Ruptura do tímpano em crianças

17 de junho de 2019
Doenças que afetam os ouvidos são mais comuns em crianças por razões anatômicas. Qual é a gravidade de sofrer uma ruptura do tímpano?

As infecções de ouvido são comuns em crianças. É verdade que essas infecções podem não causar nenhum problema, mas às vezes geram algum contratempo. A ruptura do tímpano em crianças é uma delas. Hoje vamos dar todas as informações que você precisa saber sobre essa condição.

O ouvido das crianças é uma área particularmente sensível, principalmente às infecções. O fato de haver algum inconveniente neles é muito comum, já que as trompas de Eustáquio, existentes no aparelho auditivo, são mais curtas e retas do que as dos adultos.

Esse detalhe anatômico ajuda no desenvolvimento de infecções. De qualquer forma, a infecção não é a única causa provável de um tímpano rompido. Nós descreveremos abaixo mais alguns exemplos.

Causas da ruptura do tímpano em crianças

Há muitas razões que podem acabar causando uma fissura ou ruptura do tímpano. As mais comuns quando falamos de ruptura do tímpano em crianças são:

  1. Infecção do ouvido. Uma inflamação dos canais auditivos, chamada otite, pode levar a uma ruptura se não for tratada a tempo e de maneira apropriada. Uma ruptura pode ocorrer devido ao acúmulo de líquido infectado, que pressiona o tímpano até que ele se rompa.
  2. Presença de corpos estranhos ou traumatismos. As crianças podem ficar tentadas a colocar algum objeto dentro do canal auditivo. Se o objeto em questão atingir a membrana do tímpano, pode produzir uma ruptura.
  3. Mudanças súbitas de pressão no ambiente. As explosões, bem como práticas inadequadas de mergulho ou até mesmo uma descida para pouso abrupta em um avião podem produzir uma fissura da membrana timpânica e, até mesmo, causar uma ruptura total da mesma.

Da mesma forma, algum golpe no ouvido ou acúmulo de água também podem levar a uma dessas situações.

Causas da ruptura do tímpano em crianças

Sintomas

Quando a ruptura ocorrer devido a uma infecção, a criança notará uma diminuição da dor. Isso porque, quando o tímpano se rompe, a pressão que o fluido infectado exerce na membrana é reduzida. Então, você poderá ver que sairá do ouvido um fluido que contém pus e sangue.

Se a causa da ruptura for um trauma, a criança sentirá uma dor aguda que pode ir diminuindo. Também é característico um zumbido constante no ouvido lesionado.

Tonturas, vertigens ou vômitos também podem estar associados à perfuração do tímpano. Esse fato não é menos grave e serve para nos mostrar a importância do ouvido, que é a base do nosso senso de equilíbrio.

“Qualquer inconveniente na audição das crianças é comum, já que as trompas de Eustáquio, existentes no aparelho auditivo, são mais curtas e retas do que as dos adultos.”

É possível prevenir a ruptura do tímpano?

Na verdade, é praticamente impossível evitar a ruptura do próprio tímpano. No entanto, a ruptura do tímpano é reversível.

Praticamente todos os casos podem ser resolvidos sem deixar sequelas, desde que o problema que causou a ruptura da membrana seja mantido longe e evitado. O processo de cura pode durar desde algumas semanas até alguns meses. Um cuidado adequado e consultas ao pediatra podem ajudar a tornar esse processo mais curto.

É possível prevenir a ruptura do tímpano em crianças?

Embora essas dicas não garantam total eficácia, elas podem ajudar a evitar as causas da ruptura:

  • Leve a criança ao pediatra ao menor sinal de infecção: as infecções de ouvido são perigosas. Se não forem tratadas a tempo e da forma correta, elas podem levar a problemas mais graves de audição. Não hesite em levar o seu filho ao especialista assim que suspeitar que ele está com uma infecção.
  • Fique alerta se você ver seu filho inserindo algum objeto no ouvido.
  • Tome cuidado ao encorajar seu filho na prática do mergulho e evite levá-lo a lugares onde ocorrem explosões como fogos de artifício ou tiros. Seguir as recomendações do pediatra sobre o que fazer nessas situações, com certeza, pode ajudar.
  • Usar protetores para o ouvido. É sempre bom tomar cuidado ao mergulhar na água devido ao possível acúmulo de fluido dentro dos ouvidos.

Lembre-se de que as crianças estão mais expostas às infecções, mas também têm uma grande capacidade de recuperação. A ruptura do tímpano não necessariamente irá apresentar sequelas. Entretanto, uma experiência ruim e da dor que por si só acarreta são inevitáveis.