3 técnicas para evitar as cólicas do bebê

· 10 de dezembro de 2017

Nada deixa uma mãe mais desesperada do que o choro do seu filho. E esse é um dos efeitos mais imediatos quando o bebê sente cólica. Um desconforto que se manifesta por meio de um choro contínuo sem causa aparente.

Um dos principais mitos é que as cólicas do bebê ocorrem quando ele toma leite de fórmula na mamadeira. A verdade é que também podem aparecer com a amamentação no peito, apesar de o leite de vaca provocar mais gases que o leite materno.

Para além do tipo de leite, as cólicas ocorrem quando o bebê está se alimentando e engole ar. Esse ar fica no estômago do pequeno e pode provocar muita dor. Além disso, esse mal-estar costuma aumentar à noite, o que pode deixar qualquer mãe de primeira viagem nervosa.

Na verdade, os pediatras identificam as cólicas do bebê – de maneira clínica – quando este chora por pelo menos três horas por dia, três dias na semana durante três semanas mesmo sendo um bebê saudável e bem alimentado.

As cólicas do bebê são muito comuns

As estatísticas dos pediatras afirmam que a causa de 30% dos casos de cólica são os gases. E entre 15 e 40% dos bebês sofrem desse mal nos primeiros quatro meses de vida. Mas essa situação se resolve sozinha a partir do quarto mês.

A forma de alimentar o bebê é um dos fatores decisivos para a ocorrência desse desconforto. Ou seja, a postura da mãe e da criança, assim como a maneira de dar o peito ou a mamadeira. “O ideal é que a mulher esteja calma e sentada confortavelmente enquanto o bebê deve estar semi-sentado” explica a pediatra Libia Segura em um artigo.

Libia define as cólicas como um choro inconsolável que se acentua durante a tarde e que vem acompanhado por distensão abdominal, flexão das pernas, rubor na pele e punhos fechados. Todos esses sintomas são indicadores claros das cólicas do bebê.

cólicas do bebê

3 técnicas para evitar as cólicas do bebê

A rotina de cuidar de um recém-nascido pode ser cansativa. Por isso, muitos pais quando acabam de dar de comer para o bebê e este adormece, não querem fazer outra coisa senão colocar o pequeno deitado no berço ou na cama. Aí está o primeiro erro. Mesmo que o bebê esteja dormindo, é fundamental expulsar os gases. Para isso, apresentamos a você três possíveis técnicas que podem ser muito úteis.

Dar palmadinhas nas costas do bebê

Para ajudar o bebê expulsar os gases, é importante segurá-lo no colo de maneira que a barriguinha dele fique apoiada no seu ombro. Quando estiver nessa posição, com a mão levemente curvada, dê leves palmadinhas nas costas do pequeno para ajudar a expulsar os gases.

Também é bom fazer movimentos para cima com as mãos enquanto dá as palmadinhas. Dessa maneira o bebê vai expulsar os gases e vai ficar relaxado nessa posição, sendo mais fácil arrotar mesmo estando dormindo.

Mexer as perninhas

Depois de dar as palmadinhas nas costas, se ao sentir a barriga do bebê ela parecer estar vazia, ou seja, cheia de gases, o mais adequado é deitar o pequeno em uma superfície plano, como por exemplo a cama, e esticar e flexionas ambas as pernas ao mesmo tempo aproximadamente 10 vezes. Você também pode esticar uma perninha enquanto flexiona a outra, como se o bebê estivesse em uma bicicleta imaginária. Outra opção é mexer ambas as pernas fazendo um movimento circular como os ponteiros do relógio.

Esse movimento de flexão estimula o intestino e ajuda a expulsar os gases que se formam quando o bebê se alimenta. Produz o mesmo efeito de quando os adultos realizam leves exercícios após comer para ajudar a descer a comida.

cólicas do bebê

Massagens no estômago

As massagens no estômago também ajudam o bebê a expulsar os gases que causam as cólicas. Você pode fazer carinhos na barriguinha dele com movimentos delicados para cima ou realizando movimentos circulares. Na verdade, está comprovado que as massagens no mesmo sentido dos ponteiros do relógio aliviam as cólicas.

Medicamentos

Se você não conseguir que as dores do bebê passem mesmo aplicando essas técnicas, então talvez seja preciso recorrer a medicamentos indicados para esses casos. O ideal é que seja o pediatra quem receite tais medicamentos para o seu bebê. Geralmente, são medicamentos que devem ser administrados antes de o pequeno tomar o leite. Isso vai ajudar a expulsar os gases e vai evitar as cólicas.

Todas essas técnicas para evitar que o bebê sofra com as cólicas devem ser aplicadas periodicamente. Você vai perceber como os resultados aparecem e ajudam seu pequeno a dormir melhor. Assim, você poderá enfrentar com bom humor as tarefas do dia a dia.