Vale a pena pagar pelos aplicativos para crianças?

Se pagar por aplicativos móveis exige uma reflexão séria, imagine o que significa comprar aplicativos para crianças! Nós damos a você algumas recomendações abaixo.
Vale a pena pagar pelos aplicativos para crianças?

Última atualização: 08 Setembro, 2021

Da próxima vez que você pensar em baixar aplicativos gratuitos em vez de pagar por eles, reflita sobre o material que está oferecendo às crianças e os efeitos que isso pode ter no desenvolvimento delas. Muitos pais baixam vários aplicativos nos tablets ou smartphones para que seus filhos se divirtam sem pensar nas consequências dessa atitude.


Os pais não costumam pagar por aplicativos educacionais e não pensam na qualidade que estão oferecendo aos seus filhos. Eles preferem baixar vários de graça e descartar os piores, ou pior ainda não dão importância aos anúncios presentes em todos os aplicativos gratuitos. Mas será que vale a pena pagar pelos aplicativos para crianças?

O que os aplicativos educacionais precisam para ser bons?

Para que um aplicativo educacional seja bom, ele precisa ter qualidade. É muito importante pensar se determinado aplicativo realmente traz benefícios para as crianças, dependendo de suas habilidades e também da idade evolutiva recomendada para o aplicativo. Mas, para ser adequado, necessariamente deve ser tecnologia saudável. Portanto, deve atender a alguns requisitos:

  • Desenvolvedores bons e renomados (geralmente não são gratuitos).
  • Contar com a participação de especialistas em educação em seu desenvolvimento.
  • Ter boa resolução gráfica e de som.
  • As opiniões dos usuários devem ser positivas.
  • Não ser apenas uma demonstração.
  • Ter um design adequado à idade e ser intuitivo.
  • Oferecer a tradução para a língua materna do seu filho.

 

Para que um aplicativo seja de boa qualidade, será necessário que a empresa por trás dele tenha um modelo de negócios que gere renda para ser capaz de produzir mais aplicativos. Isso só pode ser alcançado se houver receita (pagando pelos aplicativos que já estão à venda). Banir anúncios e compras no aplicativo é importante para sua qualidade, e isso é algo que os aplicativos gratuitos adicionam para sobreviver.

A qualidade da tela pode fazer a diferença

O tempo de tela não é igual dependendo da qualidade do produto, e é muito importante levar em consideração esse fator. A tecnologia saudável pode ensinar às crianças novas habilidades e proporcionar tranquilidade aos pais, que saberão que seus filhos estão sendo expostos a um material educacional de alta qualidade. Contudo, isso não isenta os pais da supervisão constante.

‘A irrupção de novas tecnologias nos obriga a educar as crianças de uma forma diferente’

-Howard Gardner-

Os aplicativos que oferecem serviços para adultos, por exemplo, podem ser gratuitos, pois têm objetivos diferentes e podem gerar receitas através do cartão de crédito, como os aplicativos que redirecionam a outras telas para fazer compras. Esse tipo de aplicativo é perigoso para as crianças porque elas não têm critérios suficientes para saber se isso é certo ou não.

 

Alguns aplicativos para crianças funcionam como brinquedos.

Existem aplicativos para crianças que funcionam como brinquedos e livros tradicionais, que são pagos e usados para estimular, educar e divertir os pequenos.

Um exemplo: muitos pais optam por pagar por brinquedos e livros de alta qualidade na hora de irem à loja, pois as versões mais baratas se mostraram de baixa qualidade e podem até ser perigosas para a saúde dos mais pequenos. Então por que não ter a mesma atitude em relação aos aplicativos?

Em suma, é importante pensar sobre tudo isso da próxima vez que você for baixar um aplicativo educacional no celular ou no tablet para o seu filho. Você deve priorizar a qualidade do material e o efeito que ele pode ter no desenvolvimento das crianças, da mesma forma que faria ao comprar um bom livro, um brinquedo ou uma boa refeição.

Pode interessar a você...
5 aplicativos interessantes para as mães
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
5 aplicativos interessantes para as mães

Quando nos tornamos mães, uma de nossas maiores queixas é que nunca temos tempo. Sempre estamos ocupadas trabalhando, Veja como a tecnologia pode n...