O que fazer quando seus filhos respondem mal?

14 de abril de 2017

Talvez uma das coisas que tiram rapidamente os pais do serio é quando os filhos respondem de uma maneira agressiva ou grosseira, quando eles fazem um comentário ou um pedido. Quando seus filhos responderem mal, siga os seguintes passos:

Lembre-se de que o mais importante é não responder com a mesmo atitude às provocações que ocorrem em uma discussão. Você é adulta e deve evitar cair na tentação de continuar uma briga sem sentido e usar palavras negativas.

Dicas para usar quando seus filhos respondem mal

1. Mantenha a compostura. Quando acontece uma situação desse tipo, o menos conveniente é reagir de forma hostil. A maneira com que você responde pode enfraquecer ou fortalecer a relação com seus filhos. Assim, você deve ter muito cuidado na hora de responder. Se sua reação é muito branda, seus filhos podem repetir esse comportamento inadequado. Por outro lado, se for muito severa, eles vão sentir que não têm espaço para se expressar.

2. Evite gritos e palavras rudes quando você não estiver tranquila. Respire profundamente e pense bem naquilo que você vai dizer. Pare de conversar até o momento em que ambas as partes estejam mais calmas e possam conversar sensatamente.

3. Identifique quais são os motivos desse tipo de situação. Nem sempre seus filhos respondem mal porque têm algum problema com você. Preocupe-se em saber se há algum motivo externo, seja na escola ou no círculo social da criança, que a esteja afetando. Se for esse o caso, não responda com agressão. Vá direto à causa do problema e procure ajudar para que possa ser resolvido.

4. Mantenha clara as regras sobre os comportamentos que não são aceitáveis. Quando você estabelece suas regras familiares em companhia dos seus filhos é preciso deixar claro, o mais explicitamente possível, qual é o comportamento que se espera das crianças em relação aos pais e aos outros membros da família. Ter limites claros vai ajudar seus filhos à pensar melhor antes de falar com você desrespeitosamente.

respondem2

Lembre-se de que você deve controlar o conteúdo audiovisual ao qual as crianças têm acesso. Muitos comportamentos desrespeitosos são resultado da repetição de comportamentos que as crianças veem em seus programas favoritos ou em vídeos na Internet.

Preste atenção ao que seus filhos veem e ouvem tanto na televisão como no mundo real, e também dentro do meio familiar, como no ambiente social e escolar.

5. Lembre-os de que toda ação tem consequências. Depois de ter determinado quais são os tons de voz ou as palavras que não são aceitáveis entre pais e filhos, lembre-os de que se passarem dos limites haverá consequências que eles deverão assumir. Tire os privilégios, tais como tempo de jogos, atividades de entretenimento, e dê tarefas domésticas adicionais ou outro método que você estabeleceu.

respondem3

Não improvise na hora de castigar uma conduta inapropriada porque o problema pode piorar. Lembre-se de que se desde o começo você estabelecer regras, a convivência será mais saudável para todos.

6. Aja da mesmo forma que você espera que eles ajam. Se com seu companheiro suas discussões terminam com troca de insultos é natural que seus filhos responda mal. Trate todas as pessoas da sua família e do seu círculo social da forma que você permite e aceita que seus filhos o façam.

Também é muito importante que você converse com seus filhos respeitosamente para que eles vejam que devem falar com o mesmo tom que você usa com eles. Evite o sarcasmo e as palavras rudes que podem criar impactos negativo nos seus filhos pequenos ou adolescentes.

7. Reconheça quando agem de forma adequada. atenção especial quando seus filhos são gentis e demonstram respeito. Estimule as ações que mostram respeito com você ou qualquer outro membro da família. Não deixe passar essas situações para motivar as interações amigáveis sob qualquer circunstância.

8. Dê atenção suficiente. Em muitas ocasiões a razão pela qual seus filhos respondem mal é porque se sentem ignorados. Dedique pelo menos uma hora por dia para escutá-lo, participe de suas atividades, e faça parte do que eles estão vivendo. Desconecte-se por alguns instantes do celular e de outros assuntos de trabalho para dividir alguns momentos com seus filhos.