Como saber quando seu filho adolescente está exausto e estressado

21 Julho, 2020
Como mãe ou pai, é necessário que você saiba identificar quando seu filho adolescente está exausto e estressado. Assim, você poderá ajudá-lo.

Não são só os adultos que podem se sentir exaustos e estressados. Atualmente, os adolescentes estão muito estressados, mais do que nas gerações anteriores. Talvez eles não tenham as estratégias necessárias para lidar com esse tipo de situação. Isso, por sua vez, causa tristeza e até mesmo depressão.

Sinais de que o seu filho adolescente está exausto e estressado

Como pai ou mãe, é importante prestar atenção a esses sinais de alerta que podem indicar que seu filho está exausto e estressado. Nesses casos, é importante ajudá-lo a lidar com esses sentimentos para que ele aprenda a gerenciá-los da melhor maneira possível.

  • Insônia. Há algo acontecendo com seu filho adolescente quando ele não dorme bem à noite. Ensine seus filhos a limitar o tempo de tela com os dispositivos antes de ir para a camaa fim de garantir que eles tenham uma boa noite de sono.
  • Mais ansiedade. A incapacidade de relaxar pode ser extremamente frustrante, especialmente durante o tempo de inatividade. Se seu filho adolescente geralmente está inquieto e ansioso, a exaustão pode ser a causa.
    filho adolescente exausto e estressado
  • Mudança de hábitos alimentares. Pode ser tanto comer demais quanto restringir a alimentação. Uma mudança nos hábitos alimentares pode significar que seu filho adolescente está se sentindo emocionalmente esgotado. O consumo excessivo de alimentos pouco saudáveis pode causar mudanças contínuas de humor e levar a comportamentos indesejáveis.

Como ajudar os adolescentes exaustos e estressados

Agora que você já conhece algumas das características de um adolescente exausto, aprender a ajudar é essencial para garantir que eles comecem a se sentir bem novamente. Uma estratégia que funciona bem para muitos pais é perguntar para os filhos se eles conhecem alguém da mesma classe que esteja mostrando sintomas de exaustão.

Abordar assuntos com seu filho dessa maneira permite que ele responda abertamente, sem medo de que possa haver uma consequência, como, por exemplo: “Não posso dizer à minha mãe que estou cansado demais porque não vou poder usar o telefone à noite”.

Dar ao seu filho adolescente a chance de falar sobre os sintomas e, em seguida, falar sobre como ele lidaria com esse sintoma é a melhor maneira de mantê-lo envolvido no assunto sem arriscar que ele se afaste emocionalmente.

filho adolescente exausto e estressado

Se seu filho adolescente admitir que um amigo está tentando equilibrar a vida pessoal com a vida escolar de forma frenética, apresente estratégias para lidar com a situação.

Existem atividades que possam ser reduzidas? Será que ele deveria desligar as telas mais cedo para descansar mais, a fim de continuar a participar dessas atividades? Ele criou um cronograma para ver quanto tempo livre tem ou como esse tempo pode ser melhor aproveitado?    

Em vez de criticar excessivamente o adolescente pelo seu comportamento, caso ele mostre quaisquer dos sinais de alerta acima, use a oportunidade para falar sobre gerenciar o tempo, estabelecer prioridades e alternativas para desestressar.

Gerenciar melhor o tempo para o adolescente exausto e estressado

Uma das ferramentas mais importantes que os pais podem usar para tentar aliviar a pressão sobre o filho adolescente é ajudá-lo a tomar decisões sobre como gerenciar o tempo. Ser adolescente é difícil. Existem milhões de novas experiências e muitas pressões, além de uma quantidade muito limitada de experiência de vida em geral.

Compartilhe as medidas necessárias para reorganizar a vida com seus filhos, mesmo que seja dizendo a eles o que o amigo deles deve fazer e, assim, eles aprenderão a gerenciar o próprio tempo sem a necessidade de chegar à exaustão. Outra possibilidade é explicar como você faz suas tarefas, pois talvez isso possa ajudá-los, de alguma forma, no dia a dia.

Explicar os seus próprios exemplos vai aproximá-los de você emocionalmente. Dessa forma, eles vão se sentir compreendidos e aceitos. Lembre-se de que é muito importante não julgar ou criticar. Lembre-se também de que seus filhos precisam que você os ajude, não que você seja o juiz da vida deles.