Quanto açúcar as crianças devem ingerir?

27 de abril de 2019
O fornecimento de uma boa quantidade diária de alimentos ricos em açúcar manterá a criança em um estado energético estável e de bom humor para realizar qualquer atividade. No entanto, os excessos podem gerar complicações de saúde, tanto a curto como a longo prazo.

A alimentação dos pequenos da casa sempre promove questionamentos nos pais. O mais comum é sobre quanto açúcar as crianças devem ingerir. Tentaremos chegar a uma resposta no artigo a seguir.

Esse componente, se introduzido na dieta diária de forma natural, ajudará a manter as crianças com um ritmo energético adequado. No entanto, é necessário enfatizar que a ingestão de açúcar de forma exagerada pode ser prejudicial à saúde.

O açúcar natural, presente nos frutos, não é igual ao dos refrigerantes. Este último é chamado de açúcar adicionado. As crianças não sabem controlar os impulsos para comer; portanto, é dever dos pais monitorar a dieta delas.

Quanto açúcar as crianças devem ingerir? O açúcar nas refeições diárias 

A glicose é um carboidrato simples e é, em geral, a sacarose consumida diariamente. Uma vez ingerida, permanece na corrente sanguínea e se move para o fígado para produzir energia.

Enquanto isso, o excesso é armazenado e se torna gordura. Por essa razão, é muito importante monitorar quanto açúcar as crianças devem ingerir. A dose diária recomendada para os pequenos é de 17 gramas.

Bons hábitos alimentares, desde cedo, irão acostumá-los a manter uma dieta equilibrada em nutrientes e calorias até a idade adulta.

Da mesma forma, um cardápio saudável é exatamente o que eles precisam para que seu organismo cresça e se desenvolva de maneira saudável.

Por essa razão, é melhor comer açúcares naturais que vêm de frutas ou legumes. Alimentos industrializados, doces e refrigerantes devem ser evitados tanto quanto possível.

mulher comendo algodão doce

O açúcar e os alimentos para crianças

Muitas vezes, você quer agradar as crianças com alimentos comprados no supermercado ou em lojas. Em geral, os pais não sabem quanto açúcar as crianças devem ingerir; então elas podem vir a ingerir esses produtos sem controle.

Esses alimentos geralmente são repletos de gorduras saturadas e têm um excesso de açúcares; embora as crianças amem, são prejudiciais à sua saúde.

A dose diária de açúcar que as crianças devem ingerir é fácil de alcançar consumindo sucos de frutas ou cremes vegetais. Uma boa opção é combinar frutas e alterná-las durante a semana. Dessa forma, a criança se acostuma com os sabores e seu apetite será melhor.

Não é possível evitar que os pequenos consumam alimentos que contenham açúcar adicionado. Estes fornecem a energia que a criança precisa para realizar certas atividades.

Há uma série de alimentos que têm um alto nível de açúcar e são muito atraentes para as crianças. Estes podem ser incorporados na dieta diária, desde que suas porções sejam controladas.

Um exemplo disso são iogurtes, bolachas – no máximo, três por dia –, refrigerantes ou sucos industrializados e leite em pó.

“É muito importante monitorar quanto açúcar as crianças devem ingerir. A dose diária recomendada para os pequenos é de 17 gramas.”

Consequências do alto consumo de açúcar para as crianças

O excesso de açúcar no corpo é negativo para a saúde dos pequenos. Portanto, é importante saber quanto açúcar as crianças devem ingerir.

Acostumá-las desde pequenas a comer alimentos com pouco açúcar e sal irá ajudá-las a valorizar o sabor natural dos alimentos. Se uma criança consome muito açúcar, seu nível de calorias será maior em comparação com o que gasta durante o dia.

Se o consumo ocorrer à noite, provavelmente será difícil conseguir dormir. Como resultado, no dia seguinte a criança vai acordar desanimada, querendo continuar a dormir.

Tudo isso interrompe o desenvolvimento normal de suas tarefas diárias. Além disso, faz com que a criança armazene gordura e comece a ganhar peso.

menina comendo algodão doce

Por outro lado, o pâncreas começa a produzir mais insulina do que o necessário para absorver a quantidade de açúcar depositada no sangue. Tudo isso pode se complicar, produzir hipoglicemia e, em casos extremos, diabetes infantil.

Há também o risco de que o pequeno sofra de doenças cardiovasculares, hipertensão e obesidade. A probabilidade de desenvolver esses problemas aumenta devido ao abuso do consumo de açúcar.

Da mesma forma, crianças com sobrepeso estão mais propensas à resistência à insulina, um precursor da diabetes tipo 2. Se o excesso de gordura na criança aumentar as células com a capacidade de armazenar mais gordura; isso não poderá ser reduzido facilmente no futuro.

Em conclusão, o mais importante é manter uma dieta rica em vitaminas, minerais, proteínas e açúcares naturais. Dessa forma, o crescimento da criança será fortalecido sem prejudicar sua saúde.