A tristeza nas crianças

· 13 de março de 2018
Nenhum pai gosta de ver o filho triste. Por isso é preciso compreender e ensinar as crianças que esses momentos podem ser usados como aprendizado para toda a vida.

A tristeza nas crianças é uma parte essencial da aprendizagem. É, justamente, um dos grandes professores da vida. Portanto, é necessário dar a atenção que esse sentimento merece, pois só assim vai ser possível aprender com essas experiências.

As emoções fazem parte da vida de todas as pessoas. É necessário experimentá-las para desenvolver uma personalidade mais forte e sensível ao mesmo tempo.

Tristeza nas crianças: aprendizado e sensibilidade

Todas as emoções são importantes, tanto para os adultos quanto para as crianças. No entanto, a tristeza é um sentimento muito forte, por isso é bom dar devida atenção. A tristeza nas crianças pode se tornar uma aprendizagem valiosa em muitos sentidos.

A tristeza é a maior indicação de que algo está errado. É sinal de que a criança não está se sentindo bem. Muitas vezes, essa tristeza pode ser consequência de uma dor física ou uma dor emocional. Ela também é uma grande professora, pois transmite valores e ensinamentos fundamentais que vão ajudar a criança por toda a sua vida.

“Você não pode impedir que o pássaro da tristeza voe sobre sua cabeça, mas você pode evitar que ele faça um ninho no seu cabelo”

– Provérbio chinês –

Descobrindo as emoções

É muito saudável que as crianças passem por problemas. Dessa forma, elas podem começar a compreender os seus próprios sentimentos e os dos outros. É um processo natural. Elas estão em fase de descoberta tanto de si mesmas quanto do meio. Por isso, é importante ensinar os filhos a compreender os sentimentos e as emoções desde cedo.

No caso da tristeza, é importante que a criança saiba reconhecer o que está sentindo. Também é importante que ela saiba que não tem problema se sentir triste de vez em quando.

Além disso, é importante ter consciência de que a tristeza é um sentimento passageiro do qual algo positivo pode ser extraído. Quando a criança começa a se conhecer e a conhecer o meio em que vive, ela vai começar a lidar com essa emoção de uma forma muito mais madura.

como lidar com a tristeza nas crianças

Como lidar com a tristeza nas crianças?

Embora todos os pais desejem ver os filhos sempre felizes, também é verdade que a tristeza faz parte da vida de todas as pessoas, desde o nascimento até a morte. O importante neste caso é como lidar com esse sentimento de uma forma saudável. Veja alguns conselhos para lidar com a tristeza nas crianças.

1. Identificação do sentimento

É preciso saber reconhecer a tristeza nas crianças. É importante que os pais identifiquem o que está preocupando a criança. Identificar a causa da tristeza é a única maneira de ajudar a criança para que ela se sinta feliz novamente.

2. Comunicação com a criança

A comunicação é fundamental em todos os relacionamentos e em todos os momentos. O ideal é que os pais conversem com os filhos sempre que identificarem ou desconfiarem de qualquer problema. É fundamental que a criança entenda que não tem nada de errado ficar triste. Apesar de ser um sentimento passageiro, é sempre importante buscar uma solução.

3. Busca de uma solução

Todo problema tem uma solução. Por isso, os pais devem ajudar a criança para que ela volte a um estado de serenidade, no qual a felicidade toma conta da tristeza.  O que deixa a criança triste? Quando as causas forem identificadas vai ser mais fácil encontrar uma solução para resolver o problema.

como lidar com a tristeza nas crianças

4. Compreensão

É possível aprender alguma coisa com todas as experiências e situações. No entanto, para que isso aconteça, é necessário que a criança compreenda o que fez ela se sentir triste e é dever do adulto orientá-la nesse processo. O autoconhecimento e o conhecimento do ambiente é essencial para lidar melhor com as emoções.

Como detectar a depressão?

Não há nada de errado com o sentimento de tristeza passageira. No entanto, é recomendável que os pais fiquem atentos a sintomas mais alarmantes. Um sentimento passageiro de tristeza pode ser tratado sem muita dificuldade. Mas a depressão é uma questão muito mais complexa. Neste caso, é preciso a atenção de especialistas para lidar com ela da melhor maneira possível.

Às vezes, pode ser um pouco difícil diferenciar a tristeza passageira da depressão. Apesar disso, há alguns sintomas claros que os pais devem levar em consideração. Alguns dos sinais mais comuns são a intensidade, a duração e a frequência. Se a tristeza se manifesta de forma contínua, muito intensa e frequente, consulte um especialista.

“Cuidado com a tristeza. É um vício”

-Gustave Flaubert-

A tristeza nas crianças é tão natural quanto a felicidade e a alegria. Embora seja um sentimento que tentamos evitar, é importante saber enfrentar naturalmente quando ela aparecer. Assim as crianças vão conseguir desenvolver uma personalidade forte mas sensível ao mesmo tempo.

Recomendados para você