Teste para avaliar a inteligência das crianças

25 Dezembro, 2019
Os testes psicométricos são usados para avaliar as habilidades intelectuais de maneira objetiva. A seguir, vamos explicar quais são os testes de inteligência mais usados com crianças.

O QI é uma unidade de medida das habilidades cognitivas gerais das pessoas em relação à sua faixa etária. Assim, para avaliar a inteligência das crianças, é necessário usar algum tipo de teste psicométrico. Mas isso não é o suficiente. Também é necessário realizar uma observação exaustiva e uma entrevista personalizada com a criança em questão.

“Inteligência é a capacidade de tomar e manter uma certa direção, adaptar-se a novas situações e ter a habilidade de criticar as próprias ações.”

– Alfred Binet –

Teste para avaliar a inteligência das crianças

TONI-2: teste de inteligência não verbal

Esse é um teste que serve para medir a capacidade cognitiva com base na capacidade para resolver problemas com figuras abstratas. O seu tempo de aplicação é de aproximadamente 20 minutos e pode ser usado com pessoas entre 5 e 85 anos de idade.

Ele é ideal para avaliar crianças pequenas, porque a linguagem não é necessária e também não é preciso ter grandes habilidades motoras.

Além disso, existem duas maneiras equivalentes de realizar o teste, cada uma composta por 55 elementos ordenados por dificuldade crescente, o que é conveniente para realizar avaliações periódicas e contrastar os resultados de forma objetiva.

Nesse teste, a pessoa avaliada deve identificar, em cada matriz figurativa apresentada, a relação entre as figuras abstratas e encontrar a solução entre as alternativas propostas, indicando a resposta escolhida.

Teste para avaliar a inteligência das crianças

Assim, o examinador deve dar instruções por meio de gestos ou com breves indicações verbais, tais como: “Qual desses desenhos deve ir aqui?“. E a pessoa avaliada deve indicar o espaço vazio correspondente.

K-BIT: teste de inteligência de Kaufman

Esse é um teste de rápida aplicação e fácil correção. Na verdade, são necessários apenas 15 ou 30 minutos para realizá-lo. Esse teste pode fornecer suporte e orientação para medir a capacidade intelectual.

O K-BIT tem como objetivo avaliar a inteligência verbal e não verbal em pessoas que tenham entre 4 e 90 anos. Assim, ele mede, por um lado, as habilidades verbais relacionadas à aprendizagem escolar, contando com o conhecimento das palavras e a formação de conceitos verbais.

Por outro lado, também avalia as habilidades não verbais e a capacidade de resolver novos problemas com base na capacidade do sujeito de perceber relações e completar analogias. Portanto, consiste em dois subtestes diferentes:

  • De vocabulário. Com 45 itens de vocabulários expressivos e 37 itens sobre definições.
  • De matrizes. Com 48 elementos não verbais com estímulos visuais tanto figurativos (pessoas ou objetos) quanto abstratos (formas geométricas ou símbolos).

Esse teste psicométrico fornece três tipos de QI:

  • Verbal.
  • Não verbal.
  • Composto: desempenho total no teste.

WISC-V: escala de Inteligência Wechsler para crianças

O WISC-V é usado para medir as habilidades gerais de pensamento e raciocínio de crianças e jovens entre 6 e 16 anos de idade. Esse teste é baseado em uma abordagem de inteligência global composta por 10 testes principais e 5 complementares, para a avaliação de diferentes capacidades e habilidades que contribuem para a obtenção de um QI total.

Portanto, há seis pontuações principais:

  • Compreensão verbal. É medida com atividades que exigem ouvir perguntas e fornecer respostas verbais (prova de semelhanças e vocabulário).
  • Viso-espacial. É obtida por meio de atividades que requerem atenção aos detalhes e integração visomotora (cubos e quebra-cabeças visuais).
  • Raciocínio fluido. É avaliado com testes que exigem o uso de operações mentais para enfrentar novas tarefas que não podem ser executadas automaticamente (matrizes e escalas).
  • Memória de trabalho. É avaliada com atividades que exigem aprendizado e retenção de informações na memória enquanto são utilizadas as informações aprendidas para concluir uma atividade (dígitos e relação de desenhos).
  • Velocidade de processamento. Concentra-se nas tarefas que exigem o exame rápido de símbolos e a tomada de decisões sobre eles (chaves e busca de símbolos).
  • Escala total. Soma das pontuações nos 10 testes principais. Define a capacidade intelectual da criança ou do adolescente em comparação com a sua faixa etária e de acordo com as suas habilidades gerais de raciocínio e pensamento.
Teste para avaliar a inteligência das crianças

Qual é o melhor teste para avaliar a inteligência das crianças?

Para a avaliação da inteligência das crianças, o teste mais adequado é o WISC-V, principalmente porque ele fornece informações mais completas e específicas sobre as habilidades intelectuais.

Esses testes oferecem um QI total que pode ser classificado, de acordo com a curva normal de distribuição da população, como:

  • Muito superior: 130 ou mais.
  • Superior: 120-129.
  • Normal-alto: 110-119.
  • Médio: 90-109.
  • Normal-baixo: 80-89.
  • Inferior: 70-79.
  • Muito baixo: 69 ou menos.

Além disso, com base nessa pontuação, podem ser detectadas deficiências intelectuais de diversos níveis:

  • Capacidade Intelectual Limítrofe: entre 70 e 85.
  • Leve: entre 50 e 69.
  • Moderada: entre 35 e 49.
  • Grave: entre 20 e 34.
  • Profunda: inferior a 20.
  • Brown, L., Sherbenou, R. J. y Johnsen, S. K. (2009). Toni 2: test de inteligencia no verbal: apreciación de la habilidad cognitiva sin influencia del lenguaje: manual. Madrid: TEA Ediciones.
  • Kaufman, A. S. y Kaufman, N. L. (2004). K-BIT: Test Breve de Inteligencia de Kaufman: Manual. Madrid: TEA Ediciones.
  • Wechsler, D. (2015). WISC-V, Escala de Inteligencia de Wechsler para niños-V: Manual. Madrid: TEA Ediciones.