15 conselhos úteis para mães de primeira viagem

05 Agosto, 2018

Ser mãe não é uma tarefa nada fácil. Se somos mãe de primeira viagem então, a tarefa fica muito mais complicada. Mesmo assim vamos adquirindo experiência pouco a pouco a partir dos erros e dos acertos. Em suma, a experiência nos dá o conhecimento.

Quando recebemos a notícia de que vamos ser mamães pela primeira vez, ficamos com um pouco de medo. É um sentimento completamente normal, que se deve a uma experiência totalmente desconhecida.

Nunca é demais ler alguns conselhos. Muitos deles podem nos ajudar a deixar o desafio um pouco mais simples, ainda mais nessa época em que a Internet nos oferece toda as informações disponíveis sobre o que precisamos.

Quando temos um bebê recém-nascido nos braços estamos contemplando o milagre da vida

–M.J. Márquez–

Se você é uma mãe de primeira viagem, esses conselhos serão muito úteis pra você.

Vale lembrar que os conselhos são orientações, não mandamentos nem regras estritas. A finalidade de ajudar você com esses conselhos é orientar para que você mesma possa tomar suas próprias decisões.

Conselhos úteis para mães de primeira viagem

No primeiro momento em que você souber que está grávida, é importante consultar um médico.

  1. Assim que receber a notícia marque uma consulta com seu médico.
  2. Conte as semanas desde o primeiro dia da sua última menstruação. Às vezes é complicado contar de quantas semanas estamos grávidas, assim você pode começar a contar desde o primeiro dia da sua última menstruação.
  3. Você vai sentir o bebê entre a 18ª e a 20ª semana de gravidez. Primeiro você vai sentir uma cócega ou um formigamento.
    mãe segurando os pés do seu filho
  4. Você deve ficar atenta a sintomas estranhos no seu corpo. Se você tiver um sangramento abundante, febre superior a 38º ou dor abdominal muito forte, o melhor é consultar seu médico.
  5. As contrações são um sintoma claro de que seu bebê vai nascer em breve. As contrações são dores abdominais ou lombares que vão aumentando acentuadamente.
  6. Viajar é possível. Se não for uma gravidez de risco, obviamente.
  7. Você pode fazer exercícios durante a gravidez. É possível realizar determinadas atividades físicas sem problema.
  8. Você pode manter relações sexuais durante a gestação. Pode se não for uma gravidez de risco.
  9. As mudanças de humor são normais na gravidez. Lembre-se de que seu corpo está passando por muitas mudanças e os níveis hormonais também.
  10. Registre a gravidez. Não podem falta fotos e vídeos. Essa é uma experiência única da qual vale a pena guardar recordações.
  11. Procure se manter sempre informada. Pergunte para outras mães ou pesquise na internet. Reúna mais informações sobre esse momento.
  12. Apoie-se no seu companheiro, nos seus familiares e nos seus amigos. São pessoas que vão incentivar cada momento da sua gravidez, conte suas preocupações para eles.
  13. Tente dormir também enquanto o bebê estiver dormindo. Assim você também poderá recarregar suas energias para cuidar do seu pequeno.
  14. Evite os abusos, incluindo as visitas. Os primeiros dias serão os mais difíceis, pois é uma mudança radical na sua vida e, além disso, você vai estar mais cansada. Tente não abusar muito com as visitas.
  15. Não se atormente pelo seu peso. No começo vai ser complicado perder aqueles quilinhos a mais. Comece com uma alimentação saudável e com caminhadas pelas manhãs.

Os erros mais comuns que as mães de primeira viagem cometem

Todas nós podemos cometer erros em uma fase de mudanças tão radicais. Não é motivo para se mortificar, são coisas que podem acontecer. Por isso, listamos alguns dos erros mais comuns que as mães de primeira viagem costumam cometer:

  •  Cobrimos demais o bebê. Os recém-nascidos costumam sentir frio, mas se os aquecemos demais podemos fazer com que os pequenos suem muito. Você deve evitar essa prática, pois também já foi comprovado que pode provocar asfixia ou morte súbita.
mãe beijando seu filho no rosto

  • Dar banho nos bebês todos os dias. Os pediatras recomendam dar banho nos bebês de 2 a 3 vezes por semana. Essa frequência é mais que suficiente.
  • Deixar o bebê chorar. Embora algumas teorias afirmem que deixar o bebê chorar é o correto, isso não é verdade. Quando o bebê chora, devemos imediatamente pegá-lo no colo e confortá-lo.
  • Trocar de seio antes que termine de mamar todo o leite. Você deve esperar o bebê terminar um seio para dar o outro, não se deve fazer isso antes do leite acabar em um dos seios.
  • Dar ouvidos a tudo o que as avós disserem. As avós têm a experiência e sabem muito sobre o tema, mas é importante que você também leve em consideração a opinião do pediatra.

É normal que você se sinta frustrada por cometer alguns erros com seu primeiro bebê? Sim, mas o que realmente importa é se manter em constante comunicação com outras mães que tenham mais experiência e possam orientar você na sua primeira gravidez. Lembre-se de que elas também devem ter cometido erros, assim como você, e aprendendo com os erros conseguiram melhorar significativamente.