ou a higiene íntima; além disso, permitem avaliar o correto funcionamento dos órgãos genitais. Depois disso, na idade adulta, as consultas são essenciais para detectar ou evitar doenças.

A primeira consulta é de reconhecimento. O médico vai criar a história clínica da paciente e vai fazer os exames pertinentes, dependendo da sua idade e condição. Se ela tiver menos de 17 anos, estiver saudável e não tiver mantido relações sexuais, talvez ele não a submeta a exame físico.

Normalmente, realizam-se os seguintes exames:

  • Controle. Vão ser analisados o peso, o tamanho, a estatura e a pressão arterial.
  • Indagação. O ginecologista vai perguntar sobre a idade da primeira menstruação, o uso ou não uso de supositório ou absorventes, e a manutenção ou não de relações sexuais.
  • Além disso, haverá perguntas sobre o número de companheiros que teve até o momento, a utilização ou não de contraceptivos e a presença de sintomas que indiquem uma doença. Outros dados importantes são os antecedentes de doenças na família, cirurgias prévias, possíveis gestações, entre outros aspectos.
  • Exploração. Os seios vão ser apalpados para descartar a existência de nódulos ou similares. Conforme o caso, pode ser necessário um exame pélvico interior e exterior.
  • Recomendações. O médico vai oferecer o aconselhamento necessário se houver algum diagnóstico ou suspeita.

Qual é o melhor ginecologista e como ir ao ginecologista?

Um médico com trajetória e experiência é o que a maioria das pacientes busca. No entanto, o fundamental é a empatia que o profissional demonstre nessa primeira consulta. Se for amável, sincero, discreto, respeitoso, compreensível e tranquilo, possivelmente vai ser o indicado.

O ideal é escolher um profissional com o qual se possa manter uma longa e amistosa relação. As referências sempre são importantes e, seja quem for, o melhor é se certificar sobre seus estudos e preparo.

Como devo ir ao ginecologista na primeira vez? Sem dúvida, sem angústia nem pressão. O trabalho dele não é julgar, mas sim zelar pela sua saúde. Apesar do que as mulheres podem pensar na primeira vez, não é preciso abusar da higiene nesses dias. Uma higiene habitual, sem ducha vaginal nem cremes, é o melhor.

A decisão de se depilar ou não é totalmente pessoal. No caso de consultas ginecológicas no período menstrual não é aconselhável se depilar, a menos que o doutor assim o indique. Além de complicar a análise médica, pode acabar sendo mais difícil para a mulher.

doutor examinando paciente

Por que é preciso ir ao ginecologista pela primeira vez?

O compromisso ou a responsabilidade de ir ao ginecologista pela primeira vez não acaba na primeira consulta. Embora ele seja livre para programar as consultas quando considerar necessário, a regra é que as revisões para mulheres saudáveis aconteçam uma vez por ano.

Essas revisões podem prevenir o desenvolvimento de doenças como o câncer de colo de útero, uma das doenças mais graves da atualidade. E isso sem contar que apenas o ginecologista está autorizado a cuidar do correto desenvolvimento e funcionamento do aparelho genital.

É fundamental para ficar tranquila ao saber que não há tumores, caroço o qualquer traço de complicação. Se existir algum sinal de alerta, deve-se consultar o ginecologista para agir em seguida.

Ir ao ginecologista pela primeira vez é inevitável. Assim, o melhor que podemos fazer é nos informar, apoiar nossas filhas e acompanhá-las (se elas assim desejarem) para proporcionar-lhes mais segurança e apoio.