Métodos apropriados para o ensino de idiomas

26 de julho de 2019
Aprenda neste artigo quais são os métodos mais apropriados para o ensino de idiomas.

Um idioma é a língua própria de um povo ou de uma nação e se refere a um sistema de signos que permite que uma comunidade humana se comunique de forma verbal ou gestual. Temos que fazer uma distinção entre a língua materna, que é a língua do país em que uma pessoa nasceu, e as outras línguas estrangeiras que podem ser aprendidas ao longo da vida.

A aprendizagem de outro idioma ou língua implica, portanto, o poder de conhecer e se apropriar, até certo ponto, do seu sistema de signos, das suas regras e do seu funcionamento.

Se considerarmos que um método envolve um procedimento específico e concreto para conseguir algo, do ponto de vista do ensino, apontaremos os aspectos mais relevantes de cada método e faremos uma distinção entre os métodos mais apropriados para o ensino de idiomas e, portanto, para a aprendizagem de uma língua estrangeira.

Métodos apropriados para o ensino de idiomas

Método GT

O método mais antigo para ensinar um idioma, e talvez o mais ortodoxo, é aquele que às vezes é chamado de Método GT. É um método focado principalmente na gramática e na tradução de textos e frases de uma língua para outra.

Esse método dá atenção especial às regras e estruturas gramaticais que existem entre uma frase em um idioma e em outro, colocando ênfase nas equivalências quanto à consideração de padrões gramaticais universais. Isso envolve memorizar milhares de palavras e regras, bem como frases fora de contexto.

Método GT

Método Direto

No final do século XIX, surgiu outro método, denominado Método Direto. Ele se concentra na comunicação verbal, independentemente da especificidade gramatical das frases usadas, tentando fazer com que o aprendiz seja compreendido mesmo quando as estruturas gramaticais não são as mais apropriadas.

Nesse método, a gramática é intuída e consiste em eliminar os erros até que a pessoa consiga se fazer entender, estabelecendo, assim, relações adequadas entre a palavra estrangeira e as situações que ela descreve ou às quais se refere. Daí o seu nome, “direto”.

Método Audiolingual

Por outro lado, o método denominado Audiolingual tem muitas coincidências com o anterior, já que dá prioridade à linguagem falada, insistindo na expressão oral e na audição. Contudo, nesse caso, a repetição de palavras, frases e diálogos é usada como estratégia de ensino.

Métodos mais adequados para o ensino de idiomas

Com o tempo, diferentes métodos foram desenvolvidos e utilizados para ensinar um idioma estrangeiro e, embora não possamos falar de um único método como sendo o melhor, provavelmente alguns são mais apropriados do que outros.

Esse é o caso do Método Comunicativo, por exemplo, que, mais do que um método. Ele é considerado uma abordagem a partir da qual a aprendizagem de outros idiomas é vista como um processo cujo objetivo é mais funcional do que estrutural. Isto é, o mais importante é a finalidade da comunicação, não apenas o simples fato de aprender a gramática de uma língua estrangeira.

O método comunicativo, considerando os principais aspectos de cada um dos métodos acima, se interessa pela necessidade prática de aprender outro idioma, e pela interação comunicativa e contextualizada permanente como uma condição para o uso de um idioma estrangeiro.

Em termos de organização do ensino, utilizar o método comunicativo envolve planejar atividades focadas em situações problemáticas, nas quais a aprendizagem e a aquisição das regras gramaticais fiquem relegadas a um segundo plano, sem subestimar a sua interiorização, mas sempre em função do objetivo comunicativo.

A comunicação é o mais importante nos métodos de ensino de idiomas

Essas situações problemáticas se referem aos diferentes cenários que uma pessoa enfrenta no seu cotidiano, tais como o trabalho, os aeroportos e as viagens, fazer compras de todos os tipos ou pedir ajuda em situações de perigo, quando é necessário ser capaz de se expressar progressivamente a partir do uso de outro idioma.

A comunicação é o mais importante nos métodos de ensino de idiomas

Certamente, devemos enfatizar que qualquer método selecionado para ensinar uma língua estrangeira será adequado se levarmos em conta as particularidades de quem está aprendendo e as suas necessidades específicas de aprendizado.

É a partir dessas necessidades que os educadores devem poder ser flexíveis na escolha dos métodos e, até mesmo, combinar aspectos relevantes de cada um deles.

Sem dúvida, tanto a repetição quanto a memorização e o conhecimento das regras gramaticais podem ser estratégias válidas para aprender outra língua.

Entretanto, essas estratégias devem estar a serviço da resolução e da tomada de decisões em situações problemáticas colocadas como atividades próprias do método comunicativo, cujo objetivo é fazer com que as pessoas aprendam a se expressar para que consigam se comunicar em outros idiomas.