Tipos de cadeira de alimentação para bebês

8 de junho de 2020
Os diferentes tipos de cadeira de alimentação para o bebê são projetados para que a hora de comer sozinho seja confortável, agradável e divertida. É responsabilidade dos pais escolher a melhor opção para o bebê.

Chegou um dos momentos mais esperados da vida do pequeno: ele vai começar a comer sentado! Além do leite materno, o bebê vai experimentar outros alimentos e isso é motivo de felicidade em casa. Sem dúvida, para isso, ele vai precisar de um espaço que esteja de acordo com as suas necessidades. No artigo a seguir, vamos mostrar quais são os tipos de cadeira de alimentação para bebês.

Cadeiras de alimentação para bebês: como escolher a melhor

Por volta dos seis meses de idade, o bebê passa a não ser mais alimentado apenas com leite materno. Ele começa a ingerir outros alimentos, tais como papinha, frutas raladas ou trituradas e purê. Para que isso possa ser feito com conforto e facilidade, ele vai precisar de uma cadeira que esteja de acordo com o seu tamanho e que possa ser útil no futuro.

Existem centenas de modelos e tipos de cadeira de alimentação para o bebê. No entanto, devemos levar em consideração certos aspectos ao comprar uma, pois a ideia é que elas sejam um investimento que dure pelo menos até os dois anos.

1. Segurança

A cadeira de alimentação, também conhecida popularmente como cadeirão, deve ter um cinto que se ajuste ao tamanho do bebê e que permita que ele fique bem preso. Também é importante que ela tenha travas de segurança para a bandeja, as rodas e o assento.

O melhor design é o ‘arredondado’, pois pode evitar batidas nos cantos da mesa, e sem peças embutidas, para evitar acidentes.

2. Materiais

Atualmente, podemos encontrar cadeiras de alimentação de todos os tipos, embora as mais comuns sejam de plástico, madeira ou metal. As primeiras são mais leves e mais higiênicas. Por sua vez, as de madeira são mais sólidas e pesadas. E as últimas, as metálicas, são mais resistentes.

3. Adaptabilidade

Como dissemos acima, é essencial que a cadeira de alimentação dure por vários meses, enquanto a criança precisar usá-la para se alimentar. Portanto, escolha entre os modelos que se adaptam ao crescimento do bebê e que permitam ajustar o assento, a bandeja, a altura etc.

4. Dobrável

Como geralmente não temos muito espaço para os móveis na cozinha ou na sala de jantar, é muito importante que a cadeira de alimentação tenha um sistema dobrável. Além disso, escolha uma que possa ser aberta facilmente, até mesmo com uma única mão. Dessa forma, você não passará vários minutos montando e desmontando.

Tipos de cadeira de alimentação para o bebê

5. Conforto

O encosto reclinável é muito interessante, pois permite regular a posição do bebê, tornando até mesmo possível que ele tire uma soneca depois de comer.

Também é necessário que o assento seja amplo, confortável e aconchegante, para que o pequeno fique confortável e queira ficar sentado. Procure aqueles que tenham almofadas de plástico, mais fáceis de limpar.

Quais são os tipos de cadeira de alimentação para bebês que existem?

Agora que você conhece todos os ‘requisitos’, é hora de escolher entre os tipos de cadeira de alimentação para o seu bebê. No mercado, você pode encontrar várias opções, mas as mais comuns são as seguintes:

1. Cadeiras de alimentação fixas

Também conhecidas como ‘tradicionais’, são bastante básicas, têm uma altura determinada e não podem ser ajustadas. Elas têm uma bandeja removível para que, no futuro, a criança possa compartilhar a mesa com a família. A desvantagem é que você terá que comprar uma maior quando o seu filho crescer.

“Devemos levar em consideração certos aspectos ao comprar uma cadeira de alimentação para o bebê, pois a ideia é que elas sejam um investimento que dure pelo menos até os dois anos.”

2. Cadeira de alimentação dobrável

Também são chamadas de ajustáveis ​​ e permitem que o encosto seja reclinado em diferentes posições e que a altura do assento seja regulada. Elas têm rodas para facilitar o deslocamento – podendo ser travadas enquanto a criança estiver sentada – e são dobráveis ​​para facilitar o armazenamento quando não estiverem em uso.

Costumam servir até os três anos, mas geralmente são um pouco mais caras em comparação com as outras.

3. Cadeira de alimentação evolutiva

Esse é um dos tipos mais modernos de cadeira de alimentação para bebês devido ao seu design anatômico, que permite que ela o acompanhe durante as diferentes fases do seu desenvolvimento

Elas são feitas de madeira e, quando não são mais usadas ​​como cadeira de alimentação, transformam-se em uma cadeira. Seu preço é bastante elevado, mas a boa notícia é que elas são mais duráveis.

Um tipo similar à cadeira evolutiva, mas sem o seu belo design, é a cadeira de alimentação conversível, que serve como cadeira para crianças entre três e seis anos.

Tipos de cadeira de alimentação para o bebê

4. Cadeira de alimentação acoplável

Existem dois estilos de cadeira de alimentação para bebês desse tipo: as infláveis e as que se adaptam à mesa.

As primeiras são perfeitas para quando viajamos ou estamos fora de casa – por exemplo, em um restaurante – porque podem ser colocadas em qualquer cadeira. Como são infláveis, elas quase não ocupam espaço e podem ser levadas na bolsa.

As do segundo tipo têm uma estrutura metálica que pode ser ajustada à mesa, permitindo, assim, que a criança participe da refeição com os pais. O lado ruim é que elas não suportam mais de 15 quilos de peso e a trava deve ser de alta qualidade para impedir que a criança caia.

E então, já decidiu qual dos tipos de cadeira de alimentação para bebês você vai comprar para o seu filho e por quê? Você deve pensar sobre as suas necessidades e preferências e escolher com base nesses fatores.

  • Palma, C., Cahuana, A., & Gómez, L. (2010). NUTRICIÓN INFANTIL Guía de orientación para la salud bucal en los primeros años de vida. Acta Pediatr Esp.