Quando se preocupar com a onicofagia?

· 27 de março de 2018
Descubra a seguir quando você deve se preocupar com esse mau hábito e como pode agir a respeito.

A onicofagia pode ser algo muito comum na vida das crianças. No entanto, é necessário tratar a tempo para evitar que o mau hábito permaneça até a idade adulta.

A onicofagia consiste em roer as unhas de maneira constante, por uma razão ou outra. E pode ocasionar problemas de saúde se ocorrer ininterruptamente. Em outras palavras, a perda do controle sobre o comportamento é o que indica que algo não vai bem.

Devemos nos preocupar com a onicofagia quando deixa de ser um comportamento aleatório e, devido à frequência da repetição se transformou num mau hábito.

Quando as crianças roem as unhas, inclusive antes de terem crescido, devemos prestar atenção e intervir. Para isso, a primeira coisa que devemos observar é que pode ser a causa desse comportamento nas crianças.

Causas da onicofagia nas crianças

  • Estresse.
  • Ansiedade.
  • Tédio.
  • Acontecimentos emocionalmente dolorosos, como o falecimento de uma pessoa próxima, briga entre os pais, incertezas pela chegada de um novo irmão, entre outros.

Consequências

A onicofagia pode ocasionar diversos problemas de saúde nas crianças, em maior ou menor intensidade. A seguir vamos comentar os mais comuns. 

Problemas dentários

  • Alinhamento anormal dos dentes. Por causa de uma possível deformação na arcada dentária. Isso implica um nascimento desordenado dos dentes permanentes ou o desalinhamento dos existentes. Para solucionar a deformação será preciso recorrer à ortodontia.
  • Inflamação das gengivas devido aos microrganismos presentes debaixo das unhas. Tais agentes podem gerar infecções inflamatórias como a gengivite, periodontite, entre outras.
  • A onicofagia pode ocasionar dor ao mastigar os alimentos devido a um esforço intensivo da mandíbula.
  • Halitose (mau hálito) devido à falta de higiene ou às infecções bucais.

Problemas digestivos

  • Dependendo da intensidade e da duração do hábito, podem ocorrer casos de obstruções intestinais.
  • Diversos tipos de infecções oportunistas; ou seja, doenças que são causadas por agentes patogênicos que normalmente não são um perigo para o organismo. Salvo em certas situações, como por exemplo, quando o sistema imunológico é ou está enfraquecido.
Quando você deve se preocupar com a onicofagia nas crianças?

Problemas dermatológicos

  • Infecção bacteriana nos dedos. Normalmente nascerá debaixo da epiderme, devido à entrada da saliva através da pele. Por conseguinte, ocorre a inflamação nos dedos e torna doloroso (ou difícil) o seu uso.
  • Dependendo da gravidade, em longo prazo, a onicofagia pode chegar a deformar os dedos e o crescimento das unhas, e inclusive, ocasionar uma perda permanente da unha.
  • Infecções ulcerosas que podem persistir mesmo se as unhas forem arrancadas, mordendo ou machucando a pele da região. Isso pode causar feridas facilmente infecciosas devido à grande quantidade de germes presentes na saliva.
  • Outro problema, sem nenhuma dúvida, é o estético. A onicofagia é desagradável de se ver e isso tem um impacto social negativo.

O que você pode fazer?

Além do fato de morder as unhas ser visto como desagradável, o inchaço dos dedos, as gengivas inflamadas e o mau hálito podem afetar (ainda que não pareça) a autoestima da criança.

Por quê? Isso se deve porque o seu aspecto gera rejeição ou gozações por parte das outras crianças. Por isso, em casos extremos, a criança pode se isolar ou desenvolver transtornos de ansiedade social.

A onicofagia nas crianças é um problema que geralmente requer tratamento farmacêutico mas, devido ao seu caráter compulsivo, é necessário solicitar a ajuda de um psicólogo e procurar iniciar uma terapia positiva.

É muito importante não julgar as crianças e procurar aplicar os conselhos do profissional de maneira coerente. Se nos mantivermos firmes, conseguiremos fazer esse mau hábito desaparecer.

Quando você deve se preocupar com a onicofagia nas crianças?

Mesmo assim, o tratamento da onicofagia vai evitar que as crianças cresçam com problemas e desenvolvam vícios por tabaco, drogas ou outras coisas.

Devemos nos lembrar de que esses hábitos não são mais do que uma via de escape para a tensão acumulada, e a má gestão de emoções e pensamentos.

Não ignore o seu filho e analise sua forma de interagir com ele. Um hábito aparentemente inócuo, como o fato de morder as unhas, pode ser um sinal de alerta de que as crianças precisam de atenção e um melhor cuidado.